25 de outubro de 2010

Não tem dinheiro nem para mandar cantar um cego? Vá às compras!

Não se entende esta nova medida, a dos hipermercados abertos até às tantas, agora também aos domingos.
Só se entende se acreditarmos que, afinal, quem manda neste país são pessoas como Belmiro de Azevedo ou Jerónimo Martins.
Infelizmente parece que é mesmo assim.

Nem vou falar dos direitos dos trabalhadores, que veem assim a única tarde certa de descanso que tinham, a desaparecer.
(ou alguém acredita na treta de se tratar de conseguir mais uns quantos empregos?)

Vou falar apenas dos "outros", dos compradores.
Afinal que raio de crise é esta?
Se não há dinheiro para gastar, de que servem as lojas abertas?

6 comentários:

Anónimo disse...

Oh Saltapocinhas, então, e os trabalhadores que trabalham nos outros supermercados que abrem ao Domingo? E nas lojas dos shoppings? E nos cinemas? Sâo menos que os dos hiper? E os médicos, enfermeiros, pessoal auxiliar nos hospitais? E os bombeiros, polícias, etc? E os que dos call-center que nos atendem aos domingos quando temos um stress com alguma coisa?
Sinceramente, não vejo mal nenhum em trabalhar ao domingo! Eu tb já o fiz e não morri. Descansava noutro dia. Afinal, os dias são todos iguais: a diferença está nas nossas cabeças.

Jinhos
Formiguinha

mlu disse...

Pois é! Parece(?) que o grande capital continua a ditar as leis! De que servirão as campanhas para ensinar a poupar, como a que está a passar agora no canal 2? «Anda tudo a fazer pouco... da gente!» (Ivone Silva)

aflores disse...

Tu estás a ver mal as coisas...espera aí não te enerves.
Vê as coisas pelo lado positivo...há os que trabalham aos sábados, domingos e feriados (TU não trabalhas);

Há aqueles que trabalham de noite, há aqueles que trabalham TODOS os dias (gozando depois as folgas).

Depois, os que trabalham nos shoppings ou hiper ou grandes superfícies, estão lá porque querem, porque precisam...ninguém os obriga... e ficava aqui com um grande discurso com pano, ou melhor, carrinho para muitas compras.

Agora...porque existem tantos Shoppings, porque anda lá tanta gente e se dão ou não lucro, ISSO é outra coisa, ou melhor, são outros 500.

E mais uma coisinha...se as grandes superfícies (e os chineses) estão AUTORIZADAS a abrir até à meia-noite, porque não deixam o pequeno comércio da cidade abrir também?

Se "algo" (para não dizer outra coisa) existe, é porque alguém procura:)

E BIBA o Sol;):)

Tudo de bom.

Angel disse...

Concordo ctg, Saltapocinhas! Já estavam abertos aos domingos até ás 13h e acho q chegava mt bem.. Ir aos hipers ao fds já era uma stress, então imagino agora as tardes de domingo de mt gente vai ser andar ou às compras ou a passear nos hipers.. E era assim tão urgente o Continente e o Jumbo estarem abertos? Há mts supermercados abertos ao domingo à tarde, nomeadamente o Minipreço, o Pingo Doce, o Paradi, ... Aliás o Minipreço continua a ser uma óptima escolha e ñ fica nada atrás de qq um dos outros c mais nome! Somos o país c mais centros comerciais per capita e pra quê?? Cada vez mais endividados, mas ñ faz mal, há q mostrar q somos capazes de ter grandes superfícies comerciais! Enfim...
P.S. - tb já trabalhei aos domingos e ñ morri, mas acho q a questão vai mais além...

Leci Irene disse...

Ora pois... é uma bela pergunta - onde está a crise, se somos convidados a gastar o que não temos com tanta casa comercial aberta aos sábados e aos domingos???
Ora pois... não acredito nop que escreveo o sr anônimo - os dias são todos iguais...
é? ora pois... imagina toda a familia atrabalhar, cada um descansando em um dia da semana, de acordo com a tabela de sua empresa, qdo vão se encontrar???????????
N

ameixa seca disse...

Nunca gostei de ir às compras ao Domingo e não vou. É como se aquilo parecesso o fim do mundo, ninguém se mexe!