27 de fevereiro de 2005

Eu fico chateada, claro que fico chateada!

... Porque estou há 8 anos à espera dumas casas de banho decentes e de um recreio coberto numa escola frequentada por cerca de 80 alunos. E não se fazem as obras porque "estamos em crise, não há dinheiro"!
.................

Hoje numa rubrica do Jornal da Noite da SIC, o "Nós por Cá", mostraram mais uma aberração desta bela localidade: uma passagem desnivelada na linha do norte tão íngreme que as pessoas mais novas se vêem aflitas para passar e os velhotes, esses, nem pensar!
O senhor Presidente da Câmara (que autorizou (!!) a obra veio desdramatizar, dizendo que sim senhor, aquilo não estava praticável mas que a culpa não era só da Câmara mas também da REFER.
E que vão "afastar a rotunda" (aquela montanha russa desagua numa rotunda) para poderem refazer a estrada com menos inclinação...

E o que me faz passar dos carretos é: QUEM paga a nova obra?
É que esta aberração foi desenhada por alguém, autorizada por alguém da Câmara e depois, enquanto estava a ser construída, com certeza alguém deve ter reparado que os materiais escorregavam por ali abaixo e que isso NÃO É NORMAL!!
Eu volto a dizer uma coisa que já disse aqui e que, se fosse posta em prática estas "distrações" deixavam de acontecer num instante: ir ver quem desenhou aquilo, ver quem foi que aprovou e ainda quem estava à frente da obra e a deixou prosseguir. Depois reconstruíam...
No final da reconstrução apresentavam a conta a esses senhores, para que pagassem as despesas do bolso deles.
Acredito que, se isto acontecesse umas vezes, passaria a haver muito menos gente distraída a assinar de cruz...
E talvez a partir daí passasse a haver dinheiro para gastar onde é realmente preciso!

26 de fevereiro de 2005

Um ano e dois dias...

Hoje estou inchada que nem um pavão! (ou será a bendita TPM?)
Recebi imensos comentários elogiosos... (os maus foram destruídos!)
A quem não apareceu: não fiquei zangada nem nada (só ficaram a fazer parte da minha lista negra!)

Gostei de todos os elogios, mas tenho de publicar os poemas que a Azoriana me dedicou!
Eu, que nem uma quadra sei fazer, fico sempre pasmada com gente que consegue versejar!

Muitas vezes teus comentários
Fizeram-me muito bem ler
Ficava com um grande sorriso
E logo vinha aqui pra reler.

A ti dedico estas quadras
Feitas ainda neste dia
Hoje o "Fábulas" faz um ano
Com humor e muita alegria!

Se pensavas não ser famosa
Nem aparecer na televisão
Podes crer que quem te lê
Fica com muito boa impressão!

Mereces hoje um poema
Neste dia tão especial
Solta-se a imaginação
À procura do texto ideal!

Coloco a leitura em dia
Porque estava atrasada
Dou-te os meus Parabéns
És uma escritora prendada!

Humor e originalidade
Cativam o nosso olhar
Somos uma bela família
E nos Açores tens lugar!

Servirei de tua guia
Para mostrar este cantinho
Despeço-me então por agora
Deixo-te mais um beijinho!

Estas foram de improviso
Não usei nenhumas cábulas
Mesmo sem métrica feita
Grande Louvor ao teu "Fábulas"!

BeijinhosRosa Silva (Azoriana)

Depois recebi este comentário/declaração de um anónimo.
(Eu seria capaz de jurar que o conheço há 30 anos, a perfazer no próximo 25 de Abril...)

«Não sou um frequentador de blogs e é muito raro fazer comentários, mas este é "felomenal". A maneira simples e bem estruturada como relatas os acontecimentos torna a leitura agradável e fácil.
Sou capaz de jurar que já te conheço há mais de vinte e tal anos.
PARABÉNS!
Continua, tu és a maior.»

Quem não perdoaria a este indivíduo??

