29 de dezembro de 2011

Olha se não fossem católicos!

A TVI (sabem, aquela televisão que se intitula "católica" e que tem missa aos domingos), anda a transmitir um programa com umas cenas pouco católicas.
Puseram uns e umas ignorantes fechados dentro de uma casa, gentinha (?) sem nada de útil para fazer, e o "inesperado" aconteceu...

Agora andam os telespetadores "indignados" a fazer queixinhas à ERC e a outros que tais.

E é isso que eu acho estranho: se se queixam é porque veem, não é?
E como é que as pessoas veem um programa que as escandaliza tanto?

28 de dezembro de 2011

Os profetas


Li este livro de um fôlego (pronto, em dois...).
Não é nada o género de literatura que me tinha habituado a ler, da Alice Vieira, mas achei bem interessante.

Ah, e tem uma mais valia: um autógrafo da autora!

22 de dezembro de 2011

19 de dezembro de 2011

Rapidinha de segunda (xxxix)

Miquelina, a religiosa

Miquelina conduzia rua abaixo, suando porque tinha uma reunião importante e não conseguia encontrar um lugar para estacionar...
Olhando para o céu disse:

- "Meu Deus, tem pena de mim. Se me arranjares um lugar para estacionar passarei a ir à missa todos os domingos até ao fim dos meus dias e não farei mais sexo nem beberei álcool."
Como que por milagre, aparece um lugar para estacionar.

Ela olha então para o céu e diz:
- "Esquece o que eu disse! Já encontrei um!"

15 de dezembro de 2011

Taxas moderadoras

Pode haver por aí quem me queira "bater", mas eu sou a favor das taxas moderadoras.
Todos os serviços devem ser pagos... acho eu.
(e desde que salvaguardem quem não pode mesmo pagar)

Depois, se a pessoa ficar internada 1 dia, ou 1 mês, ou 1 ano, é que não deve ter mais nada a pagar. A partir daí, a saúde deve ser gratuita e um direito de todos, ricos ou pobres (num mundo ideal, os ricos devem ter descontado muito mais que os pobres, a diferenciação de pagamentos deve ter sido feita aí).

12 de dezembro de 2011

Rapidinha de segunda (xxxviii)

A mulher acorda o marido no meio da noite e diz, emocionada:
 "Querido, sonhei que você estava me dando um colar de brilhantes! O que será que esse sonho quer dizer?

E ele responde: "Você vai saber no dia do seu aniversário meu amor..."

O aniversário chega, o marido entra em casa com uma caixa retangular, maravilhosamente decorada.

A mulher se agarra ao pacote quase chorando de emoção, rasga o papel,abre a caixa e dentro encontra: 


11 de dezembro de 2011

Uma fotografia por domingo (180)


Belmonte (castelo).
Uma bela terra e, para quem não sabe, a terra natal de Pedro Álvares Cabral.

9 de dezembro de 2011

Roubalheira descarada

Há muito por onde escolher, mas a maior roubalheira que atribuo a este governo são as portagens nas "scut", principalmente as da via do Infante e a do IP5.
No Algarve, a via do infante não é uma auto-estrada, é apenas uma estrada com um muro no meio.
A alternativa é uma estrada nacional congestionadíssima, onde é uma aventura conduzir e chegar ao fim da viagem são e salvo.

Já o IP5 (chamo-lhe assim porque foi mesmo construída como um IP e não uma auto-estrada), dado o elevado número de acidentes que nela se registavam (no tempo em que isso era levado em consideração), resolveram transformá-lo numa auto-estrada. Construíram a auto-estrada por cima da anterior, eliminando assim a única alternativa que havia.

Como se tudo isto não bastasse, as portagens são escandalosamente caras (ouvi dizer que eram até as mais caras da europa).
Tão caras que deverão levar à falencia muitas pequenas empresas e empobrecer ainda mais o país.

Com tantas medidas destas, não vamos morrer da doença, porque morreremos antes da cura.

5 de dezembro de 2011

Rapidinha de segunda (xxxvii

Modernices...


Uma avó está a morrer e manda chamar o neto.


"Meu querido, vou morrer em breve mas quero que saibas que te deixo a quinta, os tratores e debulhadoras, os cavalos, as vacas, as cabras e mais animais, o estábulo e todas as plantações, além de 29.880.00€.
Trata tudo com cuidado".


"Ena avó! Eu nem sabia que tinhas uma quinta! Onde fica?" - pergunta o neto.


A avó dá um último suspiro e antes de morrer responde :
"No facebook!"

30 de novembro de 2011

Decidam-se, ok?

Ando às voltas com o euro e com os cêntimos.
E meter naquelas cabecinhas, que ainda mal sabem ler, que 1€= 100 cêntimos, e fazer aquelas contas todas e aquelas equivalências, é areia de mais para eles...

Por isso, se o euro está mesmo para acabar, façam-no depressa, antes que eu dê em doida!

29 de novembro de 2011

Devo ser muito burra,

mas não sei onde raio está a justiça de, por ganhar mais de 1100 €* por mês, deixar de ter direito ao subsídio de natal e de férias...
E de o vizinho do lado, apesar de ganhar bastante mais, não perder direito a nada, só porque o patrão não é o mesmo.

Não seria muito mais justo se, por exemplo, criassem um imposto sobre o que vai para além dos 800, ou dos 900, ou dos 1000 - o que entendessem - mas para toda a gente?

Será assim tão difícil de entender?

* eu sei que a maioria dos portugueses ganha ainda menos, mas não é isso que está em causa agora.
Realmente o ordenado mínimo nacional é uma vergonha, uma afronta a todos os que trabalham e que têm uma casa para sustentar e direito a uma vida digna.

28 de novembro de 2011

Rapidinha de segunda (xxxvi)

O fabuloso Paulinho
(ou de como às vezes nos queixamos de barriga cheia...)

Um casal passa a lua de mel numa linda cidade. 
Numa dos seus passeios passam perto de uma casa de espectáculos eróticos onde o letreiro anuncia: 'HOJE, O FABULOSO PAULINHO'.

Entram e o show começa com Paulinho, 44 anos, numa cama com um loura, uma morena e uma ruiva, que ele traça uma a uma...... e depois repete. 
As três mulheres, exaustas, deixam o palco, enquanto Paulinho agradece ao público, que aplaude efusivamente, de pé.
Sob o rufar de tambores, uma mesinha com 3 nozes é colocada bem no centro do cenário.
Paulinho quebra as 3 nozes com o pénis, com pancadas precisas. 
O público vai à loucura e ele é ovacionado por vários minutos!  

Passados 25 anos, para recordar os velhos tempos, o casal decide comemorar as bodas de prata na mesma cidade. 
Passeiam pelos mesmos lugares e, diante da mesma casa vêem, surpresos, o cartaz:  'HOJE, O FABULOSO PAULINHO'.
Entram e, no palco, quem está lá?
O Paulinho, agora com 69 anos, enrugadinho, cabelos brancos, traçando 3 mulheraças com o mesmo pique. 
Não dá para acreditar!
Quando os tambores começam a rufar, é colocada no centro do palco a mesma mesinha, agora com 3 cocos, e ele os quebra com o pénis com a mesma precisão. 
Boquiaberto, o casal vai ao camarim para cumprimentar  pessoalmente o fabuloso Paulinho e, curiosos, perguntam-lhe o motivo da mudança das nozes para cocos.
Meio sem graça, ele responde:
- A velhice é uma merda! A vista tão fraca que já não consigo ver as nozes.

27 de novembro de 2011

25 de novembro de 2011

O meu marido

O meu marido não me manda flores... (mas é capaz de me trazer uma rosa amarela do quintal, lá para finais de Dezembro, quando andar a podar e por lá encontrar uma esquecida).


O meu marido não me chama "amor", nem "querida", muito menos "fofa" ou "filha"... (mas chama-me pelo meu nome ou diminutivo de uma maneira especial e inconfundível).

O meu marido não me dá jóias caras... (mas oferece-me um carinho enorme, um olhar especial e uma disponibilidade sem limites, sempre).

