29 de fevereiro de 2008

O que te faria bem ao ego??


Hoje o afigaro perguntava no seu blog sobre o que faria bem ao ego dos portugueses.
Dei comigo a deixar lá este comentário:

"O que me faria mesmo feliz seria ler esta notícia:
Desde que ministra da educação foi demitida e como ninguém lhe deu trabalho em lado nenhum, transformou-se numa sem abrigo. Sobrevive agora à porta duma escola, onde aceita esmolas dos professores que entram e saem"

E a ti?
O que te deixava feliz?

28 de fevereiro de 2008

E quem gosta de improvisar?

Eu gosto de improvisar.
Por isso, sou incapaz de levar uma aula planeada até ao pormenor.
Sei o que vou fazer, tenho uma ideia geral, mas não sei os pormenores.
E vou ser penalizada por causa disso?

Embirro com o facto de ser considerada para avaliação a "planificação da aula" (e presumo que aquilo vai ser do género tudo-planificadinho-com-indicação-de-"papel, quadro e giz"-no ítem-"material"!!)
Temo pela conservação das florestas, se formos a fazer tudo o que querem!


A propósito de planificação, vem-me sempre à memória esta história:

Uma vez, há muitos anos, estava colocada em apoio numa escola e fui substituir uma colega por um dia (a ministra não descobriu a pólvora agora, há milhões de anos que os professores que faltam são substituidos, desde que haja quem o faça!)

Ela então deu-me o seu caderno com o plano da aula.
Quando o consultei, fiquei espantada quando vi, a par com o nome do texto que iríamos trabalhar, as perguntas de interpretação oral que era suposto eu fazer!
Todas escritas ao pormenor, como se eu fosse muito burra!

Fiquei pior que estragada, mas depois de cuscar o resto do caderno, vi que ela fazia assim todos os dias! Menos mal, afinal não tinha sido por ser para mim!
Mas achei (e ainda acho) ridículo!

As aulas para serem interessantes para os alunos (e para os professores) têm de ser dadas ao correr da pena, temos de saber ir para onde elas nos levam, mesmo que o assunto esteja a milhas do que planeávamos dar!

É assim que eu gosto de trabalhar, e não vou mudar por muitas avaliações que a "ministra da avaliação" invente!

27 de fevereiro de 2008

Ai as percentagens!

Estou triste!

É que tudo leva a crer qua já não vá ter "excelente" na minha avaliação!

Primeiro, porque já faltei (embora tenha sido só de tarde e para ir a um funeral, mas isso não conta nada, seria o mesmo se tivesse ido passear...)

Depois reparei que, na minha turma - com 20 alunos - há 5 meninos e meninas ciganos.
Ora bem, fazendo as contas isso dá um quarto, ou seja 25% de insucesso (já que todos estão muito longe de ter os conhecimentos académicos que deveriam ter, em função dos anos de escolaridade que têm).

Estou tramada!

26 de fevereiro de 2008

"Mais uns pós do contra"

Hoje li em muitos blogs impressões sobre o programa de ontem.

Tudo muito, muito sério...

Mas, nestas coisas, nada como rir, rir bastante é o que nos resta e nos ajuda a manter a sanidade mental.
Vai daí, não resisti a copiar na íntegra o post do José António, o melhor que eu li sobre o assunto (e li bastantes...)

O Rapaz - Disse o que lhe vai na alma. Com o tempo perceberá que a sinceridade, mesmo debaixo dos lençóis, nem sempre se recomenda.

O Velho - Sabe muito disto. São muitos anos de experiência qualificada. Percebe-se que não toma o Mundo a preto e branco. Para ele, os professores e a Ministra são uma gota de água no agitado oceano da globalização.

O Burro - O burro fui eu, que perdi horas da minha vida a "ouver" mais do mesmo.

E o Povo - O povo, personificado no senhor da Confap, diverte-se e, quer o burro carregue o rapaz, quer carregue o velho, acha sempre que o animal está mal tratado.
E não precisa falar muito que os políticos encarregam-se de contar as cabeças; a cada uma corresponde um voto. Como diria o desaparecido: É uma questão de fazer as contas.
No povo também cabe a jornalista que, caso o burro se porte mal, resolve de modo fácil: "Por amor de Deus! Se voltam a bater palmas chamo os seguranças e ponho-vos daqui para fora!"