24 de fevereiro de 2005

1 ano de blog! Iuuupi!!

fabulas.jpg


Há um ano atrás, mais ou menos por esta hora, comecei o meu blog.
Não era para ser nada de especial, era apenas uma resposta a um desafio do AFigaro, que tinha começado o dele por essa altura.
Nunca imaginei que tomasse estas proporções ou que me fizesse sentir uma certa obrigação de escrever... Mas ainda muito mais prazer! O facto de poder refilar para aqui tem poupado imenso o meu marido!
Às vezes durante o dia dou por mim, a propósito de tudo e de nada, a "escrever" no blog! (Dantes falava sozinha, agora digo que estou a escrever...)
Mas é naquele bocadinho entre o deitar e o adormecer que eu tenho as ideias mais geniais, que os textos saem perfeitos, cheios de humor e originalidade!
Pena que no dia seguinte não me lembre de nada!!
E divirto-me imenso, tanto a escrever como a ler e comentar e já não dispensaria por nada estes amigos virtuais! (aqui é a parte onde devem agradecer!)

Como toda a bela, também tem o seu senão: a pilha de livros na mesa de cabeceira sobe a níveis de altura perigosos.
Ando a ler os "cem anos de solidão" tão d-e-v-a-g-a-r-i-n-h-o que acho que o vou ler em tempo real!
(e já tive de recomeçar 3 vezes!)
A lista ali da esquerda cresce quase todos os dias e eu não tenho tempo para ler todos os blogs de que gosto! E só leio ou comento mesmo os que gosto, não ando por aí a fazer copy-past de comentários...
Também, ao contrário de muito boa gente que tem acesso a computador e tempo livre para escrever durante o expediente, eu não tenho! (tenho computador, não tenho é tempo!).
Normalmente só depois das 11 da noite é que venho até aqui passar um bocadinho, que roubo à televisão e aos livros!
................
E pronto!
Agora é a vossa vez de me darem os parabéns e esses miminhos todos que se recebem numa altura destas!
Quanto a mim só quero agradecer a TODOS os que fazem o favor de me ler, de comentar (que é uma trabalheira) e alguns até de dizer que gostam!
Adoro-vos!
Chuuaaaac!!

21 de fevereiro de 2005

Amendoeiras (s)em flor

No sábado fui passear...
O objectivo era fazer a "rota das amendoeiras" e lá fomos.
Parámos em Almeida, terra linda, onde os cães são uns felizardos: andam por lá em matilhas, completamente à solta sem madames pindéricas a ataviá-los.
Passámos por Figueira de Castelo Rodrigo e daí até Barca d'Alva a paisagem é lindíssima, cheia de montes e penhascos com o Douro lá ao fundo.
Nas bermas da estrada vão aparecendo algumas amendoeiras em flor que eu desprezo e não fotografo pois estou à espera duma coisa bem mais grandiosa.
Paragem em Barca d'Alva para almoçar (não sei o nome do restaurante, era horrível!).
E lá seguimos à espera de ver o tal espectáculo de que tanta gente fala...
Quando começámos a avistar os primeiros amendoais, verificámos também que flores... nem vê-las!!
Grandes extensões, sim, mas de árvores nuas e feiosas!

amendoeira.jpg
Os "belos" amendoais...

Eu já começava a amuar e a dizer ao marido: "vamos ter de voltar para trás, não vou para casa sem uma fotografia de uma amendoeira em flor".
E já suspirava por aquelas de beira de estrada que eu deixei para trás!

amendoeira1.jpg
O meu marido à procura das flores...

Quase a chegar a Foz Côa ACHEI três amendoeiras de beira de estrada!!
E pronto, foi com essas três pobres amendoeiras selvagens que fiz a minha reportagem...

amendoeira2.jpg

Eram assim raquíticas à beira da estrada...

amendoeira3.jpg



amendoeira4.jpg
Mas são lindas na mesma, não são?

Se estiverem a pensar fazer a rota das amendoeiras tentem no próximo fim-de-semana! Pode ser que entretanto as flores vão abrindo!

Mas o passeio vale por muitas terras onde hei-de voltar para ficar a conhecer melhor - de preferência no Verão, mesmo sem flores: Almeida, Barca d'Alva, Freixo de Espada-à-Cinta, Trancoso, Foz Côa, Celorico da Beira...

