29 de dezembro de 2011

Olha se não fossem católicos!

A TVI (sabem, aquela televisão que se intitula "católica" e que tem missa aos domingos), anda a transmitir um programa com umas cenas pouco católicas.
Puseram uns e umas ignorantes fechados dentro de uma casa, gentinha (?) sem nada de útil para fazer, e o "inesperado" aconteceu...

Agora andam os telespetadores "indignados" a fazer queixinhas à ERC e a outros que tais.

E é isso que eu acho estranho: se se queixam é porque veem, não é?
E como é que as pessoas veem um programa que as escandaliza tanto?

28 de dezembro de 2011

Os profetas


Li este livro de um fôlego (pronto, em dois...).
Não é nada o género de literatura que me tinha habituado a ler, da Alice Vieira, mas achei bem interessante.

Ah, e tem uma mais valia: um autógrafo da autora!

22 de dezembro de 2011

19 de dezembro de 2011

Rapidinha de segunda (xxxix)

Miquelina, a religiosa

Miquelina conduzia rua abaixo, suando porque tinha uma reunião importante e não conseguia encontrar um lugar para estacionar...
Olhando para o céu disse:

- "Meu Deus, tem pena de mim. Se me arranjares um lugar para estacionar passarei a ir à missa todos os domingos até ao fim dos meus dias e não farei mais sexo nem beberei álcool."
Como que por milagre, aparece um lugar para estacionar.

Ela olha então para o céu e diz:
- "Esquece o que eu disse! Já encontrei um!"

15 de dezembro de 2011

Taxas moderadoras

Pode haver por aí quem me queira "bater", mas eu sou a favor das taxas moderadoras.
Todos os serviços devem ser pagos... acho eu.
(e desde que salvaguardem quem não pode mesmo pagar)

Depois, se a pessoa ficar internada 1 dia, ou 1 mês, ou 1 ano, é que não deve ter mais nada a pagar. A partir daí, a saúde deve ser gratuita e um direito de todos, ricos ou pobres (num mundo ideal, os ricos devem ter descontado muito mais que os pobres, a diferenciação de pagamentos deve ter sido feita aí).

12 de dezembro de 2011

Rapidinha de segunda (xxxviii)

A mulher acorda o marido no meio da noite e diz, emocionada:
 "Querido, sonhei que você estava me dando um colar de brilhantes! O que será que esse sonho quer dizer?

E ele responde: "Você vai saber no dia do seu aniversário meu amor..."

O aniversário chega, o marido entra em casa com uma caixa retangular, maravilhosamente decorada.

A mulher se agarra ao pacote quase chorando de emoção, rasga o papel,abre a caixa e dentro encontra: 


11 de dezembro de 2011

Uma fotografia por domingo (180)


Belmonte (castelo).
Uma bela terra e, para quem não sabe, a terra natal de Pedro Álvares Cabral.

9 de dezembro de 2011

Roubalheira descarada

Há muito por onde escolher, mas a maior roubalheira que atribuo a este governo são as portagens nas "scut", principalmente as da via do Infante e a do IP5.
No Algarve, a via do infante não é uma auto-estrada, é apenas uma estrada com um muro no meio.
A alternativa é uma estrada nacional congestionadíssima, onde é uma aventura conduzir e chegar ao fim da viagem são e salvo.

Já o IP5 (chamo-lhe assim porque foi mesmo construída como um IP e não uma auto-estrada), dado o elevado número de acidentes que nela se registavam (no tempo em que isso era levado em consideração), resolveram transformá-lo numa auto-estrada. Construíram a auto-estrada por cima da anterior, eliminando assim a única alternativa que havia.

Como se tudo isto não bastasse, as portagens são escandalosamente caras (ouvi dizer que eram até as mais caras da europa).
Tão caras que deverão levar à falencia muitas pequenas empresas e empobrecer ainda mais o país.

Com tantas medidas destas, não vamos morrer da doença, porque morreremos antes da cura.

5 de dezembro de 2011

Rapidinha de segunda (xxxvii

Modernices...


Uma avó está a morrer e manda chamar o neto.


"Meu querido, vou morrer em breve mas quero que saibas que te deixo a quinta, os tratores e debulhadoras, os cavalos, as vacas, as cabras e mais animais, o estábulo e todas as plantações, além de 29.880.00€.
Trata tudo com cuidado".


"Ena avó! Eu nem sabia que tinhas uma quinta! Onde fica?" - pergunta o neto.


A avó dá um último suspiro e antes de morrer responde :
"No facebook!"