31 de julho de 2013

Os pilares da Terra

Os Pilares da Terra
e a sua continuação, "Um mundo sem fim", li-os todos de enfiada...

Ao todo são quatro volumes e mais de 2000 páginas que souberam a pouco.
A Idade Média, no seu melhor.

Ambas as sagas retratam a vida em Kingsbridge - no século XII (Pilares da Terra) e depois no século XIV (Mundo sem fim), - sob a perspetiva de dois pedreiros (Tom e Jack) e no Mundo sem fim um arquiteto, Merthin Builder e a sua apaixonada Caris Whoole. As personagens deste são descendentes do anterior e há referência a elas, pelo que, a lerem, devem ler por esta ordem.

"Os pilares da Terra" escaparam-me na série televisiva, mas o "mundo sem fim" já não me escapou.
De qualquer maneira, confirmei aquilo que já sabia: o livro é sempre muito melhor!

3 comentários:

cereja disse...

Tens tanta razão, saltapocinhas!..... Há excepções, mas não são muitas, o que só mostra que a nossa imaginação é melhor do que a dos realizadores :)
Por acaso não vi as séries nem li os livros o que é uma bela oportunidade para as férias. Pelo que dizes é uma bela leitura de férias.
Um abraço.

aflores disse...

GOSTEI das séries, não li os livros.
Mas admito que já aconteceu em alguns casos, gostar mais do livro do que o filme.

Tudo de bom.

Excelentes leituras.

mlu disse...

Não vi as séries e também não li a obra. Agora fiquei curiosa, vou procurá-la(melhor, pedir que ma procurem) e tentar lê-la nas 3 semanas de pé coxinho que me faltam, na melhor das hipóteses!
Bom fim de semana.

Um abraço.