20 de fevereiro de 2005

Portugal cor-de-rosa

As noites eleitorias perderam o encanto de antigamente quando a família, sem levantar a mesa do jantar, ainda a ia abastecendo de produtos comestíveis e bebíveis preparando-se assim para passar grande parte da noite frente à TV, enquanto os resultados das votações iam chegando, freguesia a freguesia, numa contabilidade sem fim. Eu adorava!
Agora, como escreve hoje a Alice Vieira no JN, ainda o último indeciso não acabou de dobrar o boletim em 4 e já se sabe o resultado! Chatice!
.......................

Parabéns ao PS e principalmente ao José Sócrates que conseguiu aquilo que muitos julgavam impossível: uma maioria absoluta!
Esta maioria dar-lhe-á um poder enorme mas uma responsabilidade ainda maior: não há em quem pôr as culpas se as coisas correrem mal e, na minha opinião, isso vai ser vantajoso. Na situação em que o país se encontra faz falta um governo forte que governe sem ter de estar sempre a pedir licença ou a fazer acordos para conseguir os seus propósitos...
Eu tenho muita esperança que tudo corra bem, para alívio de todos nós que já o merecemos!

19 de fevereiro de 2005

Eu voto!

Amanhã é dia de eleições... (grande novidade!)
O motivo porque resolvi falar do assunto foi por ter constatado numas visitas por alguns blogs e também pelo que ouço dizer por aí que há muita gente (especialmente os mais jovens) a dizer que não vão votar!
A desculpa para esta atitude é sempre do género: "Não vale a pena"... "são todos iguais, só querem é poder"..."votar para quê?"

Pois eu digo a estes jovens,(os mais velhos já sabem, podem é fazer-se de lorpas) que votar não é apenas um direito, é também um dever. E se querem usufruir dos direitos que a democracia lhes traz, também devem, no mínimo, cumprir os seus deveres.
E digo ainda mais: para muitos destes jovens votar é um dado adquirido, pensam que o mundo já nasceu assim. Se calhar nunca ninguém - pais ou escola - lhes deu umas lições de história!
Nunca lhes disseram que, para hoje poderem ir votar houve milhares de portugueses que foram presos, torturados, exilados e até mortos.
Que aquilo que eles desprezam por acharem banal custou muitos anos de luta e a vida de muita gente!
Por isso, deixarem de votar é, além do não cumprimento de um dever cívico, uma falta de respeito imperdoável para com todas as pessoas que lutaram para que isso fosse possível.
Que o simples facto de terem um blog onde podem escrever o que lhes vai na alma (e até palavrões) o devem também a esses homens e mulheres que lutaram por um país livre!

Tenho dito!

17 de fevereiro de 2005

Zero em vergonha na cara!!

Às vezes fico a olhar para a televisão a ver programas estúpidos pois a incredulidade é maior que a estupefacção!
Aconteceu-me hoje com um programa da SIC que, depois de consultar uma revista, soube chamar-se "Zero em comportamento".
Trata-se de um programa tipo "malucos do riso" mas em pior (eu não julgava que isso fosse possível, mas já assumi aqui que sou muito ingénua!)
Pois no dito cujo programa o cenário é uma "sala de aula" onde as "crianças" têm um comportamento... (não sei, não me ocorre nenhuma palavra para classificar aquilo e olhem que eu tirava quase sempre excelente nos testes das Selecções...) para além de contarem anedotas estúpidas... Ao "professor", também não me ocorre nenhuma palavra para o classificar! (irra que isto hoje está mesmo mau!)
Imagino que haja crianças a ver aquilo, e não é muito difícil de adivinhar que numa aula ou noutra irão tentar imitar os "heróis " da TV.

E que atitude deve tomar um professor?

16 de fevereiro de 2005

Concursos...outra vez!