O meu marido às vezes vai a jantares de amigos ou colegas, mas diz sempre que preferia jantar comigo... (e eu sei que é verdade).

O meu marido quando precisa de ir a algum lado, seja lá onde for, prefere a minha companhia à de qualquer outra pessoa... ( e eu também).
Todas as mulheres têm uma "melhor amiga", de quem nada escondem. Eu também tenho algumas boas amigas, mas a melhor de todas... é o meu marido.

O meu marido faz anos hoje.Como ainda não lhe comprei nada, vou oferecer-lhe esta prenda e dizer-lhe "amo-te" (ele sabe, mas não faz mal nenhum dizer-lhe outra vez e outra e outra...)

22 de novembro de 2011

Parabéns "Laços de sangue"


 A novela "laços de sangue" ganhou hoje um Emmy. Parabéns!


Bem merecido, já que esta foi uma excelente novela, (embora tenha começado a abandalhar lá para o fim, com a mania que há de as "esticarem" para lá do razoável).
Já a atual é uma bela porcaria (ou era, que entretanto deixei de ver)...

E é uma pena, já que eu gosto de seguir uma novela (faz parte do meu tratamento anti-stress diário) e agora fiquei sem nenhuma para ver. Sniif.



21 de novembro de 2011

Rapidinha de segunda (xxxv)


A Professora pergunta:  

- Joãozinho, o que você quer ser quando crescer?

 – Eu quero ser bilionário. Quero ir à discoteca mais cara, pegar a p*** mais cara, dar-lhe um carro de 100.000 e uma mansão em Londres.
E você, Mariazinha?
- Eu? Eu quero ser a p***!

19 de novembro de 2011

Uma análise do mundo: imperdível!

O Mundo - uma análise divertidíssima
Por Hernán Casciari


Li uma vez que a Argentina não é nem melhor, nem pior que a Espanha, só que mais jovem.
Gostei dessa teoria e aí inventei um truque para descobrir a idade dos países baseando-me no 'sistema cão'. Desde meninos nos explicam que para saber se um cão é jovem ou velho, deveríamos multiplicar a sua idade biológica por 7.

No caso de países temos que dividir a sua idade histórica por 14 para conhecer a sua correspondência humana. Confuso? Neste artigo exponho alguns exemplares reveladores.

A Argentina nasceu em 1816, assim sendo, já tem 190 anos. Se dividimos estes anos por 14, a Argentina tem 'humanamente' cerca de 13 anos e meio, ou seja, está na pré-adolescência.
É rebelde, não tem memória, responde sem pensar e está cheia de acne.

Quase todos os países da América Latina têm a mesma idade, e como acontece nesses casos, eles formam gangues. A gangue do Mercosul é formada por quatro adolescentes que tem um conjunto de rock.
Ensaiam em uma garagem, fazem muito barulho, e jamais gravaram um disco.

A Venezuela, que já tem peitinhos, está querendo unir-se a eles para fazer o coro. Em realidade, como a maioria das mocinhas da sua idade, quer é sexo, neste caso com Brasil.

O México também é adolescente, mas com ascendente indígena. Por isso, ri pouco e não fuma nem um inofensivo baseado, como o resto dos seus amiguinhos. Mastiga coca, e se junta com os Estados Unidos, um retardado mental de 17 anos, que se dedica a atacar os meninos famintos de 6 anos em outros continentes.

No outro extremo, está a China milenária. Se dividirmos os seus 1200 anos por 14 obtemos uma senhora de 85, conservadora, com cheiro a xixi de gato, que passa o dia comendo arroz porque não tem - ainda - dinheiro para comprar uma dentadura postiça.
A China tem um neto de 8 anos, Taiwan, que lhe faz a vida impossível. Está divorciada faz tempo do Japão, um velho chato, que se juntou às Filipinas, uma jovem pirada, que sempre está disposta a qualquer aberração em troca de grana.

Depois, estão os países que são maiores de idade e saem com o BMW do pai.

Por exemplo, Austrália e Canadá. Típicos países que cresceram ao amparo de papai Inglaterra e mamãe França, tiveram uma educação restrita e antiquada e agora se fingem de loucos.

A Austrália é uma babaca de pouco mais de 18 anos, que faz topless e sexo com a África do Sul.
O Canadá é um mocinho gay emancipado, que a qualquer momento pode adotar o bébé da Gronenlândia para formar uma dessas famílias alternativas que estão de moda.

A França é uma separada de 36 anos, mais prostituta que uma galinha, mas muito respeitada no âmbito profissional. Tem um filho de apenas 6 anos: Mónaco, que vai acabar virando gay ou bailarino... ou ambas
coisas. É a amante esporádica da Alemanha, um caminhoneiro rico que está casado com a Áustria, que sabe que é chifruda, mas que não se importa.

A Itália é viúva faz muito tempo. Vive cuidando de São Marino e do Vaticano, dois filhos católicos gémeos idênticos. Esteve casada em segundas núpcias com Alemanha (por pouco tempo e tiveram a Suíça), mas agora não quer saber mais de homens.
A Itália gostaria de ser uma mulher como a Bélgica: advogada, executiva independente, que usa calças e fala de política de igual para igual com os homens (a Bélgica também fantasia de vez em quando que sabe preparar esparguete).

A Espanha é a mulher mais linda de Europa (possivelmente a França se iguale a ela, mas perde espontaneidade por usar tanto perfume). É muito tetuda e quase sempre está bêbada. Geralmente se deixa enganar pela Inglaterra e depois a denuncia. A Espanha tem filhos por todas as partes (quase todos de 13 anos), que moram longe. Gosta muito deles, mas a perturbam quando têm fome, passam uma temporada na sua casa e assaltam sua geladeira.

Outro que tem filhos espalhados no mundo é a Inglaterra. Sai de barco de noite, transa com alguns babacas e nove meses depois, aparece uma nova ilha em alguma parte do mundo. Mas não fica de mal com ela. Em geral, as ilhas vivem com a mãe, mas a Inglaterra as alimenta.

A Escócia e a Irlanda, os irmãos da Inglaterra que moram no andar de cima, passam a vida inteira bêbados e nem sequer sabem jogar futebol.
São a vergonha da família.

A Suécia e a Noruega são duas lésbicas de quase 40 anos, que estão bem de corpo, apesar da idade, mas não ligam para ninguém. Transam e trabalham, pois são formadas em alguma coisa. Às vezes, fazem trio com a Holanda (quando necessitam maconha, haxixe e heroína); outras vezes cutucam a Finlândia, que é um cara meio andrógino de 30 anos, que vive só em um apartamento sem mobília e passa o tempo falando pelo celular com a Coreia.

A Coreia (a do sul) vive de olho na sua irmã esquizóide. São gémeas, mas a do Norte tomou líquido amniótico quando saiu do útero e ficou estúpida. Passou a infância usando pistolas e agora, que vive só, é capaz de qualquer coisa. Estados Unidos, o retardadinho de 17 anos, a vigia muito, não por medo, mas porque quer pegar as suas pistolas.

Irão e Iraque eram dois primos de 16 que roubavam motos e vendiam as peças, até que um dia roubaram uma peça da motoca dos Estados Unidos e acabou o negócio para eles. Agora estão comendo lixo. O mundo estava bem assim até que, um dia, a Rússia se juntou (sem casar) com a Perestroika e tiveram uma dúzia e meia de filhos. Todos esquisitos, alguns mongolóides, outros esquizofrénicos.

Faz uma semana, e por causa de um conflito com tiros e mortos, os habitantes sérios do mundo descobriram que tem um país que se chama Kabardino-Balkaria. É um país com bandeira, presidente, hino, flora, fauna... e até gente! Eu fico com medo quando aparecem países de pouca idade, assim de repente. Que saibamos deles por ter ouvido falar e ainda temos que fingir que sabíamos, para não passarmos por ignorantes.

Mas aí, eu pergunto: por que continuam nascendo países, se os que já existem ainda não funcionam?

E Portugal?