Lol!

Olha que bela ideia...

A cereja

em cima do bolo do programa "Prós e Contras" de ontem, para mim foi quando a Fátima Ferreira disse, dirigindo-se ao ao snr. Albino-eterno-na-associação-de-pais:

"ao senhor não batem palmas porque não há pais neste público, só professores"

25 de fevereiro de 2008

.

Estou a preparar-me para ver a ministra, no Prós e Contras...
(se calhar devia antes ver a novela!)

Torço para que os "contras" estejam inspirados e lhe dêem uma abada.
(se calhar devia antes ver a novela!)

Alguém tem por aí um calmante?
(se calhar devia antes ver a novela!)

24 de fevereiro de 2008

Parabéns a mim!!

(foto daqui)

É verdade!
Hoje este humilde tasco completa 4 anos!!
E este post é o número 1000!

Estou de parabéns, não é?
Então sejam uns queridos e dêem-me os parabéns e esses mimos do costume!

Da minha parte, depois de muito procurar (e há verdadeiros artistas a fazer bolos!) achei este.
Sirvam-se à vontade, mas não estraguem!!

Nota 1:
Emiéle e Aflores, eu não me esqueci do meu aniversário, mas hoje, já melhorzinha da constipação, fui almoçar fora e vadiar.
Também mereço, não é?

Nota 2:
Quero uma overdose de comentários!
Por isso aqueles queridos que às vezes me dizem: "ai gosto tanto do teu blog, leio sempre..." patati, patata, mas que nunca comentam, façam o favor de o fazer!!

E para não irem daqui cheio de sede...

23 de fevereiro de 2008

Substituições à la carte

Ontem a professora de música das AEC não pode vir e foi substituida.
A colega que apareceu lá na escola é professora sim, mas de inglês!

E eu perguntei "então vais dar inglês, não é?"
"Não... eu vou dar música!
Ou melhor, vou fazer uns jogos com eles, já que de música não percebo nada."

Isto é para os ingénuos que ainda pensavam que as AEC existiam mesmo para enriquecimento curricular, já que todos os professores sabem que estas actividades apenas existem para entreter as crianças...
O que me mete raiva são estas tentativas de nos atirar areia para os olhos!
E eu que ODEIO areia!!

(mas a ministra é coerente: esta filosofia é a mesma que permite que professores de EVT venham dar apoio aos meninos do ensino especial...)

22 de fevereiro de 2008

Música na Escola


Na quarta-feira fui com os alunos ao Centro Cultural e de Congressos de Aveiro, assistir ao "Música na Escola", pela Orquestra Filarmonia das Beiras.

Para quem pensa que crianças pequenas não gostam de música clássica, estão muito enganados.

Uma sala enorme cheia de garotada a ouvir música em silêncio!
Eles adoraram as "Quatro estações" de Vivaldi!
(claro que muito bem explicadas pelo animador da festa)

Pelo menos uma vez no ano, a Câmara Municipal de Aveiro tem uma iniciativa de jeito!

21 de fevereiro de 2008

Guerra virótica

Todos nos queixamos do comportamento, cada vez pior, das nossas crianças.

Faltam-nos ao respeito e não lhes podemos ralhar, muito menos bater...
E então como resolver este embróglio?
Façam como eu: declarem-lhes guerra!

Eu explico:
Apanham uma valente constipação e depois... subrepticiamente, contagiam as vossas pestinhas!
É sucesso garantido!
Hoje estiveram 6 de baixa.
Amanhã, se tudo correr bem, conto que o número suba para 7 ou 8!

E viva o sossego!

20 de fevereiro de 2008

Bem prega Frei Tomás

A esteticista onde eu costumo ir é uma esteticista de aldeia: durante alguns anos trabalhou nuns anexos da casa onde vivia e só muito tempo depois conseguiu alugar um espaço, que é onde agora trabalha.
Não tem empregadas, trabalha sozinha.
Como faz marcações, muito raramente se juntam aí duas pessoas a não ser às vezes só uns minutinhos até despachar a cliente que está a atender.

