30 de outubro de 2007

Sinceridade

À hora da saída o Rafael chega-se ao pé de mim e diz:
"amanhã não venho à escola"
"ai não? e porquê?"
"porque não me apetece"

Se ele soubesse ler, diria que andou a ler o novo "estatuto do aluno".

29 de outubro de 2007

Faltas... de juízo!

«o abandono escolar em Portugal surge no decurso do “cansaço escolar” das “pessoas que se fartam de reprovar e reprovar”.

Defende, por isso, e porque “o melhor lugar para um jovem estar é a escola”, que os alunos não reprovem, de modo a que não se sintam excluídos e tentados a desistir.»

Estas sábias palavras provêm da cabecinha pensadora da senhora directora regional de educação do norte.
Ora eu aprendi, desde pequenina, que a responsabilidade é um grande e imprescindível princípio.
Então neste regabofe de "vais às aulas só quando quiseres", a responsabilidade, o saber cumprir regras (horários e calendários) fica onde?
Quando os actuais meninos abrangidos por estas leis de doidos chegarem a adultos irão arranjar assim uns patrões compreensivos que os deixam trabalhar só quando lhes apetece???

28 de outubro de 2007

Uma história de princesas


O Príncipe Encantado encontra-se com a Branca de Neve e pergunta-lhe:
- Quer casar comigo?
- Claro, majestade, responde a amiguinha dos Sete Anões.

Então o Príncipe Encantado tira o seu membro para fora e pergunta-lhe:
- Você sabe o que é isto?
- Seu belo pénis, meu Príncipe, responde ela.

Desolado, o Príncipe Encantado continua a procura:
"Vou embora. Preciso de uma mulher inocente".

O Príncipe Encantado vai então à casa da Gata Borralheira e pergunta-lhe:
- Quer casar comigo?
- Claro que sim, responde a bela enteada.

O Príncipe Encantado faz a mesma coisa feita com Branca de Neve, mostrando-lhe o membro:
- Você sabe o que é isto?
- Seu pénis viril, meu Príncipe - responde ela.

"Vou embora. Exijo uma mulher casta para minha esposa", reclama o Príncipe.

Então o Príncipe Encantado encontra com Capuchinho Vermelho (uma bela moçoila, recém saída da adolescência) na floresta e pergunta-lhe:
- Quer casar comigo?
- Claro, sua Alteza - responde a mocinha.

Então o Príncipe Encantado repete o ritual e pergunta-lhe, tirando o pénis para fora:
- O que é isto que trago aqui? - pergunta à Capuchinho Vermelho.
- Isso é uma minhoquinha, meu Príncipe, responde ela.

Maravilhado com a cândida e inocente Capuchinho Vermelho o Príncipe
Encantado casa-se com ela.

Na noite de núpcias o Príncipe diz à Capuchinho:
- Isto que trago aqui é um pénis, meu amor"


Ao que ela retruca:
- Não, meu belo Príncipe. Isso é uma minhoquinha!
Pénis era o do Lobo Mau!!...

26 de outubro de 2007

Obesidade? O que é isso?

Aluno - Dona A., venda-me aí uma sopa se faz favor...
Dona A. - O menino não sabe que agora não se pode vender sopa. Ou compra a senha para o almoço ou não há ordem para vender só sopa.


Aluno - Então porquê?

Dona A. - São ordens! dizem que saiu uma Lei... ou uma Portaria...

Dona M. - Saiu, saiu... Uma Lei da Portaria... É a das sopas!

Aluno - EH...! Espere aí... olhe... e pode vender aí uma fatia de salame e um leite com chocolate.

Dona A. - É só uma fatia?

Aluno - Sim... diz que há um problema com a obesidade aqui na escola, vieram cá médicos e tudo...

Dona A. - Quer o leitinho aquecido?

Aluno - Deixe estar...está bem assim.

(roubado ao José António.
Na escola dele é assim...
Nas outras não sei, mas vou saber!)

25 de outubro de 2007

Alguém me sabe dizer...

... por que motivo os manuais de inglês das AEC (que são actividades facultativas) são distribuídos gratuitamente aos alunos, enquanto que os manuais escolares - da escola que as crianças são obrigadas a frequentar - são a pagar?

(e são caríssimos!)

24 de outubro de 2007

Plano Nacional de Leitura

A ministra da educação está contente com os resultados do PNL.
Isabel Alçada também.

À Isabel Alçada eu compreendo: afinal quase todos os livros dela constam da lista dos "eleitos"...
Será só coincidência?

Quanto a mim, nunca precisei de plano nenhum para ler aos alunos, para lhes incutir o gosto pelos livros ou incentivar a leitura.
Mas, se houver nem que seja só um professor que o faça por causa do PNL, já valerá a pena a sua existência!

Por outro lado, enquanto os livros infantis custarem o balúrdio que custam, não haverá, fora da escola, plano que nos valha!

23 de outubro de 2007

Sob escuta?!

O meu televisor da cozinha, de há uns dias para cá, começou a fazer uns barulhos estranhos...

Será que está sob escuta?

21 de outubro de 2007

Uma fotografia por domingo (33)

De há uns tempos para cá deu-me para os pudins!

Na semana passada fiz este "Pudim Flan", apetitoso e super rápido, uma receita para microondas cedida pela Emiéle quando num comentário a um post dela lhe confessei que o meu só servia para aquecer comida...

Pronto, agora serve para aquecer comida e fazer este pudim:



Este fiz ontem, chama-se "Pudim de laranja de S. Miguel".

É muito mas mesmo muito delicioso!
E lindo!

Receitas um dia destes na Bruxinha!