Por esta ordem de ideias Portugal será um kota de 62 anos, que não quer saber dos filhos que fora de horas teve em África duma mãe trintona (todos agora com por volta dos dois anos e meio) enquanto se perde de amores pela enteada katorzinha que do outro lado do Atlântico se insinua emergente e tesuda ao som do Samba.
Proxeneta por tradição, sendo o mais velho na Europa acha que os outros têm obrigação de o sustentarem, e para tal usa de todos os estratagemas e de chantagem emocional: quando necessário até canta o Fado.
Fabulosa localização com... "aquela janela virada para o mar"! Já para não falar das vinhas ancestrais que lhe crescem nas traseiras do quintal, do azeite das oliveiras que bordejam a propriedade, do peixinho fresco que só falta conhecer o caminho para o assador para ser perfeito!

Ah! À sua custa vivem duas belas filhas solteironas já quarentonas: uma toda virada para a ecologia, com uns olhos azuis lindos como lagoas; e a outra, muito rebelde, a ameaçar casar sempre que a mesada tarda. Ambas com um temperamento assaz vulcânico, prometem ainda dar que falar: a primeira tem sempre a cama feita para um jovem ricaço que a visita amiude de avião; e a segunda, de tão bela, dá-se ao luxo de nem se depilar da sua floresta laurissilva, recentemente eleita para Património Mundial da Humanidade.

NOTA SOBRE O AUTOR:

Hernán Casciari nasceu em Mercedes (Buenos Aires), a 16 de Março de 1971.
É um escritor e jornalista argentino, conhecido pelo seu trabalho ficcional na Internet, onde tem trabalhado na união entre literatura e Blog, destacado na blognovela.
A sua obra mais conhecida na rede, 'Weblog de una mujer gorda', foi editada em papel, com o título: 'Más respeto, que soy tu madre'.

18 de novembro de 2011

Adenda ao post anterior...

Acerca do vídeo da Sábado, li os comentários e já li também numa página do facebook as explicações de um dos visados na reportagem.
Acontece que esse rapaz até foi um dos que não merecia figurar em tal lista, pois não saber quem pintou o teto da Capela Sistina (e ele até sabia!), não tem importância nenhuma...
Conta ele também que fizeram 10 perguntas a cada pessoa e só publicitaram as respostas erradas. Isso também não me admira nada, pois o pessoal daquela revista é bem sacaninha - basta ler alguns editoriais assinados "o diretor" para vermos que adoram fugir para a rasquice.

Mas...
Não se admite não saberem respostas a perguntas básicas ("Os Maias" estudam-se no liceu, acho eu!).
E o que mais me chocou foi dizerem "não é comigo" cada vez que não sabiam responder.

Houve um comentário (do Reis) sobre a culpa do ensino e é verdade: disciplinas estanques, em que nada tem a ver com nada não é um bom caminho. Mas parece que a "especialização" veio para ficar. As pessoas sabem imenso de um assunto, mas depois não sabem mais nada de nada!

17 de novembro de 2011

AVISO: sentem-se para assistir a isto!

A revista Sábado  fez um teste (básico, dizem eles. Eu acho que é para lá de básico) a 100 alunos de universidades de Lisboa.
O resultado é dramático (dizem eles).
Eu diria antes: percebem agora por que o nosso país está como está?
É que esta gente vota!
E alguns destes cromos serão os nossos futuros políticos.

 Vox Pop: A ignorância dos nossos universitários (vídeo)


16 de novembro de 2011

As palavras

 da ministra da justiça, acerca dos guardas prisionais (ao que ela diz trabalham pouco - dormem nas horas que lhes são pagas como extraordinárias) trouxeram-me à memória a "falecida" ministra da educação, essa sim , de péssima memória.
Também ela fez o que nenhum ministro jamais devia fazer: dizer mal do "seu pessoal" na praça pública.

Tal como no caso da ministra da educação, não acredito que esta tenha razão. Ser guarda prisional deve ser uma profissão horrível e devia por isso ser muito bem paga (o que não acredito que seja...).
E todos sabemos que, se os guardas prisionais fossem em número suficiente, não haveria necessidade de recorrer a horas extraordinárias, estivessem eles acordados ou a dormir...

14 de novembro de 2011

Rapidinha de segunda (xxxiv)

Uma mulher está a assistir a um programa de culinária na TV e o marido diz-lhe, com aquela sua indelicadeza de sempre:

- Porque estás a ver isto se não sabes cozinhar?!!!

E ela responde, com sua franqueza de sempre:

- Tu tambem vês filmes pornograficos e eu não digo nada...

7 de novembro de 2011

Rapidinha de segunda (xxxiii)

No tribunal


O Juiz perguntou à prostituta:

- "Então quando é que se apercebeu que tinha sido violada?"

- A prostituta respondeu, limpando as lágrimas:

"-Quando o cheque foi devolvido!!!"

6 de novembro de 2011

Uma fotografia por domingo (194)


Foram fotografados na primavera, mas como as fotografias não murcham... aqui estão belíssimas, em pleno outono.

4 de novembro de 2011

Rosa... fósforo

A nova novela portuguesa chamada "Rosa fogo", não vale nem um fósforo...
Incrivelmente mal escrita, nem os excelentes atores* que a povoam conseguem salvá-la.
Rogério Samora, Maria Emília Correia, Manuel Cavaco e outros, não chegam para salvar uma história tão fraca e tão mórbida.

As crianças, então, essas são más de mais: as crianças não são assim, não falam assim, não reagem assim!
Dá a impressão de que, quem escreveu a história, nunca deve ter falado com uma!

* Também há um grupinho de pseudo-atores muito, muito fraco...

31 de outubro de 2011

Rapidinha de segunda (xxxii)

O marido liga para casa a meio da tarde:

- Olá, minha rainha! Como está o teu dia?
- Tudo ótimo....
- Que bom! E as crianças estão bem?
- A brincar sem parar, não te preocupes....
- Ótimo, perfeito! Elas já almoçaram? Alimentaram-se bem?
- Sim! Comeram muito bem! Já fizeram os trabalhos de casa e agora estão a brincar....

- Que bom! conta-me, minha linda, o que vai ser o jantar hoje?
- O teu prato preferido e já meti cerveja no frigorífico....
- Uau! Bife à milanesa e cerveja! É por isso que eu te adoro tanto!
Bom... está tudo tranquilo em casa, então?
- Fica tranquilo que está tudo bem....

- Ah, mais uma coisinha: Tu prometes que, hoje à noite, vais usar aquele babydoll preto para mim?
- Faço tudo para te agradar... E não vou esquecer o perfume de que tu mais gostas.

- Obrigado meu amor! É por isso te amo tanto....
- Eu sei, eu sei....
- Daqui a pouco estou aí contigo meu amor.
- Vou ficar ansiosa à espera....

- Agora faz-me um outro favor... Chama a patroa, sim?

30 de outubro de 2011

Uma fotografia por domingo (193)


Uma porta, na Beira Alta, mais exatamente em Santar.
Santar é uma terra linda, que merece uma visita.

28 de outubro de 2011

António Lobo Antunes

Hoje jantei tarde, mas foi por uma boa causa: um autógrafo do escritor Lobo Antunes, no novíssimo "Comissão das lágrimas".
Muito simpático, fazia questão de conversar com todas as pessoas a quem dava autógrafos (daí a demora na bicha...)
A mim disse que gostava muito do meu nome, que significa "pérola" e que na família dele há muitas Margaridas (na minha também, disse-lhe eu)...

E foi assim que a janta se atrasou, mas valeu a pena.

26 de outubro de 2011

Sugestões

recebidas há bocado por mail.
Acho-as muito bem pensadas, principalmente a última:

"Já que colocam fotos de gente moribunda ou morta nos maços de cigarros, porque não colocar também 
  • de gente obesa em pacotes de batata frita e salgadinhos,
  • de animais torturados nos cosméticos,
  • de acidentes de trânsito nas garrafas e latas de bebidas alcoólicas,
  • de gente sem teto nas contas de água e luz,
  • e de políticos corruptos nas guias de recolhimento de impostos?"

