26 de agosto de 2007

Para calar meninos mal comportados!

video


Descobri hoje que se podem aqui publicar vídeos como se publicam as fotos.
E vai daí aproveito para partilhar este filme que tinha guardado há muito sem saber como fazer para o partilhar...

Este é o método que vou usar daqui a uns dias se os meus pestinhas forem mesmo umas pestes.
É que resulta mesmo!

(Este vídeo é dedicado à Leonoretta, que sei que anda preocupada com as questões de comportamento.
Gostaste da dica?)

25 de agosto de 2007

Quando falta a inspiração...

(... copiam-se as ideias dos outros! Roubadas sim, que eu não sou menos que aquele senhor de Gaia que quer ser presidente de um partido).
Sobre dois assuntos que foram notícia esta semana, roubei as opiniões muito interessantes de duas bloguistas.

Directamente da Didas acerca daquela história dos meninos que, tão ecologistas tadinhos, andaram a destruir propriedade alheia:

«Cinco aéreos em como aquele putos que lixaram a plantação de milho transgénico ao homem, quando estão em casa dos papás em regime de pensão completa, a ver televisão ou a dizer palermices aos outros meninos ecologistas no messenger, se vão empanturrando com embalagens de tirinhas de milho made in U.S.A. que exigem aos progenitores nas suas visitas aos hipermercados.»

No Consultório da Maria roubei esta interessante ideia acerca dos empréstimos para tirar cursos superiores:

«"Governo financia empréstimos para licenciaturas, mestrados e doutoramentos"...
Pronto, está bem. Acho querido. Fofinho, até.
Portanto, face ao número absurdo de recém-licenciados (e não tão recém...) no desemprego ou a exercer funções que nada têm a ver com a sua formação, o governo lembra-se de financiar licenciaturas? Concordo coma igualdade de oportunidades, mas se um curso hoje em dia não garante uma vida mais estável, qual é a ideia? Se calhar, valia mais criar postos de emprego, tão apregoados antes de todas as eleições, em vez de acenar com ilusões a mais uma caterva de putos cheios de sonhos.
Em vez de financiar licenciaturas e mestrados e mais não sei o quê, valia mais que pagassem bilhetes de avião para um país como deve ser.»


(Só que, ao contrário do tal senhor, eu não me esqueci de mencionar o nome das autoras...)

24 de agosto de 2007

Pobreza franciscana, como convém

Por estes dias tenho andado muito atarefada!

Primeiro foi a trabalheira de atulhar a piscina e semear couves por cima, para disfarçar.
A seguir foi pegar no Ferrari e disfarçá-lo de Rover com mais de 10 anos.
Também meti o champagne em garrafas de tinto carrascão e despejei o caviar nas latas de atum.
Afundei o iate, arranquei as etiquetas aos vestidos exclusivos e preguei lá etiquetas Zara e Salsa...

Tudo isto para ver se não sou apanhada
aqui.
Será que pega?

23 de agosto de 2007

reportagem de férias - conclusão, que a vida não é só isto!

A semana de férias decorreu bem, obrigada.
Pese embora a temperatura do ar não fosse muito quente, e a da água do mar ter variado entre o frio e o gelado, como quem diz "ai achavas fria a da Costa Nova?"
Mas férias à séria é só quando se sai de casa, nem que chova e troveje...
E vamos à reportagem:

Se passarem por Faro e tiverem fome (ou mesmo que não tenham muita), aconselho-vos este restaurante: fica no centro da cidade e come-se lá xarém, mnhaaam...




Tomei alguns banhos de algas, neste mar tão verdinho:



Na volta resolvemos passar pelo Redondo que já não visitávamos há séculos e tivemos o bónus de apanhar com a festa da flor (as ruas estavam liiindas, apetecia-me pôr aqui as fotos todas que tirei!).



Mas para mim, a melhor foto destas férias foi esta:



Não acham gira?
(clicando dá para aumentar)

22 de agosto de 2007

mais férias...

O local das férias era stressante e cheio de multidões...
Horroroso o Algarve em Agosto como poderão constatar aqui:



...ou aqui:


ou ainda aqui:



21 de agosto de 2007

Reportagem das férias (quase!!)