Pela primeira vez, desde que comecei a trabalhar
(nos idos de 1980), não vou ter de me preocupar com os concursos.
Mas foram tantos anos nesta vida que ando na net a saber os pormenores como se fosse concorrer...
E gostei especialmente hoje de ler no site EDUCARE as explicações da nossa (ainda, mas por poucos dias - ufff- graças a Deus, Buda, Alá, seja o que for!!) tia... perdão, ministra!
E passo a trancrever:

« Maria do Carmo Seabra rejeitou qualquer responsabilidade em relação aos problemas verificados com o concurso do ano passado, mas assumiu toda a responsabilidade em relação ao processo actual: "Foi preparado por mim e pela minha equipa desde o seu início, conduzido por pessoas que eu própria escolhi, da minha total confiança técnica e política, e com o apoio de uma empresa que deu já provas de ser de uma competência inquestionável".
(...)
A ministra afirmou estar em condições de assegurar que, com a sua equipa, o ano lectivo de 2005/2006 se iniciará "em paz", com todos os docentes atempadamente colocados nas escolas. Ressalvou, no entanto, que, caso se registe uma mudança de Governo nas próximas eleições legislativas, desconhecerá como irá decorrer todo o processo.»


É impressão minha ou isto cheira a ameaça?
Ou será que no próximo dia 21 ela vai levar aquilo tudo para casa e quem vier vai ter de fazer tudo outra vez??

Ou será que ela mede a inteligência do povo português e a dos professores em especial pela mesma bitola com que se deve medir a dela???

15 de fevereiro de 2005

Adivinha

Qual é a diferença entre o Carnaval e a morte da irmã Lúcia?

R: Nenhuma!
Ambos os acontecimentos serviram para o Santana se baldar à campanha eleitoral!!
(ou terá antes feito o aproveitamento destes acontecimentos para uma campanha encapotada e indecente?)

12 de fevereiro de 2005

o blog lá da escola

Durante a semana que passou andei atarefada a fazer um blog para os meus alunos. Eles já conheciam o meu e também queriam um só deles...
No ano passado foi impossível pois eles andavam no 1.º ano e ainda não sabiam escrever.
Logo no princípio deste ano, depois de muita discussão escolheram o nome para o blog e pronto!
Até agora fui eu que fiz tudo, mas o último post ("Aloé Vera") já é todo da autoria da Inês (7 anos). Eu só corrigi os erros ortográficos. Por isso o português está assim um pouco estranho, mas não quis alterar-lhe o texto.

Na escola existe apenas um computador ligado à internet e nem sequer está na sala de aula, por isso quando deixo alunos irem para a outra sala torna-se um bocado complicado gerir os dois grupos.
Mesmo assim, como sou teimosa, lá começámos o blog...
E estou a escrever isto aqui porque "prometi" aos melguinhas que na segunda-feira já iam ter muitos comentários e eles ficaram todos animados.
Como não quero ser eu a "inventar" comentários, venho aqui pedir que passem por lá e dêem uma forcinha!
Pode ser?
Então cliquem AQUI e cusquem...
Nós agradecemos!

10 de fevereiro de 2005

Discurso achado, não é roubado!

Acabado de roubar à Dulce, dos Esquissos ...
Trata-se de um discurso de um político (cada um escolhe um político da sua afeição... Eu cá escolhi o SL...)

ANTES DA POSSE:

O nosso partido cumpre o que promete.
Só os tolos podem crer que
não lutaremos contra a corrupção.
Porque, se há algo certo para nós, é que
a honestidade e a transparência são fundamentais
para alcançar nossos ideais.
Mostraremos que é grande estupidez crer que
as máfias continuarão no governo, como sempre.
Asseguramos sem dúvida que
a justiça social será o alvo da nossa acção.
Apesar disso, há idiotas que imaginam que
se possa governar com as manchas da velha política.
Quando assumirmos o poder, faremos tudo para que
se termine com os marajás e as negociatas.
Não permitiremos de nenhum modo que
nossas crianças morram de fome.
Cumpriremos nossos propósitos mesmo que
os recursos económicos do país se esgotem.
Exerceremos o poder até que
compreendam que
Somos a nova política.

APÓS A POSSE:
LER as linhas inteiras DE BAIXO PARA CIMA.

9 de fevereiro de 2005

Democracia no quintal...

Se a minha mãe aparecer cá por estes dias, vou ter sermão:
"Ó rapariga, tu já viste como tens as tuas flores?
Tens-lhe posto adubo?"
"É claro que tenho!" (mentira, eu nunca ponho, mas ela não precisa de saber).
"Mas assim no meio das ervas, como queres que elas cresçam?"
E aí eu respondo:
"O meu quintal é uma democracia... Todas as plantas são filhas de Deus (aqui jogo baixo, apelando à sua religiosidade...) por isso, todas têm direito à vida!
Aí ela fica sem argumentos e não torra mais... até à próxima visita!


democracia.jpg

Mas alguém se atreve a dizer que fica feio o meu quintal com trevos e narcisos em alegre convívio?