Agora não sabe bem o que vai fazer à vida, dada a quantidade de exigências que lhe são feitas.
A mais ridícula (dado o volume de clientela) é a de ser obrigada a ter duas casas de banho!
_________________________

No entanto...

O Estado, que tem andado tão cioso a "tomar conta" das coisas privadas, não tem o mesmo cuidado com as coisas públicas.
Gostaria de convidar estes ciosos senhores a utilizar as casas de banho retretes de uma escola primária...
Até podem ser as da minha escola, são um excelente mau exemplo!
Poderiam entretanto aproveitar a viagem e almoçar lá na cantina.
Cantina essa, que foi vistoriada em Outubro e considerada "sem condições para funcionar"!
Disseram ainda que a única coisa que se aproveitava naquela cantina era a máquina de lavar louça!
Mas a cantina continua a funcionar, mesmo assim.

Há mais de um mês que "a única coisa que se aproveitava" na cantina avariou...
E ainda não foi substituída ou consertada.
Parece que há um diferendo entre a Câmara e a loja que a forneceu sobre quem paga o arranjo!
Entretanto, a louça (que antes exigiam que fosse tirada da máquina com luvas!) está a ser lavada à mão, num lava louças minúsculo e pratos e copos amontoados a escorrer, num local onde há bastante pó.

Mas, fora isso, está tudo bem!!

19 de fevereiro de 2008

Prioridades trocadas?

Constipada e cheia de tosse, passei pela farmácia para comprar um xarope.
Já em casa, ao olhar para a factura, reparei que paguei de IVA... 21%!

Em vez de tossir, tenho mas é de me inscrever num ginásio!

(mas que raio de prioridades são estas???)


(não é este, mas a embalagem também é verde e sabe a pinheiros, blhaaaaac!!)

Parabéns aos noivos!


18 de fevereiro de 2008

E vivam as psicólogas!


Hoje falava com a mãe de uma aluna à porta da escola, queixando-me de que a achava estranha: pálida, triste e às vezes até apática.

A mãe disse que era muito natural, as coisas em casa não estão nada bem, com discussões todos os dias, pois está a separar-se do companheiro
(que não é pai da menina, mas que a ajudou a criar desde os 3 ou 4 anos).

E então à laia de conclusão, atira:
"A professora veja lá se lhe arranja uma consulta na psicóloga da escola."

E pronto, assunto resolvido!!

17 de fevereiro de 2008

Uma fotografia por domingo (43)


Já há narcisos!


Mania de perseguição

O nosso primeiro ministro anda com a mania da perseguição...
Vaiado em todos os lados onde vai, acredita que está a ser vítima de uma maldade dos comunistas.

Acredite senhor primeiro ministro que não deve ser só isso!
Até eu, que votei em si (ai se o arrependimento matasse!) ia lá vaiá-lo se estivesse perto.
Porque o que o senhor anda a fazer à educação não se faz!
(e eu fico-me pela educação...)
E depois queixa-se????

15 de fevereiro de 2008

Resto do Dia dos Namorados

UM SEGREDO
Fevereiro, mês dos namorados,
dos passarinhos e dos meninos
com muitos beijinhos para dar.
O coração bate
cheio de emoções
para ver o amor
começar e nunca acabar.
Há flores e, na rua,
só se vê amor.
O coração é vermelho
como a gente o desenha
damos voltas à nossa imaginação
e lá está o/a menino/a
do nosso coração.
O amor é lindo!

Poesia da Inês e do João

14 de fevereiro de 2008

Berço de ouro

Estou quase sem net, logo na altura em que a minha foto é publicada no Berço de Ouro!

O Sharkinho resolveu criar um blog, o Berço de Ouro, onde publica as fotos dos bloguistas quando eram pequeninos...
Eu já contribuí com a minha, aconselho-vos a fazer o mesmo que a ideia é bem gira!

(já agora podem confirmar como eu sou era lindinha!