25 de outubro de 2011

Finalmente,

S. Pedro veio render-me na árdua tarefa de regar quintal, jardim, vasos, vasinhos, floreiras...
Já não era sem tempo!

PS: Já agora, queria pedir-lhe que regasse só durante a noite, pode ser?
Muit'agradecida!

23 de outubro de 2011

Uma fotografia por domingo (192)


Esta semana ainda restava uma gerbera, toda linda, a fazer companhia às rosas.
Com o que tem chovido hoje e o que vai continuar a chover, flores, só lá para a próxima primavera. :(

22 de outubro de 2011

Kadhafi

Um ditador do piorio, o homem não era "flor que se cheire"(embora ainda há pouco tempo tenha sido recebido em Portugal com todas as mordomias e todo o respeito pelas suas loucuras extravagâncias).

Apesar de tudo, era escusado terem feito este circo nojento com a sua morte.
Fazer da morte um espetáculo não devia ser permitido...
Por isso muitas vezes acho que a censura na televisão não seria tão descabida como pode parecer à primeira vista.
Quando os jornalistas não têm discernimento, haja alguém que o tenha por eles.

18 de outubro de 2011

O estranho caso...

do dinheiro que não vale o mesmo, dependendo de quem o tem.

Segundo o nosso primeiro ministro, os cortes nos subsídios, apenas na função pública, devem-se ao facto de estes ganharem mais que os outros trabalhadores.

Vão ficar sem subsídios (de natal e de férias), todos os FP que ganhem mais que a colossal fortuna de 1000 euros.

Eu só queria que o senhor primeiro ministro me explicasse como é que eu - ganhando mais de 1000 euros - ganho mais que o meu vizinho, que, apesar de não ser FP, também ganha mais que 1000 euros...
(até ganha mais que eu, mas simplifico assim para não baralhar o senhor ministro)

17 de outubro de 2011

Rapidinha de segunda (xxxi)

GRÁVIDA

Uma adolescente chega a casa e diz à mãe:


- Mamã... Estou grávida!

A progenitora, sem saber muito bem como deve reagir, pergunta:

- Rapariga, mas onde é que tu estavas com a cabeça?

- Em cima do volante, mãe... Mas que é que isso interessa?

16 de outubro de 2011

Uma fotografia por domingo (191)


Estamos a meio de Outubro e as minhas rosas ainda estão para durar.
Lindas e cheirosas!

12 de outubro de 2011


Deve ser da velhice, mas, nesta altura da minha vida, dou mais valor ao tempo que ao dinheiro.
O dinheiro tem-me chegado sempre e até consigo que sobre algum. 
Já o tempo... uma desgraça: esvai-se não sei por onde!

Por isso, assusta-me mais ouvir falar em "trabalhar mais horas" do que ouvir falar de cortes em subsídios, ou em salários congelados.

A humanidade devia evoluir para se trabalhar cada vez menos horas e haver cada vez mais tempo de lazer (inventaram-se tantas máquinas para quê?), mas estamos - infelizmente - a assistir ao oposto!

:(


6 de outubro de 2011

Cristiano Ronaldo

aparece na televisão a perguntar se nós adivinhamos em que é que ele pensa quando vai para marcar um golo.

Eu, apesar de não ligar nenhuma ao futebol, acho que sei a resposta.
Ele tem dois pensamentos diferentes: se está a jogar no Real Madrid, pensa no dinheiro que está a ganhar,
e... marca golo.
Se joga pela seleção, não pensa em nada... e não marca.

3 de outubro de 2011

Rapidinha de segunda (xxx)

CONVERSA ENTRE DUAS MORTAS



Como é que você morreu ?
- Morri congelada !
- Ai que horror ! Deve ter sido horrível, como é morrer congelada?
- Bom, no começo é muito ruim : Primeiro são os arrepios, depois as dores nos dedos das mãos e dos pés, tudo congelando...
Mas, depois veio um sono muito forte e eu perdi a consciência.
E você, como morreu ?

- Eu? Morri de ataque cardíaco.
Eu estava desconfiada que meu marido me estivesse a trair.
Então, um dia cheguei em casa mais cedo, corri até ao quarto e ele estava na cama, calmamente assistindo televisão.
Ainda desconfiada, corri até à garagem para ver se encontrava alguma mulher escondida, mas não encontrei ninguém.
Depois, corri até ao andar de cima, mas também não vi ninguém.
Então, subi até o sótão e, ao subir as escadas, esbaforida, tive um ataque cardíaco e caí morta.

- Que pena... Se você tivesse procurado no frigorífico, ainda estaríamos as duas vivas !

2 de outubro de 2011

Uma fotografia por domingo (189)


Maravilhosas, estas maçãs que ficaram na árvore até estarem maduras, maduras, maduras...
Mnhaaamm.

29 de setembro de 2011

Loiras...

A L. tem 5 anos e é loira.
E qual é o espanto?

O incrível é que a menina é naturalmente morena (moreníssima!).
A mãe pintou-lhe o cabelo de loiro porque "ela chorava todos os dias que queria ser loira".

26 de setembro de 2011

Rapidinha de segunda (xxix)

A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO CORRETA


O vigário de um vilarejo tinha um pinto como mascote, o Valente.
Certo dia, o pinto Valente desapareceu, e ele achou que alguém o havia roubado.
No dia seguinte, na missa, o vigário perguntou à congregação:
- Algum de vocês aqui tem um pinto?

Todos os homens se levantaram.
- Não, não, disse o vigário, não foi isso que eu quis dizer.
O que eu quero saber é se algum de vocês viu um pinto?

Todas as mulheres se levantaram..
- Não, não, repetiu o vigário... o que eu quero dizer é se algum de vocês viu um pinto que não lhes pertence.

Metade das mulheres se levantou.
- Não, não, disse o vigário novamente muito atrapalhado.
Talvez eu possa formular melhor a pergunta:
- O que eu quero saber é se algum de vocês viu o meu pinto?

Todas as freiras se levantaram.

25 de setembro de 2011

Uma fotografia por domingo (188)


Embora não goste dos frutos, é a minha árvore preferida e é a mais linda do meu quintal.

22 de setembro de 2011

O império dos pardais


...foi o melhor livro que li nos últimos tempos.
Escrito por um historiador-escritor que eu nem sequer conhecia (só se publicitam livros de jornalistas)  - João Paulo Oliveira e Costa -  é um romance passado na época dos descobrimentos e do rei D. Manuel I.
Muito bem escrito, muito interessante e empolgante.
A ler, sem falta!

15 de setembro de 2011

Avó Guida

Faz hoje uma semana foi o funeral da minha avó.
Morreu depois de uma vida saudável, e ia escrever "feliz", mas isso não sei com certeza.
Ficou viúva relativamente cedo. O meu avô sofreu um grave AVC aos 60 e poucos anos e sobreviveu assim mais de 10 anos. Esses tempos foram difíceis para os dois...

A minha avó (e madrinha) era uma mulher bonita e vaidosa.
Gostava de festas e quando fez 80 anos juntou toda a família num almoço.
Repetiu-a aos 90, e prometeu outro para os 100.
Infelizmente não chegou a festejá-los.

Adorava trabalhar no campo, mas detestava a vida doméstica.
Também adorava passear e, coisa rara em pessoas da idade dela (e a trabalhar na agricultura), gostava de ler.
Em casa dela havia fotos nas paredes ao longo de um imenso corredor. As fotos que tenho de quando era pequenita devo-as aos meus avós.

Gostava muito deles.

5 de setembro de 2011

Rapidinha de segunda (xxviii)

Consulta de Ginecologia


Uma mulher muito tímida, vai ao ginecologista e diz:

- Ai doutor, estou com muitas dores aqui - e mexendo nos seios diz - nas minhas laranjas...! E também sinto uma impressão mais abaixo... na minha pera...!

O médico já estava a ficar "entusiasmado".

- O que será Senhor Doutor...?

E o médico responde:
- Devem ser sintomas do bicho da fruta porque já estou com comichão na banana...

