20 de abril de 2011

Gostava que me explicassem,

como se eu fosse muito burra, como é que os feriados ou tolerâncias de ponto dos funcionários públicos dão prejuízo ao país.
A mim parece-me exatamente o contrário: com escolas e repartições fechadas não se gasta energia, telefones, papel, água...
O trabalho, esse, não fica por fazer: quando a atividade recomeçar o trabalho há-de lá estar, sossegadinho, à espera de ser feito.

Por outro lado, umas mini-férias ajudam o país:
as pessoas saem de casa, pernoitam em hotéis e pensões, almoçam e jantam em restaurantes, compram artesanato...

Sinceramente, não vejo onde esteja o prejuízo dos 30 e não sei quantos milhões por dia!

6 comentários:

arte por um canudo 2 disse...

São contas dos invejosos.. ou não sabem fazer contas e têm que ir novamente para a escola.São as tais contas que ninguém entende, mas que para atacar os funcionários públicos tudo serve.Desejo-te uma excelente Páscoa.Bjs

polittikus disse...

Isso são contas à engenheiro Guterres. Ele é que se saiu com essa dos 30 milhões nos anos 90.

Dilia disse...

Olha... nem eu...
E seria bom que nos explicassem! Em condições!
Nem sequer pode ser em taxas não cobradas porque aquilo que os contribuintes não pagarem hoje pagam mais tarde, não há outro remédio!
Isso dos 30 milhões, cá para mim, é a chamada conversa de m*rda!

pé-de-cereja disse...

É sabido que a Função Pública serve para descarregar o mau humor. Quando alguém que trabalha no privado se refere à FP evoca de imediato a imagem da menina do guichet, antipática, que o remete para outros lados, ou o sujeito sentado a uma secretária a carimbar impressos que não servem para nada. Não lhes ocorre que um hospital, uma escola, a polícia, serviços que usam e dão por adquirido que devem ser do Estado, são a tal FP. Se tudo isso fosse nacionalizado funcionava melhor? Ah!

mfc disse...

Não ouviste o patrãozinho dos patrões dizer que ficou mal as pessoas irem para a praia no dia em que chegou o FMI??!!

São uns tristes!!!

aflores disse...

Pessoalmente sempre fui contra as tolerâncias de ponto, não por prejudicarem isto ou aquilo. Não entro nessa demagogia.
Sou contra, simplesmente porque só beneficiam alguns, e isso eu não posso aceitar e nunca aceitarei.

A minha mulher porque é FP tem tolerância de ponto, e EU? :o)
Se queria tolerância de ponto tinha que meter um dia de férias :(

E agora dizem que a tolerância causa imenso prejuizo em tempo de crise, e eu pergunto: "e a tolerância que deram para a vinda do Papa? Não causou prejuízos?"

Deixem-se de M"#$%$#$%$ e deixem o pessoal ir para a praia, para onde quiserem, independentemente de terem ou não tolerância, faltas ou férias.

Viva o sol a chuva e a neve! O futebol, a falta de luz e a "morte" de Jesus :)))))))))
ehehehehehehehehe


Este País é um colosso. Está tudo GROSSO!