Explicações

Com aquele-aparelhómetro-que-permite-net-sem-fios avariado há dois dias (mas só hoje descobri por que não tinha internet) tive de vir ao sótão utilizar o velhinho computador, com um rato ainda do tempo dos dinossauros.

Mas o problema maior não é esse: o problema é que tive de me agasalhar como quem vai para a rua, pois este sótão é um gelo!

E quando nos habituamos a mordomias, custa muito andar de cavalo para burro.
Vai daí enquanto não tiver um aparelhómetro novo, dificilmente aqui voltarei!

E agora vou até lá abaixo, à civilização, que estou a ficar enregelada!

12 de fevereiro de 2008

O leite

aumentou de preço.
E, como sabemos, o leite é um alimento essencial para todos, mas principalmente para as crianças...

As pessoas que vivem com problemas económicos, vão ter mais dificuldade em fornecer aos filhos a dose diária de lacticínios recomendada...

Será?

Então porque é que as criancinhas - principalmente as mais carenciadas - desdenham o leite que lhes é fornecido - gratuitamente - pela escola?
E em vez disso, trazem de casa leites comprados, iogurtes líquidos e outras coisas que eu nem sequer conheço?

O pão também está cada vez mais caro.
Talvez seja por isso que essas crianças trazem, em vez de pão, croissants ou Bollicaos!




(clicar para ler)

10 de fevereiro de 2008

Capa de revista!!

Olá, eu sou a Xena, a famosa gata da Saltapocinhas!

Digam lá se eu não ficava gira na capa da National Geographic!Também podes ser famoso(a), como eu!

Basta clicares aqui: Fake Magazine Covers.

9 de fevereiro de 2008

Voltaire preferia a monarquia à democracia; na primeira basta educar um homem, na segunda há necessidade de educar milhões - e o coveiro leva-os a todos antes que dez por cento concluam o curso. Raro percebemos as partidas que a limitação da natalidade prega aos nossos argumentos.
A minoria que consegue educar-se reduz o tamanho da família; a maioria sem tempo para se educar procria com abundância; quase todos os componentes das novas gerações provêm de famílias cujas rendas não permitiram a educação da prole.
Daí a perpétua futilidade do liberalismo político; a propagação da inteligência não está em compasso com a propagação dos ignorantes. Daí ainda a decadência do protestantismo; uma religião, do mesmo modo que um povo, não vinga em consequência das guerras que vence, senão que dos filhos que gera.

Will Durant, in "Filosofia da Vida"

8 de fevereiro de 2008

Gostava de saber

...onde vão as juntas de freguesia buscar dinheiro para andarem sempre a levar os velhotes a passear à borla!

Vou criar uma petição (que agora estão tão na moda!) para ser permitido que se vote a partir dos 6 anos.
Palpita-me que, a partir daí, vamos passar a ter autocarro para dar uns passeiozitos com as crianças!

6 de fevereiro de 2008

Avaliação de professores ou... será que está tudo doido?

De toda a minha vida, o tempo que mais detestei foi o ano em que fui estagiária.
Detestava aquilo.
Detestava ser observada a dar aulas, detestava ver como, na altura, os professores das turmas e os orientadores de estágio se preocupavam, principalmente, com o show-of em vez daquilo que realmente interessava.
Mas, que alívio, cresci, acabei o curso e esses tempos passaram à história.

Passaram?
Bem, parece que como naqueles pesadelos em que não nos conseguimos livrar dos maus porque as nossas pernas se recusam a andar, voltámos ao mesmo.
Dizem-nos agora que as nossas aulas vão ser observadas...
Dizem-nos também que os materiais que se usam (ou não usam) nas aulas contará para a avaliação!

Eu não admito ter as minhas aulas observadas e avaliadas por colegas que, na melhor das hipóteses, sabem tanto como eu!

No formulário para avaliação de um professor por outro, há 20 itens de avaliação.
Um exemplo:

"Concessão de iguais oportunidades de participação, promoção da integração dos alunos e da adopção de regras de convivência, colaboração e respeito."