2 de setembro de 2011

Armazéns para alugar,

aqui pela minha zona há muitos, cada vez mais.
Vai daí, resolvi ser querida para este governo e sugerir-lhes que os aluguem, para servirem de creches.

Assim como assim, é capaz de ficar ainda mais barato que as creches. Como são amplos, cabem lá mais catraios de cada vez. Podem até adaptar-se uns comedouros e bebedouros como nos aviários e assim até se podem dispensar educadoras, auxiliares, animadoras... e toda essa gentinha inútil que anda a levar o país à falência.

(não estou a inventar, muito menos maluca. Podem ler a notícia aqui.)

31 de agosto de 2011

S. Pedro,

muito simpático, está ao lado dos que terminam as férias hoje.
Quem quer férias com este tempo?

(quero eu, quero eu...)

29 de agosto de 2011

Rapidinha de segunda (xxvii)

(Machista até mais não, mas muito bem apanhada!)

Vaca

Um casal foi a uma exposição agrícola. O locutor apresentava os touros conforme entravam na exposição:

- Este touro magnífico, cobriu 60 vezes no ano passado!

A mulher aproveitou e diz logo para o marido:
- Viste? 60 num ano, isso é o mesmo que 5 por mês..!

Mais adiante, o locutor apresentou outro touro:
- Este já cobriu 120 no ano passado..!

A mulher, de novo, picou o marido:
- Olha só, foram umas 10 por mês..!

Mais adiante o locutor mostra outro touro:
- Este aqui então, teve 365 coberturas no ano passado!

A mulher, deu um safanão no marido e disse:

- Tás a ver, uma por dia..!

E o marido, já farto e sem aguentar mais, virou-se para ela e gritou-lhe:
- Pergunta se foram todas com a mesma vaca..!?

Uma fotografia por domingo (186)


Este é o Ben, aquele que é Big e dá sempre as horas certas.

26 de agosto de 2011

Se uma imagem vale por mil palavras, façam as contas!

Primeiro foi assim:
 

Depois o transporte melhorou:


A paisagem, nas ruas, era sempre linda...


O Nelson lá em cima (não deve ter vertigens).


No mercado, em Nothing Hill.
(e não, não vi por lá o Hugh Grant)


Os jardins. Tão lindos os jardins!


E tão bem frequentados!


Os típicos autocarros:


O render da guarda:


Mais um mercado de rua, este em Covent Garden.


Um pub (há milhentos).


E quase outros tantos museus.


E teatros...


E mais tudo o que ficou por ver...
Mas valeu a pena. Londres é mesmo uma cidade linda!

17 de agosto de 2011

Férias - parte II

Vou ali mais um bocadinho de férias-fora-da-toca e já volto.
Depois conto tudinho (ou quase!)

15 de agosto de 2011

Rapidinha de segunda (xxvi)

A chuva

Um gajo está na cama com a amante quando ouve os passos do marido.
A mulher manda-o pegar as roupas e sair pela janela.
Ele resmunga porque está a chover muito, mas não tendo outra solução, salta e cai no meio da rua, onde está a decorrer uma maratona.

Ele aproveita e corre junto com os outros, que o olham de um jeito esquisito:
Afinal, ele está nu!

Um corredor pergunta:
- Você sempre corre assim nu?
- Sim! - responde o homem - É tão bom ter esta sensação de liberdade...

Outro corredor pergunta :
-Mas você sempre corre assim nu com as roupas nas mãos?
O gajo não se dá por vencido:
- Eu gosto assim. Posso vestir-me no fim da corrida e ir para o carro para ir para casa...

Um terceiro corredor insiste:
- Mas você sempre corre assim nu com as roupas nas mãos e com um preservativo na pila?

O gajo responde:
- Só quando está a chover!

14 de agosto de 2011

Uma fotografia por domingo (185)


Arraiolos

Continuando na onda de férias, antes de almoçarem no "A moagem", podem dar uma subidinha até ao castelo de Arraiolos.
Não façam como eu, que fui lá no fim do almoço, por volta das 3 da tarde... (Julho, Alentejo, subir a um castelo às 3 da tarde, garanto que não é boa ideia. Seria por isso que éramos os únicos seres na rua? É que nem cães por lá andavam!)

10 de agosto de 2011

Criminosos à solta,


num país de "primeiro mundo", com uma resposta tão pouco pronta da parte das autoridades, dá que pensar.
Jovens Criminosos, com cerca de 14 anos, a reclamar dos impostos e do desemprego, é muito estranho!
E mais estranho ainda é que não roubam comida, mas sim telemóveis, computadores, televisões...

Se eu mandasse (adoro esta expressão), os que destruíram iam agora reconstruir. Se tentassem fugir, podiam sempre prendê-los com aquelas correntes giras com uma bola de ferro na ponta, e só eram libertados quando toda a gente reavesse o que perdeu.
Talvez se, por uma vez na vida tivessem de trabalhar, começassem a respeitar mais os bens alheios.
Que nojo de gente!

8 de agosto de 2011

Uma fotografia por domingo (184)



Em época de férias e de passeios por aí, esta foto é também a sugestão de um bom local para almoçar ou jantar.
Chama-se "A moagem" e come-se (muito) bem, comidas tipicamente alentejanas.
O queijinho de ovelha da entrada é de cair para a banda...
Ah, fica em Arraiolos.

4 de agosto de 2011

PEDIDO DE EMPRÉSTIMO BANCÁRIO

(este texto, que circula pela net, embora seja um pouco longo, garante que vale mesmo a pena ser lido!)

Um advogado de nome Barack Hussein Obama II, na época, 1995, líder comunitário, membro fundador da mesa diretora da organização sem fins lucrativos Public Allies, membro da mesa diretora da fundação filantrópica Woods Fund of Chicago, advogado na defesa de direitos civis e professor de direito constitucional na escola de direito da Universidade de Chicago, Estado de Illinois (e atual presidente dos Estados Unidos da América) numa certa ocasião pediu um empréstimo em nome de um cliente que perdera sua casa num furacão e queria reconstruí-la.

Foi-lhe comunicado que o empréstimo seria concedido logo que ele pudesse apresentar o título de propriedade original da parcela da propriedade que estava a ser oferecida como garantia.
O advogado Obama levou três meses para seguir a pista do título de propriedade datado de 1803.
Depois de enviar as informações para o Banco, recebeu a seguinte resposta:

"Após a análise do seu pedido de empréstimo, notamos que foi apresentada uma certidão do registo predial. Cumpre-nos elogiar a forma minuciosa do pedido, mas é preciso salientar que o senhor tem apenas o título de propriedade desde 1803.
Para que a solicitação seja aprovada, será necessário apresentá-lo com o registo anterior a essa data."

Irritado, o advogado Obama respondeu da seguinte forma:

"Recebemos a vossa carta respeitante ao processo n.º 189156. Verificamos que os senhores desejam que seja apresentado o título de propriedade para além dos 194 anos abrangidos pelo presente registo.
De facto, desconhecíamos que qualquer pessoa que fez a escolaridade neste país, particularmente aqueles que trabalham na área da propriedade, não soubesse que a Luisiana foi comprada, pelos EUA à França, em 1803.
Para esclarecimento dos desinformados burocratas desse Banco, informamos que o título da terra da Luisiana, antes dos EUA terem a sua propriedade, foi obtido a partir da França, que a tinha adquirido por direito de conquista da Espanha.
A terra entrou na posse da Espanha por direito de descoberta feita no ano 1492 por um navegador e explorador dos mares chamado Cristóvão Colombo, casado com dona Filipa, filha de um navegador de nome Perestrelo.
Este Colombo era pessoa respeitada por reis e papas e até ouso aconselhar-vos a ler sua biografia para avaliar a seriedade de seus feitos e intenções. Esse homem parece ter nascido em 1451 em Génova, uma cidade que naquela época era governada por mercadores e banqueiros, conquistada por Napoleão Bonaparte em 1797 e atualmente parte da Região da Ligúria da República Italiana.
A ele, Colombo, havia sido concedido o privilégio de procurar uma nova rota para a Índia pela rainha Isabel de Espanha.

