Limpar Portugal

Foi hoje, mas, a julgar pelas notícias que tenho ouvido, parece que não resultou e continua tudo na mesma... assaltos, corrupção, violência... o costume.

(ai não era essa a limpeza?)

A outra, a das lixeiras, também não me convence:
Quem limpou hoje não o vai fazer sempre.
Por outro lado, quem sujou será persistente e continuará a sujar.
Não são medidas de um dia que resolverão seja o que for.
São as de todos os dias. E nessas, eu participo 365 dias por ano, quer a manter limpo tudo o que posso, quer a tentar mudar mentalidades.

Gostava que tivessem feito um pequeno inquérito ao pessoal que lá andava, à chuva, a limpar o que outros sujam: gostava de saber quantos beneficiários do rendimento de inserção participaram nas limpezas.

Comentários

Emiele disse…
Bem visto! O pessoal do RSI (alguns) pelo contrário ajudam a sujar ainda mais.
Eu só não concordo inteiramente contigo porque apesar de tudo pode haver algumas percentagem de quem tenha visto e passe a ter vergonha a tratar o lixo de outro modo.
Uma das coisas que me deixa furiosa é ver junto dos ecopontos, sacos e sacos atirados para ali, como se não houvesse espaço dentro dos contentores e a gente chega lá e vê que o contentor está quase vazio! Dão-se ao trabalho de separar o lixo, mas custa-lhes muito metê-lo no sítio!
ameixa seca disse…
Não participei porque, tal como tu e se fossem todos como nós, Portugal estava limpo! Mas olha que não recebo rendimento social de inserção he he
mlu disse…
A 1ª limpeza referida é que dava jeito!!! Se calhar, até ajudava à outra! Sempre andamos muito precisados de uma "limpeza geral"!

Um abraço.
Leci Irene disse…
É isto que me agrada nos educadores: a força da palavra que mais hora menos hora transforma-se em ação!
Vai escrevendo,falando... "Num" canse não!
beijos
Bea disse…
eu também!!!
maria mar disse…
Gente do RSI quase aposto que não estava ninguém, qu'esses sabem-na toda! tá quieto! coçam é a barriga nos balcões das tascas...
Também serviu para visibilidade politica de alguns...vais ver!...

Quanto ao teu 1º parágrafo, nem com vassouras de aço isto lá vai!...
Isadora disse…
Infelizmente, as coisas aqui no meu Rio de Janeiro não estão melhores!!!
Espero que tudo melhore por aí.
Um grande beijo,
Isadora

Mensagens populares deste blogue

O vagalume e o sapo

O respeito

Fábula moderna