13 de setembro de 2016

Freud explica?

Depois da bela chuvada da noite, a estrada estava toda enlameada, por isso não se notava muito bem onde terminava a estrada e começava a ria...
O meu marido, apesar dos meus avisos, entrou pelo lado errado e... zás: carro na ria.
Ficou virado de lado e não dava para sairmos, já que as portas da esquerda estavam debaixo de água e as da direita por cima das nossas cabeças.
Entretanto, juntou-se uma multidão à volta do carro, a observar e a comentar.

Felizmente, o despertador tocou nessa altura!
Ufa!
Será que o facto de ir ter hoje uma reunião de pais (e ainda por cima "novos") explica isto?

2 comentários:

cereja disse...

Raio de pesadelo!!! ... e bem contado, apesar de se ver logo não se ter passado contigo ou agora, nunca se contaria com este sangue frio :))
Boa reunião!!

AFlores disse...

Quanto li este post ainda estava de férias... mas mesmo assim não deixei de me assustar. Tem cuidado com estes pesadelos... é que sou cardíaco. ;) :)

Tudo de bom!