A boa rainha Isabel, sendo uma mulher piedosa e quase tão cautelosa com os títulos de propriedade como o vosso Banco, tomou a precaução de garantir a benção do Papa, ao mesmo tempo que vendia as suas jóias para financiar a expedição de Colombo.
Presentemente, o Papa – isso, temos a certeza de que os senhores sabem - é o emissário de Jesus Cristo, o Filho de Deus, e Deus - é comumente aceite -criou este mundo a partir do nada com as palavras Divinas: Fiat lux que significa "Faça-se a luz", em língua latina.
Portanto, creio que é seguro presumir que Deus também foi possuidor da região chamada Luisiana por que antes, nada havia.
Deus, portanto, seria o primitivo proprietário e as suas origens remontam a antes do início dos tempos, tanto quanto sabemos e o Banco também."
"Esperamos que, para vossa inteira satisfação, os senhores consigam encontrar o pedido de crédito original feito por Deus.
"Senhores, se perdurar alguma dúvida quanto à origem e feitos do descobridor destas terras, posso adiantar-lhes que desta dúvida, certeza mesmo, só Deus a terá por que inúmeros historiadores e investigadores, concluíram baseados em documentos, que Cristóvão Colombo nasceu em Cuba (Portugal) e não em Génova (Itália), como está oficializado:
"Segundo eles, em primeiro lugar, Christovam Colon, foi o nome que Salvador Gonçalves Zarco, escolheu para persuadir os Reis Católicos de Espanha, a financiar-lhe a viagem à Rota das Índias, pelo Ocidente, escondendo assim a sua verdadeira identidade.
"Segundo, este pseudônimo não aparece por acaso, porque Cristóvão está associado a São Cristóvão, que é o protetor dos viajantes (existe inclusive uma ilha batizada de São Cristóvão).
"Cristóvão, que também deriva de Cristo, que propaga a fé por onde anda. Acresce que Cristo, está associado a Salvador (1.º nome verdadeiro do ilustre navegador). Colon, porque é a abreviatura de colono e derivado do símbolo das suas assinaturas". (Duas aspas, com dois pontos no meio).
"Terceiro, Salvador Gonçalves Zarco, está devidamente comprovado, nasceu em Cuba (Portugal) e é filho ilegítimo do Duque de Beja e de Isabel Gonçalves Zarco.
"Quarto, era prática usual na época, os navegadores darem às primeiras terras descobertas, nomes religiosos. No caso dele, foi São Salvador (Bahamas), por coincidência ou talvez não, deriva do seu primeiro nome verdadeiro, a segunda batizou de Cuba (terra natal) e, seguidamente Hispaniola (Haiti e República Dominicana), porque estava ao serviço da Coroa Espanhola.
"Quinto, a "paixão" pelos mares, estava no sangue da família Zarco,nomeadamente em João Gonçalves Zarco, descobridor de Porto Santo (1418), com Tristão Vaz Teixeira e da Ilha da Madeira (1419), com o sogro de "Christovam Colon", Bartolomeu Perestrelo.
"Por fim, em sexto, existem ilhas nas Caraíbas, com referência a Cuba (além da mencionada Cuba; São Vicente, na época existia a Capela de São Vicente, da então aldeia de Cuba).
"Posteriormente (Sec. XVI), foi edificada a atual Igreja Matriz de São Vicente.
São coincidências (pseudónimo, nome das ilhas, família nobre e ligada ao mar, habitou e casou em Porto Santo, ilha que fica na Rota das Índias pelo Ocidente), mais do que suficientes, para estarmos em presença de Salvador Gonçalves Zarco e, consequentemente do português Christovam Colon.
"Christovam Colon, morreu em Valladolid (Espanha) em 1506, tendo os seus ossos sido transladados para Sevilha em 1509. Contudo, em 1544, foram para a Catedral de São Domingos, na época colónia espanhola, satisfazendo a pretensão testamental do prestigiado navegador.
"A odisseia das ossadas não ficaria por aqui, porque em 1795, os espanhóis tiveram de deixar São Domingos, tendo os ossos sido transferidos para Cuba (Havana), para em 1898, depois da independência daquela ilha, sido depositados na Catedral de Sevilha.
"Coincidência ou não, em 1877, os dominicanos, ao reconstruírem a Catedral de São Domingos, encontraram um pequeno túmulo, com ossos e intitulado “Almirante Christovam Colon".
"Existem na Ilha da Madeira e nos Açores, pessoas da família Zarco, descendentes diretos de João Gonçalves Zarco e, consequentemente da mãe (Isabel Gonçalves Zarco) de Christovam Colon, disponíveis para darem uma amostra do seu cabelo aos cientistas, para analisar o seu ADN e, para comparar os seus resultados nas ossadas do navegador, se, efetivamente forem as pretensões deste Banco para certificar-se da sua origem.

"Quanto a Deus, ainda não tenho sua biografia, somente sei que caso a conseguisse, até o maior e mais potente computador do planeta não seria suficiente para comportar um resumo do resumo da mesma, por isso sugiro-vos educadamente e após muito pensar, que, por serem banqueiros e, portanto poderosos, tentem por vossos meios.

Agora, que está tudo esclarecido, será que podemos ter o nosso empréstimo?"

Barack Hussein Obama II
Advogado


O empréstimo, claro, foi concedido.

1 de agosto de 2011

Rapidinha de segunda (xxv)

Porque é que a Eva comeu a maçã?

No início, Eva não queria comer a maçã.
- Come - disse a serpente - e serás como os anjos!
- Não - respondeu Eva.
- Terás o conhecimento do Bem e do Mal - insistiu a víbora.
- Não!
- Serás imortal.
- Não!
- Serás como Deus!
- Não, e não!
A serpente já estava desesperada e não sabia o que fazer para que a Eva
comesse a maçã. Até que teve uma ideia.
Ofereceu-lhe novamente a fruta e disse:
- Come... que emagrece...

31 de julho de 2011

Uma fotografia por domingo (183)


E pronto, deixadas estas ruas para trás, voltemos às do dia a dia...
Mas ainda de férias, o que não é mau.

23 de julho de 2011

21 de julho de 2011

Constatações ao fim do dia... (de ontem)

Acham normal não haver noticiário na RTP1 à hora habitual por causa de um jogo de apresentação de uma equipa de futebol?

Não vos parece que esta senhora D. Anne Mansouret é uma grande **** (falta-me o termo). E como se isso não bastasse, também é uma grande sonsa!

18 de julho de 2011

Rapidinha de segunda (xxiv)

A simplicidade das mulheres
Toca o telefone...
- Estou? mãe? Posso deixar os meninos contigo hoje a noite?
- Vais sair?
- Vou.
- Com quem?
- Com um amigo.
- Não entendo porque é que te separaste do teu marido, um homem tão bom..
- Mãe! Eu não me separei dele! ELE e que se separou de mim!
- Pois ... ficas sem marido e agora sais com qualquer um...
- Eu não saio com qualquer um. Posso deixar aí os meninos?
- Eu nunca te deixei com a minha mãe, para sair com homem que não fosse o teu pai!
- Eu sei, mãe. Há muita coisa que a mãe fez e que eu não faço!
- O que é que queres dizer com isso?
- Nada, mãe ! Só quero saber se posso deixar ai os meninos.
- Vais passar a noite com o outro? E se o teu marido vier a saber?
- Meu EX-marido!! Não acho que se importe, ele não deve ter dormido uma única noite sozinho desde a separação!
- Então sempre vais dormir com o vagabundo!
- Não é um vagabundo!!!
- Um homem que sai com uma divorciada com filhos, só pode ser um vagabundo, um oportunista!
- Não vou discutir, mãe. Posso deixar ai os meninos ou não?
- Coitaditos dos miúdos ... com uma mãe assim ...
- Assim como?
- Irresponsável! Inconsequente! Por isso é que o teu marido te deixou!
- Chega, mãe!
- Ainda por cima gritas comigo! Aposto que com o vagabundo com quem vais sair, tu não gritas.
- Agora está preocupada com o vagabundo?
- Eu não disse que era um vagabundo!? Eu percebi logo!
- Tchau, mãe!!
- Espera, não desligues! A que horas é que trazes os meninos?
- Já não vou. Não vou levar os meninos. Também, já não me apetece sair!
- Não vais sair? Vais ficar em casa? E estas à espera de quê?! Que o príncipe encantado te vá bater a porta? Uma mulher na tua idade, com dois filhos, pensas que é fácil encontrar marido? Se deixares passar mais dois anos, vais ficar sozinha a vida toda! Depois não digas que não te avisei! Eu acho um absurdo, na tua idade, ainda precisares que EU te empurre para sair!