Mas alguma vez uma pessoa que assista a uma ou duas aulas de alguém, vai poder avaliar isto??
E - pasmem - cada item vai ser avaliado quantitativamente, isto é, numa escala de 1 a 10!
Como se fosse possível quantificar, por exemplo, a "capacidade de comunicação" ou "promocão de um clima favorável à aprendizagem"!!!

Eu não acredito!!
Tirem-me deste filme!

5 de fevereiro de 2008

Incentivos à educação

A Emiele está muito escandalizada com a notícia de que os médicos recebem incentivos para fazer transplantes.
Quer dizer, além do ordenado que recebem, ainda recebem "por fora" por cada transplante que fazem.

Eu cá, além de não estar nada escandalizada, até estou a pensar propôr à minha ministra que faça o mesmo com os professores.
Até já posso ir adiantando a minha tabela de preços:

ir até à escola: ordenado base
ensinar a ler e escrever: 1000 euros
ensinar a contar: 1000 euros
ensinar a somar e subtrair: 1000 euros
somar com transporte: 1000 euros
subtrair com empréstimo: 1500 euros (é mais difícil que somar...)
ensinar a multiplicar: 1000 euros
ensinar a dividir por um algarismo: 1500 euros
ensinar a dividir por dois algarismos: 5000 euros (é difícil que se farta!!)

Estou certa de que com estes "incentivos" nem vou precisar de avaliação para me transformar numa professora competente!
(coisa que, está visto,não fui até agora!)

4 de fevereiro de 2008

Analfabetismo

Vi ontem nas notícias da SIC:
existem em Portugal cerca de um milhão de analfabetos.
Temos uma percentagem de analfabetismo maior do que muitos países europeus há 80 anos atrás!
E, mais grave ainda: alguns (muitos!!) são bastante novos, rondando os 30, 40 anos.
Também os há na casa dos 20 e até mais novos!

Mais chocante ainda:
algumas dessas pessoas já fizeram o mais difícil que foi disporem-se a ir para a escola.
Andaram lá durante um ano, aprenderam os rudimentos da leitura e da escrita e, quando se preparavam para continuar, não o puderam fazer porque o ME não colocou lá nenhum professor!
Profundamente triste e lamentável!

3 de fevereiro de 2008

Uma fotografia por domingo (42)

(clicar para ver ainda melhor! :))
Mais uma "vista" das minhas laranjas...
Não são apetitosas e lindas?

.

Telmo Correia assinou 300 despachos na madrugada da tomada de posse de Sócrates!

E ainda há quem ache que os políticos não fazem nada!
Más línguas, é o que é!!

Formidável

Este é daqueles anúncios que enternece tanto que não nos cansamos de ver!

video

2 de fevereiro de 2008

Que continue a viver a fartura!

(foto minha)

«O antigo estádio Mário Duarte vai mesmo ser o palco do jogo entre o Beira-mar e o Freamunde depois da Comissão Técnica da Liga ter feito ontem a derradeira vistoria às instalações e ter verificado que a organização do jogo está pronta.»
(Diário de Aveiro, 2/2/2008)

Em 2003 foi construído em Aveiro um grandioso estádio, que serviu para dois jogos do eurpeu!

Apesar do luxo, tem estado sempre às moscas e entretanto foi-se deteriorando (pelo menos por fora, que é a parte que eu vejo)...
Afinal parece que por dentro ainda está pior, pois está imprestável para o futebol.
Por isso, os jogos do Beira-Mar têm sido realizados por aí, em campos emprestados!

Digam lá se não é uma maravilha ser rico!!

1 de fevereiro de 2008

E viva a fartura!


A Câmara Municipal de Aveiro paga os almoços dos alunos carenciados (cerca de 2 euros por almoço, por dia).

Os alunos de etnia cigana fazem todos parte desse restrito grupo de "almoço pago".
Este ano são 6, e hoje faltaram todos à escola.
Como não avisaram, os almoços vieram, e a Câmara vai ter de os pagar.

As crianças que não têm subsídio de almoço, se faltarem sem avisar têm de o pagar na mesma.
Estes meninos faltam sempre que lhes apetece - e faltam imenso!
Não lhes acontece nada, nem uma chamada de atenção, e os almoços continuam a ser-lhes servidos, sempre à borla!