18 de novembro de 2011

Adenda ao post anterior...

Acerca do vídeo da Sábado, li os comentários e já li também numa página do facebook as explicações de um dos visados na reportagem.
Acontece que esse rapaz até foi um dos que não merecia figurar em tal lista, pois não saber quem pintou o teto da Capela Sistina (e ele até sabia!), não tem importância nenhuma...
Conta ele também que fizeram 10 perguntas a cada pessoa e só publicitaram as respostas erradas. Isso também não me admira nada, pois o pessoal daquela revista é bem sacaninha - basta ler alguns editoriais assinados "o diretor" para vermos que adoram fugir para a rasquice.

Mas...
Não se admite não saberem respostas a perguntas básicas ("Os Maias" estudam-se no liceu, acho eu!).
E o que mais me chocou foi dizerem "não é comigo" cada vez que não sabiam responder.

Houve um comentário (do Reis) sobre a culpa do ensino e é verdade: disciplinas estanques, em que nada tem a ver com nada não é um bom caminho. Mas parece que a "especialização" veio para ficar. As pessoas sabem imenso de um assunto, mas depois não sabem mais nada de nada!

2 comentários:

pé-de-cereja disse...

Fizeste muito bem com esta adenda, concordo inteiramente. Aquele artigo foi desonesto de base, quiseram demonstrar uma coisa e fizeram-no sem olhar a meios (afinal se parte dos nossos jornalistas fossem submetidos a um inquérito daqueles nas mesmas condições dariam respostas semelhantes...) É quase como fazer um programa de «apanhados» e pô-lo no ar sem pedir licença aos intervenientes.
....o que não quer dizer que a cultura geral não seja uma lástima em parte da nova geração.
Por vezes tenho a sensação de que temos de reformular o conceito de cultura geral. O certo é que a nova geração sabe coisas de que nunca ouvi falar, e ignora alguns conhecimentos básicos da minha geração.

pé-de-cereja disse...

Ainda outra coisa, que é grave:
O vídeo que todos nós vimos - com as caras dos inquiridos - anda a passar em cadeia pelos nossos mails. A explicação de como aquilo foi obtido não vai ter a mesma divulgação. Algumas daquelas pessoas vão sentir a vergonha durante anos!
É justo?...
(também me faz impressão a 'desculpa' do não-é-a-minha-área ou seja a tal ideia de cultura geral que vai ao ar; e ainda por cima é mesmo só uma desculpa porque a malta jovem não sendo todos informáticos até sabem imenso de informática, assim como de música e bandas, ou de desporto, ou seja áreas que os mais velhos dominam muito mal)