15 de julho de 2011

Até que enfim!

Experiências anteriores infelizes dizem-me que mantenha a calma e alguma muita desconfiança em relação ao que se diz, que pode depois não ter consequências...
No entanto não posso deixar de sentir uma réstia de esperança de que finalmente haja algum bom senso em matéria de educação neste país.

«Porto, 15 jul (Lusa) -- O ministro da Educação, Nuno Crato, disse hoje que o documento das competências essenciais é "inútil, mal organizado, palavroso e repleto de orientações pedagógicas que são caducas e que não compete ao Estado ditar".

Ao intervir na sessão de encerramento da apresentação dos resultados de mais um ano de trabalho do Projeto Fénix, pela Universidade Católica do Porto e pelo Agrupamento de Escolas de Beiriz, Nuno Crato afirmou: "Neste momento, temos três documentos orientadores do currículo, que são as chamadas competências essenciais, contra a qual eu tenho bramado e continuo a bramar".


Para o ministro, este é "um documento inútil, mal organizado, palavroso e repleto de orientações pedagógicas que são caducas e que não compete ao Estado ditar".»

Dexter

Vai recomeçar - desde o 1.º episódio da primeira série - a série Dexter, no canal Fox.
Acho que é pela noite dentro, mas pode-se sempre recorrer à gravação, que é o que vou fazer.

Para quem não conhece, digo-vos que é a oportunidade de, numa história, ficarem a torcer pelo assassino.
E que assassino!

11 de julho de 2011

Por Aveiro,

as últimas notícias são:

O Presidente da Câmara mostra-se no seu melhor e enxota quem se lhe opõe.
Se os vereadores têm de estar sempre de acordo com o patrão presidente, para que é que existem? Acabavam de vez com eles e poupava-se algum dinheiro!

E como se isto não bastasse, temos também a PSP a desobedecer ao Presidente da República: há um jovem agricultor, cheio de ideias e de vontade de trabalhar - nem deve ter pedido subsídio a ninguém - e vai daí, eles (PSP) vão a casa do jovem e destroem-lhe a cultura. Isto não se faz!

6 de julho de 2011

FP, essa malandragem que até goza férias!

A notícia é retumbante: Segurança Social de Vagos fechada, porque os funcionários (ora digam lá se não pensam logo numa multidão deles) estão de férias.

Depois, vai-se ler melhor a notícia num jornal local e afinal, como só lá trabalham duas pessoas, das quais uma já estava de férias, quando a outra adoeceu o estaminé teve de fechar...

Neste caso as pessoas têm Ílhavo mesmo ali ao lado, onde podem tratar de assuntos que sejam mesmo inadiáveis, mas estas notícias saem bem, afinal continuamos a querer arranjar bodes expiatórios para a crise do país e os FP são sempre os que estão mais à mão!

(sem deixar de referir que a segurança social deve ser dos serviços que pior funcionam e que devia levar uma varridela de cima a baixo...)

4 de julho de 2011

Rapidinha de segunda (xxiii)

O marido lê um artigo de uma revista à mulher sobre quantas palavras
usam as mulheres por dia:
- Sabias que as mulheres usam 30 000 palavras por dia enquanto os homens apenas usam 15000?
A mulher contesta:
- Isso deve-se ao facto de termos que repetir tudo o que dizemos aos homens...
O homem vira-se para a mulher e diz
- O quê?

3 de julho de 2011

Uma fotografia por domingo (182)



O meu passeio pedonal deste sábado foi por aqui...
Está tudo muito bonito e, desta vez, a Câmara Municipal de Ílhavo está de parabéns com (mais) esta obra.

27 de junho de 2011

Rapidinhas de segunda (xxii)

(Dedicada aos meus queridos amigos e amigas advogados/as)

Um chefão da Máfia descobriu que o seu contabilista tinha desviado 10 milhões de euros da caixa.
O contabilista era surdo-mudo. Por isto fora admitido, pois nada poderia ouvir e, em caso de um eventual processo, não poderia depor como testemunha.

Quando o chefão lhe foi dar um aperto sobre o paradeiro dos 10 milhões, levou com ele a sua advogada, que sabia linguagem gestual.
O chefão perguntou ao contabilista:
- Onde estão os 10 milhões que você roubou?
A advogada, usando a linguagem gestual, transmitiu a pergunta ao contabilista que logo respondeu, também em linguagem gestual:
- Eu não sei de que estão vocês a falar.

A advogada traduziu para o chefão:
- Ele disse não saber do que se trata.
O mafioso sacou uma pistola 45 e encostou-a na testa do contabilista, gritando:
- Pergunte-lhe de novo.
A advogada, sinalizando, disse ao infeliz:
- Ele vai matá-lo se você não disser onde está o dinheiro.

O contabilista sinalizou em resposta:
- Ok, vocês venceram! O dinheiro está numa mala de couro castanha, que está enterrada no quintal da casa de meu primo Giani, no n.º 40, da Rua 26, no bairro Santa Marta!

O mafioso perguntou à advogada:
- O que foi que ele disse?
A advogada respondeu:
- Ele disse que não tem medo de paneleiros e que você não é macho o bastante para puxar o gatilho...

26 de junho de 2011

Uma fotografia por domingo (181)



O fim de semana de "férias" já lá vai, agora é voltar ao trabalho, com uns escaldões de recordação...
Fui sempre muito cuidadosa na praia, mas esqueci-me de me proteger nas caminhadas para o restaurante. Por isso, tenho umas belas marcas dignas de um camionista!

PS:Já agora, quem adivinha que praia é esta?

20 de junho de 2011

Rapidinhas de segunda (xxi)

Sábado, como de costume, levantou-se cedo, vestiu-se silenciosamente, bebeu café e até foi dar um passeio com o cão.
Em seguida, foi até à garagem e engatou o barco de pesca no seu Jeep.
De repente, começou a chover torrencialmente.
Havia até neve misturada com a chuva, ventos a mais de 80 km/h.
Ligou o rádio e ouviu que o tempo iria ser de frio e chuva durante todo aquele dia.
Voltou imediatamente para casa.

Silenciosamente, despiu-se e deslizou para baixo dos cobertores.
Afagou as costas da sua mulher e disse-lhe baixinho:
- O tempo lá fora está terrível.
Ela, ainda meio adormecida, respondeu:
- Acreditas que o cabrão do meu homem foi pescar com este tempo ?

19 de junho de 2011

Uma fotografia por domingo (180)

Um verdejante arrozal, nas margens do Mondego, visto do alto do castelo de Montemor-o-Velho.

15 de junho de 2011

Profissão: professora

Os alunos tinham de escrever um texto sobre uma profissão que conhecessem bem.

A Rita escreveu assim:

«Anda de bata aos quadrados e às cores, e trabalha junto a uma mesa. Usa lápis, caneta e borracha.
As fichas são a sua especialidade. Também faz textos e fichas, ensina os meninos e ajuda a aprender.
Tira fotocópias para os alunos e ensina matemática, estudo do meio e língua portuguesa.
Escreve no quadro e ensina o a, e, i, o, u e o alfabeto todo.

