6 de julho de 2010

Matilde Rosa Araújo



Não há professor neste país que não esteja em dívida para com esta senhora.
Que descanse em paz.

Biografia (daqui):

Matilde Rosa Araújo nasceu em Lisboa em 1921. Licenciou-se em Filologia Românica pela Faculdade de Letra da Universidade Clássica de Lisboa. Foi professora do Ensino Técnico Profissional em Lisboa e noutras cidades do País, assim como professora do primeiro Curso de Literatura para a Infância, que teve lugar na Escola do Magistério Primário de Lisboa.
Como professora do Ensino Técnico Profissional, efectivou na cidade do Porto. Autora de livros de contos e poesia para o mundo adulto e de mais de duas dezenas de livros de contos e poesia para crianças, tem-se dedicado, ao longo da sua vida, aos problemas da criança e à defesa dos seus direitos. São de sua autoria alguns volumes sobre a importância da infância na criação literária para adultos e sobre a importância da Literatura Infanto-Juvenil na formação da criança e na educação do sentimento poético como raiz pedagógica de valia.
Recebeu os seguintes prémios no domínio de Literatura para a Infância: Grande Prémio de Literatura para Criança da Fundação Calouste Gulbenkian ex-aequo com Ricardo Alberty, em 1980;
Prémio atribuído pela primeira vez, para o melhor livro estrangeiro (novela O Palhaço Verde), pela associação Paulista de Críticos de Arte de São Paulo, Brasil, em 1991;
Prémio para o melhor livro para a Infância publicado no biénio 1994-1995, pelo livro de poemas Fadas Verdes, atribuído pela Fundação Calouste Gulbenkian, em 1996.

Obras:
"O Livro da Tila"
"O Palhaço Verde"
"História de um Rapaz"
"O Cantar da Tila"
"O Reino das Sete Pontas"
"Os Quatro Irmãos"
"História de uma Flor"
"Os Direitos da Criança"
"O Gato Dourado"
"As Botas de Meu Pai"
"Camões, Poeta Mancebo e Pobre"
"Joana-Ana"
"A Escola do Rio Verde"
"O Cavaleiro Sem Espada"
"A Velha do Bosque"
"A Guitarra da Boneca"
"As Crianças, Todas as Crianças"
"A Infância Lembrada"
"A Estrada Fascinante"
"Mistérios"
"Rosalina Foi à Feira"
"O Chão e a Estrela"
"As Fadas Verdes"
"A Fonte do Real"
"Antologia Diferente – De que São Feitos os Sonhos"
"A menina do pinhal"
"Histórias e Canções em Quatro Estações – Primavera"
"O Passarinho de Maio"
"O Chão e a Estrela"
"A Estrada Fascinante"

6 comentários:

Há.dias.assim disse...

Como é vasta a sua obra.
Perde-se uma grande personagem.
Bonita homenagem!

mlu disse...

Verdade, Saltapocinhas, todos os professores têm uma dívida para com Matilde R. A.!Os seus livros para crianças ajudaram muitas a gostarem de ler e, por isso, a aprenderem mais na Língua P. e, consequentemente, noutras áreas.
É merecida a homenagem que lhe prestas!

Abraço.

Shakti disse...

É verdade...

Que descanse em paz !

R. disse...

Bem me lembro de ver o seu nome amiúde ao longo do livro de Português na escola primária.

Será recordada por todos com carinho. Tenho a certeza que gostará disso. :)

R.

xunandinha disse...

Linda e sentida e também merecida esta homenagem!
Estamos a perder grandes mulheres.
Que descanse em paz.
Beijinhos

xunandinha disse...

Quanto à nossa reunião a drel recuou Por um ano SUSPENDEU a decisão que tinha tomado, VENCEMOS UMA BATALHA mas NÃO UMA GUERRA,vamos continuar a mexer e a lembrar que os pais estão unidos com o pessoal docente não docente e com a escola.Beijinhos