Eu sei que prometi uma reportagem das férias há muito tempo, mas tenho andado demasiado ocupada a fazer... nada!
O que é certo é que fazer nada me ocupa o tempo todo!
Para verem como as férias-fora-de-casa foram duras, deixo-vos estas fotos.

Até chegar à praia tinha de fazer este penoso caminho:

... e ainda mais este!

Ufa!!

16 de agosto de 2007

O senhor Hugo,


...um dia destes discusou 8 horas seguidas na televisão e na rádio.
Hoje discursou perto de 4 horas.

E o que quer ele?
Só quer ser presidente da Venezuela para o resto da vida.

Mas diz que não quer eternizar-se no poder!...
Imaginem se quisesse!
Mas que mal fizeram aos deuses o pessoal lá da américa latina para merecerem tal sorte?

15 de agosto de 2007

Reviver o passado... no sótão!

(foto da net)

Por estes dias tenho andado a fazer limpezas no meu sótão...
Não aquelas limpezas comuns, do limpa-o-pó e limpa-o-chão, mas sim uma limpeza que inclui tirar tudo das estantes e deitar fora o que, se calhar, nem deveria ter sido guardado.
Eu, que tenho a mania de guardar tudo, resolvi agora fazer uma grande selecção a começar pelas centenas milhares de revistas, sem esquecer cadernos e caderninhos, cartas, postais de boas festas e milhentos papéis!

Acontece que, antes de deitar algo fora, tenho de cuscar, de ler... o que traz duas consequências:
por um lado, o trabalho torna-se muiiito demorado. Por outro lado, tenho feito umas "viagens ao passado" deveras interessantes!

(alguém acredita que se podia almoçar - 2 doses, vinho do bom e sobremesas - por cento e vinte escudos?)

13 de agosto de 2007

Ai Timor!

(imagem daqui)

Lembram-se da cantiga?
Cantada pelo Represas e trauteada por todos nós...
O país inteiro estava solidário com Timor e com a (pouca) sorte dos timorenses, havia vigílias e manifestações.

Depois da independência, ao abrigo de várias campanhas, foram enviados para lá livros e material escolar (recolhidos principalmente nas escolas), roupas, materiais de construção, etc.

E agora deitam tudo a perder!
Destroem o pouco que têm, incendeiam, matam e violam...
Não sei quem tem razão, talvez todos e ninguém, mas estes acontecimentos são uma afronta para os que lá vivem e querem viver em paz e também para todos os que aqui, a milhares de quilómetros de distância e sem nenhuma segunda intenção a não ser uma genuína solidariedade, tudo fizeram para os ajudar a viver melhor.

Será que valeu a pena?

12 de agosto de 2007

Miguel Torga


Fábula da fábula

Era uma vez
Uma fábula famosa,
Alimentícia
E moralizadora,
Que, em verso e prosa,
Toda gente
Inteligente,
Prudente
E sabedora
Repetia
Aos filhos,
Aos netos
E aos bisnetos.
À base duns insectos,
De que não vale a pena fixar o nome,
A fábula garantia
Que quem cantava
Morria
De fome.

E realmente...
Simplesmente,
Enquanto a fábula contava,
Um demônio secreto segredava
Ao ouvido secreto
De cada criatura
Que quem não cantava
Morria de fartura.

Comemora-se hoje o centenário do nascimento de Miguel Torga.
Gosto muito dos poemas dele, sem excepção.
Escolhi este porque é um dos meus favoritos e também porque este poema foi o meu primeiro post nesta aventura dos blogues...

11 de agosto de 2007

Maddie

Este assunto continua na berra, infelizmente.
Acho impressionante a forma como as pessoas se manifestam, principalmente nos comentários on line

(os do Portugal Diário são uma aberração
!).
Gentinha que insulta, que faz juízos de valor acerca do comportamento dos pais da menina, que não conhecem de lado nenhum!!!
Gentinha doente, se calhar uns cobardes que tudo engolem e que depois destilam o veneno em comentários anónimos.
Gentinha sem nível e sem instrução, a julgar pela quantidade de erros ortográficos que dão.
Grunhos!

