29 de maio de 2013

O homem que mordeu o cão?

Não... a professora que mordeu o aluno!

Não vou de maneira nenhuma defender a professora (nem ninguém, não tenho conhecimento do que se terá passado), mas o papá do menino em causa é que não é defensável de maneira nenhuma: queixa à GNR?

Não bastava uma queixa à direção da escola?

Era preciso meter a GNR e o circo todo de jornais e televisões?

Numa altura em que há pessoas capazes de vender a mãe para aparecerem na televisão, estes casos dão-me que pensar.

Mas, o que eu gostaria mesmo, mesmo, era de ter notícias desta criança daqui a uns 10 anos...


3 comentários:

Alberto disse...

Muito bom!

Anónimo disse...

às vezes até apetece mais que morder :) :) :)

Daqui por dez anos cá estaremos para ver ;)

Tudo de bom.

mlu disse...

É! Com "o circo a arder" ficam famosos, acham eles! Porque será que eu desconfio sempre do cuidado que, crianças filhas de pais assim, têm em casa?

Um abraço.

Uma fotografia por domingo (385)

Oceanário de Lisboa