7 de fevereiro de 2005

Pobre guerreiro!!

Primeiro vi no Pé de Meia.
Depois fui confirmar ao DN...
E é mesmo verdade!
E além disso faz parte da campanha do Santana Lopes...
Agora estou amargamente arrependida de todas as vezes em que não acreditei nele quando falava das "punhaladas nas costas" e das agressões ao bebé na incubadora!
O homem tinha razão!
Se ele tem amigos que lhe CANTAM ASSIM, não precisa de inimigos, não precisa de oposição, não precisa de escrever livros sobre a Figueira, não precisa de mais nada!
Pobre guerreiro exangue, não há milagre que o salve!

Para quem duvidar, aqui fica a letra que, se houver justiça no mundo, isto vai ganhar os Grammys todos!!

Guerreiro menino

Um homem também chora
Menina morena
Também deseja colo
Palavras amenas
Precisa de carinho
Precisa de ternura
Precisa de um abraço
Da própria candura

Guerreiros são pessoas
São fortes, são frágeis
Guerreiros são meninos
No fundo do peito
Precisam de um descanso
Precisam de um remanso
Precisam de um sonho
Que os tornem refeitos

É triste ver este homem
Guerreiro menino
Com a barra de seu tempo
Por sobre seus ombros
Eu vejo que ele berra
Eu vejo que ele sangra
A dor que traz no peito
Pois ama e ama

Um homem humilha-se
Se lhe castram os sonhos
Seu sonho é sua vida
E a vida é trabalho
E sem o seu trabalho
Um homem não tem honra
E sem a sua honra
Morre-se, mata-se
Não dá pra ser feliz
Não dá pra ser feliz

6 de fevereiro de 2005

Professor brasileiro (também) sofre!

Recebi por mail estas respostas de alunos brasileiros em testes...
O que está entre parênteses são os comentários dos (pobres) professores, mas com muito sentido de humor!

"O sero mano tem uma missão...."
(A minha, por exemplo, é ter que ler isso!)

"O Euninho já provocou secas e enchentes calamitosas..."
(Levei uns minutos para identificar El Niño...)

"O problema ainda é maior se tratando da camada Diozanio!"
(Eu não sabia que a camada tinha esse nome bonito)

"Enquanto isso os Zoutros... tudo baixo nive..."
(Seja você mesmo!)

"A situação tende a piorar: os madeireiros da Amazônia destroem a Mata Atlântica da região".
(E, além de tudo, viajam prá caramba, heim?)

"O que é de interêsse coletivo de todos nem sempre interessa a ninguém individualmente".
(Entendeu?)

"Não preserve apenas o meio ambiente e sim todo ele".
(Faz sentido)

"O grande problema do Rio Amazonas é a pesca dos peixes."
(Achei que fosse a pesca dos pássaros.)

"É um problema de muita gravidez."
(Com certeza... se seu pai usasse camisinha, não leríamos isso!)

"A AIDS é transmitida pelo mosquito AIDES EGIPSIO."
(Sem comentário)

"Já está muito de difícel de achar os pandas na Amazônia."
(Que pena. Também ursos e elefantes sumiram de lá.)

"A natureza brasileira tem 500 anos e já está quase se acabando".
(Foi trazida nas caravelas, certo?)

"O cerumano no mesmo tempo que constrói, também destrói, pois nós temos que nos unir para realizarmos parcerias juntos".
(Não conte comigo)

"Na verdade, nem todo desmatamento é tão ruim. Por exemplo, o do Aeds Egipte seria um bom beneficácio para o Brasil".
(Vamos trocar as fumaças pelas moto-serras.)

"Vamos mostrar que somos semelhantemente iguais uns aos outros".
(Com algumas diferenças básicas.)

".... menos desmatamentos , mais florestas arborizadas."
(Concordo! De florestas não arborizadas, basta o Saara!)