16 de outubro de 2007

Adriano Correia de Oliveira

Não consegui encontrar a minha favorita, mas também gosto bastante desta.
Fica como um singelo tributo a um dos meus cantores preferidos.

15 de outubro de 2007

Chamem a polícia!

De há duas semanas para cá, o meu telefone tem-se fartado de tocar.
Não, não fiquei (ainda) famosa! :(

O parvo toca, nós vamos atender e ele desliga-se.
Assim, sem mais nem menos.

No visor, em vez do habitual número, aparecem uns tracinhos como quando alguém telefona de um número privado...
Ao pricípio pensámos que se tratava de uma brincadeira idiota, mas ninguém tem uma brincadeira tão estúpida por tanto tempo!

Com os dias a passar e o telefone a tocar, fomos aprendendo e deixámos de atender.
Mas é chato.
Chato porque sempre que o telefone toca, temos de ir ver quem é.
E ele toca várias vezes ao dia.

Hoje o Saltapocinhos resolveu telefonar para o apoio ao cliente da PT (é, nós pertencemos ao grupo dos tansos que ainda paga assinatura, acho que é uma questão de comodismo misturado com fidelidade).
Afinal a solução para o problema é super, hiper simples!!

Segundo disse a senhora que atendeu, primeiro temos de apresentar queixa na polícia, depois a polícia manda o caso para tribunal, que por sua vez manda a PT averiguar o que se passa!


Simples e prático, não?

14 de outubro de 2007

Uma fotografia por domingo (32)

A fotografia de hoje é também uma adivinha...

Então adivinhem lá o que é isto!
(e não vale dizer "pedras", está claro!)

13 de outubro de 2007

Privilégios

Privilegiada é como me sinto todas as manhãs quando, enquanto tomo calmamente o meu pequeno almoço, vejo na televisão as enormes filas de trânsito de gente que vai para o trabalho.

Demorar horas a chegar ao emprego acho que é uma das situações que mais destrói a qualidade de vida que todas as pessoas deviam ter!
Não haverá volta a dar-lhe?

11 de outubro de 2007

Jardinices

Um dia destes foram à minha escola dois funcionários da CMA para colocar um autocolante (um rectangulozinho com o número de inventário) num armário!!!!!!

Hoje foram três funcionários, numa grande camioneta, para limpar o recreio das ervas daninhas que cresceram durante o Verão.
E iam embora, deixando a parte "ajardinada" (um rectângulo com uns 10 metros quadrados, uma árvore, um arbusto e muita erva) por limpar porque era "jardim" e era da competência de outra equipa que viria noutro dia!!
Valeu a minha colega ter vindo cá fora na altura em que estavam para ir embora.
Atónita, questionou os "jardineiros" que lhe disseram que não, não era da competência deles a parte "ajardinada".
Ela então perguntou-lhes se eles não saberiam distinguir a árvore das ervas daninhas...
Lá conferenciaram os "técnicos" e pronto... acederam em arrancar o resto das ervas!!

Que sorte vivermos num país rico em que, para arrancar as ervas de um logradouro, são precisas duas equipas diferentes!
(ah, isto sem falar de um senhor que apareceu lá logo no princípio do ano lectivo para "fazer o estudo" do caso!!!)

9 de outubro de 2007

V.

É o terceiro ano que a V. frequenta a escola, mas ainda nem as regras básicas de convivência ela domina.
Tira o material aos colegas e mete-o na sua mochila, está constantemente a fazer bolas de saliva, limpa o ranho às mangas da camisola, bate e cospe nos colegas...

Mas tem evoluído bastante: no início do ano passado, além dos comportamentos que ainda hoje mantém, fazia cocó no chão e depois espalhava-o pelas paredes e limpava as mãos à roupa...

Este post não vem a propósito de nada.
Estou cansada e apeteceu-me desabafar...
Gostava apenas que os senhores que passam a vida a ditar leis lá do ar condicionado dos seus belos gabinetes "de trabalho" descessem um dia ao mundo real!

5 de outubro de 2007

A vara, do ponto de vista de Deus

"Um dos obstáculos à disciplina é o pensamento humanista.
A vara veio de Deus.
Foi ele quem ordenou que os pais batessem nos filhos como uma expressão do seu amor por eles."
(...)
"A correia, embora seja flexível, não é tão eficaz quanto a vara, e também pode machucar a criança."
(...)
"Deus forneceu aos pais o lugar ideal para ministrar as varadas - o traseiro da criança.
É um lugar que não oferece perigos, porque é bem recheado, mas mesmo assim bastante sensível."

Sinistro, não?
Agora até aposto que estão a pensar que este extraordinário texto foi retirado de algum documento do tempo da inquisição...
Mas infelizmente não!
Este texto incrível foi escrito por um autor brasileiro em 1983!! (não, não me enganei, o segundo dígito é mesmo um nove!)

Caso estejam interessados, podem ler mais pormenores aqui.

4 de outubro de 2007

Passo-me

com os subsídio-dependentes...

Por volta das 9 da manhã a pastelaria perto da minha escola está cheia de gente a tomar o pequeno almoço.

Isso não teria muita importância se não se desse o caso de muita dessa gente ter os filhos na escola a receber subsidio para livros, material escolar e almoços na cantina...



Eu?

Eu tomo o pequeno almoço em casa e a essa hora vou trabalhar...

Alguém tem de lhes assegurar o subsídio, não é?

3 de outubro de 2007

Mika português

Ouvi na rádio e achei no youtube.
Nunca tinha ouvido falar em Rui Nova, mas lá imaginação tem ele!