Nem imagino o sofrimento destes pais, o sentimento de culpa que devem estar a sentir por terem deixado os filhos sozinhos...
(em relação a isto também há comentários de gente muito escandalizada...
Por mim, gostava de conhecer a ave rara que nunca, por um motivo mais ou menos válido, tenha deixado os filhos sozinhos em casa!)

Há também muita inveja em relação à mediatização deste caso, em comparação com outros desaparecimentos...
Desta vez, sim, a "culpa" é dos pais de Maddie!
Todo este mediatismo se deve à sua luta, ao seu não baixar os braços, ao seu não conformismo!


Quem somos nós para os julgar?

Está mais que visto

que nós, portugueses, não admitimos que os outros digam mal de nós!

Só nós é que podemos dizer que o governo não presta, que os políticos são incompetentes, que os autarcas são corruptos, que os professores são malandros, que os polícias não descobrem nada, etc..

Basta ler algumas notícias e principalmente alguns comentários on-line para vermos como reagem as pessoas às notícias de que a imprensa inglesa critica a nossa polícia!
Afinal os polícias são geniais, são os melhores do mundo e os jornalistas ingleses é que são uns sacanas.

Vou esperar que os ingleses se atirem aos professores!!

7 de agosto de 2007

Encosta-te a mim

Uma das mais belas canções românticas que conheço, ao nível das melhores do Sérgio Godinho.
Para ouvir, e ouvir e tornar a ouvir!


6 de agosto de 2007

E à segunda feira são duas!

Hoje, com tão bom tempo, a praia estava assim cheia!
É lindo, não é?

A alternativa foi esta:


É que sim, a Atlântida existe, fica na Costa Nova e faz estas deliciosas natas!
E garanto-vos que, quentinhas e polvilhadas de canela, sabem ainda melhor do que parecem!

5 de agosto de 2007

Uma fotografia por domingo (28)


Há um ano por esta altura a menina da foto dormia por aí onde calhava...
Agora está transformada numa fidalga, que além do sofá ainda precisa de uma almofada!

4 de agosto de 2007

E os horários laborais das crianças?

Recebi este texto por mail:

«O ministro do Trabalho e da Solidariedade considera que "as creches têm de ter horários mais alargados do que os actuais".
Ontem, Vieira da Silva disse estar empenhado em promover o alargamento do horário de funcionamento dos infantários de modo a facilitar uma maior conciliação entre a vida profissional e familiar, que é um dos objectivos do seu programa do Governo, faz parte dos objectivos estratégicos da Comissão Europeia e foi recentemente alvo de uma conferência internacional, promovida pela presidência portuguesa da União Europeia.
Para reforçar a sua posição, Vieira da Silva apontou o exemplo de uma creche que visitou recentemente em Vila Nova de Cerveira:

"Visitei uma creche que estava aberta das sete da manhã até as dez noite e estava cheia",

disse para justificar a necessidade que os pais sentem em contar com um serviço mais alargado.
A maioria das creches praticam horários até às 18 horas, sendo que algumas, funcionam até às 19 horas, mas cobram uma taxa suplementar.
O Governo pode condicionar essa alteração, tendo em conta que, como disse ao DN o secretário de Estado da Segurança Social, "cerca de 90% da rede de creches são instituições particulares do solidariedade social, com as quais temos protocolos de financiamento".
Ou seja, o ministério poderá condicionar o financiamento a este tipo de estabelecimentos à sua política de horários. »

O título do mail é: "e os horários laborais das crianças?"
O negrito, no texto, é meu. A minha alma ainda está parva com tal alargamento!!

3 de agosto de 2007

Que stress!

Ocupadíssima em viagens até à praia, passeios, algumas compras para aproveitar os saldos e sessões de sofá, nem tive ainda tempo para escrever no blog e fazer a reportagem das férias...
Mas ela há-de aparecer, mais dia menos dia!

PS: Vou fazer grandes limpezas no meu sótão e para isso pretendo transferir parte do lixo que acumulei ao longo dos anos para os sótãos dos outros.
Posto isto, pergunto:
Aguém está interessado em revistas mais ou menos antigas?
Tenho Visão, Sábado (não é esta revista nova, é a antiga), Mais, Notícias Magazine, Activa, revistas de ponto cruz, Selecções e mais umas quantas avulsas...