"... provocando assim a desolamento de grandes expecies raras".
(Vocês não sabiam que os animais também tem depressão?)

"Nesta terra ensi plantando tudo dá".
(Isto deve ser o português arcaico que Caminha escrevia...)

"Isso tudo é devido ao raios ultra-violentos que recebemos todo dia".
(Meu Deus... Haja pára-raio!)

"Tudo isso colaborou com a estinção do micro-leão dourado"
(Quem teria sido o fabricante? Compac? Apple? IBM?)

"Imaginem a bandeira do Brasil. O azul representa o céu, o verde representa as matas, e o amarelo o ouro. O ouro foi roubado e as matas estão quase se indo. No dia em que roubarem nosso céu, ficaremos sem bandeira".
(Ainda bem que temos aquela faixinha onde está escrito "Ordem e Progresso".)

"Ultimamente não se fala em outro assunto anonser sobre o araras azuls que ficam sob voando as matas".
(Talvez por terem complexo de urubus!)

"... são formados pelas bacias esfereográficas".
(Imaginem as bacias da BIC)

"Eu concordo em gênero e número igual".
(Eu discordo)
...............................................
Ahahahahah!!
ADOREI especialmente aquela do meio ambiente! O rapaz (ou rapariga) merecia um 20 pela perspicácia!!
E com razão: toda a gente se preocupa com MEIO ambiente...
E então o outro meio? Hã? Hã?

3 de fevereiro de 2005

Lindos demais!!

Hoje sentei-me quietinha e caladinha (dentro do possível) a ver o debate na TV.
Afinal tinha resolvido que decidiria hoje em quem votava.
E não é que já decidi?
Vou votar no Rodrigo Guedes de Carvalho!
Adorei aquele rigor com os semáforos dos segundos, mandando calar os dois senhores que lá estavam a conversar (por falar nisso, quem eram eles??)...
Adoro rigor e organização: sou virgem!
Já aquele senhor com nome de rei, Carlos Magno, comentava na :2.
Metia dó! Não terão ninguém de jeito para comentar na televisão?
..............................................
E como nem tudo na vida é assim tão cinzentão, agora deliciem-se AQUI!
(E é claro que o título do post se refere a esta parte!)

1 de fevereiro de 2005

Ensino superior em quê?

Há dias numa conversa de família (cruzes, credo!!) falava-se de educação, pedagogias, do descalabro na Matemática e dos professores do ensino superior.
Nunca percebi quais são as habilitações necessárias para se ser professor universitário. Nalguns casos sei que basta ter uma licenciatura e pronto! Tornam-se assim nos professores com menos habilitações, pois todos os outros (a não ser os "técnicos" e engenheiros que proliferam por aí a dar aulas) tiveram cadeiras de pedagogia e fizeram um estágio avaliado...
E o pior é que são estes "professores" que estão a formar também outros professores!

Não há professores do 1.º ciclo nem educadores de infância com habilitações suficientes. Todos têm habilitação própria para isso. Se um professor do superior quiser ir dar aulas ao 1.º ciclo ou ser educador de infância, não pode! No entanto, podem dar aulas aos outros ciclos todos. E nem precisam de ser professores!
TODOS os professores, para o serem e principalmente antes de o serem, deveriam estudar pedagogia. Não basta ter muitos conhecimentos científicos, ser até o melhor cientista do mundo para ser bom professor... é preciso saber transmiti-los!
Nunca o meu filho ou a minha filha, em toda a sua vida de estudantes, reclamaram da incompetência dos professores a não ser quando chegaram à Universidade. Isto deverá querer dizer alguma coisa. O meu filho teve um professor que se limitava a ler nas aulas. Ele (e outros)deixaram de ir a essa aula pois sabiam ler desde a primária! E depois há ainda os professores convidados, com uns lençóis de currículo mas que não sabem sequer falar português. Admite-se um professor numa Universidade portuguesa, pago pelo estado português que fale para os alunos em castelhano?? E que o continue a fazer durante anos sem se preocupar em aprender a língua do país onde vive, onde trabalha e que lhe paga o ordenado?

Realmente o ensino superior só é superior no nome!
(Amanhã falo das mazelas do 1.º ciclo, pronto!!)