Ajuda as crianças que têm dificuldades e ajuda os meninos e as meninas a ler.
Corrige testes, fichas, textos, contas, perguntas, lê histórias, livros e textos.
Manda trabalhos para casa, mostra coisas no computador e às vezes deixa-nos fazer outras actividades e deixa-nos dançar de vez em quando.
Todos gostam dela e do que ela faz.
É a minha professora e chama-se Margarida!»


Estou a pensar em apresentar este texto como a minha auto-avaliação.
Que acham?

13 de junho de 2011

Rapidinha de segunda (xx)

Um tipo que sofria de uma dor de cabeça crónica infernal foi ao médico que, depois dos exames da praxe, lhe disse:
- Meu caro, tenho uma boa e outra má notícia. A boa, é que posso curá-lo dessa dor de cabeça para sempre. A má notícia é que para fazer isso preciso castrá-lo!
Os seus testículos estão pressionando a espinha, e essa pressão provoca uma dor de cabeça infernal.
Para aliviar o sofrimento, preciso removê-los.

O tipo levou um choque, e caiu em depressão. Passou dias meditando.
Indagava se havia alguma coisa pela qual valesse a pena viver.

Não teve outra escolha a não ser submeter-se à vontade do bisturi.

Quando deixou o hospital, pela primeira vez, depois de 20 anos, não sentia dor de cabeça.

Enquanto caminhava pelas ruas notou que era um homem diferente, e que poderia ter um novo começo.
Avistou uma loja de roupas masculinas de classe e...
- É disto que eu preciso - disse para si mesmo.
- Quero um fato novo - pediu ao vendedor.

O vendedor, alfaiate de idade avançada, deu uma olhadela, e falou:
- Vejamos... é um 44 longo.
O tipo riu:
- É isso mesmo, como é que o senhor soube?
- Estou no ramo há mais de 60 anos - respondeu o alfaiate.

Experimentou o fato, que lhe caiu muito bem. Enquanto se admirava no espelho, o alfaiate perguntou:
- Que tal uma camisa nova?

Ele pensou por alguns instantes:
-Claro.
O alfaiate olhou e disse:
- 34 de manga, e 16 de pescoço.

E ele pasmado:
- Mas, é isso mesmo, como pôde adivinhar?
- Estou no ramo há mais de sessenta anos, disse.
Experimentou a camisa e ficou satisfeito.

Enquanto andava pela loja, o alfaiate sugeriu-lhe:
- Que tal uma cueca nova?
- Claro.

O alfaiate olhou seus quadris, e disse:
- Vejamos... Acho que é 36.
O homem soltou uma gargalhada.
- Desta vez, enganou-se. Uso o tamanho 34 desde os 18 anos de idade.

O alfaiate sacudiu a cabeça:
- Você não devia usar 34. O tamanho 34 pressiona-lhe os testículos contra a espinha e essa pressão vai provocar-lhe uma dor de cabeça infernal...

12 de junho de 2011

Uma fotografia por domingo (179)

Fotografei uma flor quase todos os dias (às vezes esquecia-me, humpf) e agora só me falta aprender a fazer um filme para fazer a sequência da sua evolução.
Enquanto não aprendo, deixo aqui duas fotos: a primeira e a última.
Engraçado, não é?



6 de junho de 2011

Rapidinha de segunda (xix)

Vai um velhote na auto-estrada quando a mulher lhe liga.
- Sim?
- Olha, querido, tem cuidado! Deu agora nas notícias que na
auto-estrada vai um carro em sentido contrário!
- Um? Eles são às dezenas!

5 de junho de 2011

Uma fotografia por domingo (178)

Mais uma flor para a coleção.
Eu adoro esta por dois motivos: por ser linda e porque se vai transformar num dos meus frutos preferidos...

1 de junho de 2011

Dia Mundial da Criança

E que dizer de uns pais que, por dois dias consecutivos, deixaram na escola o filho doente, com vómitos, dores de cabeça e febres altas (na hora em que o deixam está sem febre graças ao brufen)e que se mantêm incontactáveis até às 17:30?

30 de maio de 2011

Rapidinha de segunda (xviii)

Num escritório trabalhavam três raparigas e tinham uma chefe. A cada dia elas notavam que a chefe saía sempre mais cedo.
Um dia todas decidiram que, quando a chefe saísse, elas fariam o mesmo.
Afinal, depois de sair, a chefe nunca mais voltava, nem dizia mais nada, por isso estariam seguras. E porque é que também não poderiam ir para casa mais cedo?

A morena ficou absolutamente radiante por ir para casa mais cedo. Pôde tratar um pouco do jardim, passar algum tempo a brincar com o filho, e foi para a cama mais cedo.

A ruiva ficou também deliciada com esse tempinho extra. Aproveitou para uma curta aula no ginásio antes de se preparar para um encontro ao jantar.

A loura ficou contente por chegar a casa mais cedo e surpreender o marido, mas quando chegou ao quarto, ouviu vários sons abafados.
Abrindo a porta lenta e silenciosamente, ficou mortificada por ver o marido com a sua chefe em grande ação na cama!
Suavemente fechou de novo a porta e saiu da casa.

No dia seguinte, durante a pausa para café, a morena e a ruiva planeavam sair de novo mais cedo e perguntaram à loura se ela queria fazer o mesmo.

- Nem pensar! - foi a resposta - Quase que fui apanhada ontem!

26 de maio de 2011

Ser famoso,

é o que está a dar...
É ver os papás levarem os filhotes aos mais variados castings, não importa de quê, basta a esperança de virem a ver os seus rebentos ficarem famosos e aparecer na televisão.

Uma fama mais democrática e mais acessível, consegue-se no youtube ou no facebook.
Ainda na semana passada li a notícia de um jovem que morreu ao tirar uma foto radical para publicar no seu facebook (a parte boa é que o mundo ficou com menos um cromo).

As criaturas que participam no vídeo da sova à miúda de 13 anos, devem estar bem felizes: o filme passa montes de vezes por dia nas televisões, é tema de programas especiais e debates com psicólogos, psiquiatras, jornalistas, sociólogos...

Objetivo alcançado!

25 de maio de 2011

Não há coincidências?

Afinal até parece que há.
Ora observem e digam lá se não está bem apanhado!

23 de maio de 2011

Rapidinha de segunda (xvii)

No início, Deus criou a Terra e descansou.

Depois Deus criou o Homem e descansou.

Então Deus criou a Mulher.

Desde então, nem Deus nem o Homem descansam mais.

22 de maio de 2011

Uma fotografia por domingo (176)



Estamos na primavera, tomem lá mais flores.
As flores são simpáticas, estão quietinhas, deixam-se fotografar e ficam sempre lindas...

16 de maio de 2011

Rapidinha de segunda (xvi)

Vai um casal a passar por um poço dos desejos.
O homem atira uma moeda lá para baixo e pede um desejo.
A mulher, ao tentar atirar também uma moeda lá para baixo, debruça-se de mais,
perde o equilíbrio e cai ao poço!

Diz o homem:
- Ena, e não é que resulta mesmo?

15 de maio de 2011

Uma fotografia por domingo (175)

Mais uma bela flor, mas desta vez não digo o que é, fico à espera dos vossos palpites!

(se clicarem nela, podem vê-la bem maior, mas duvido que isso vos ajude, ihihih)

13 de maio de 2011

Rapidinha de segunda (xv)

No hospital, diz o médico:
- O senhor é o dador de sangue?
- Não, eu sou o da dor de cabeça!

9 de maio de 2011

Rapidinha de segunda (xiv)

A Lurdes era muito religiosa e cumpria os mandamentos de Deus.
Casou-se e teve 11 filhos. Depois o marido morreu.
Passado pouco tempo, voltou a casar. Teve mais 10 filhos. Depois o segundo marido morre.

Cinco semanas mais tarde, a Lurdes morre.

No funeral, o padre, olhando a defunta no caixão, comenta:

"Ahh.. finalmente juntos".

Uma velhota que se encontrava perto perguntou:
"Desculpe padre.. mas quando diz finalmente juntos, refere-se à defunta e o seu primeiro marido, ou à defunta e o seu segundo marido?"

"Refiro-me aos joelhos da Lurdes..."