10 de fevereiro de 2011

Morrer só

Morrer sozinho não deveria ser preocupante: afinal, se uma pessoa vive sozinha e é acometida de mal súbito, só pode morrer sozinha.
E é preferível morrer sozinho do que demasiado acompanhado, todo cheio de tubos, num hospital - é esta a minha opinião...

Agora o que já não é normal é morrer e isso só ser descoberto 9 (nove!!) anos depois!
Há um conjunto de falhas que devem ser investigadas e devem também ser castigadas as pessoas que falharam:
como é possível que a GNR nunca tivesse arrombado a porta?
como é possível a Segurança Social não se aperceber de que os vales não estavam a ser levantados?
como é que uma pessoa é punida por dívidas sem nunca ter recebido uma carta registada?
como é que as Finanças vendem uma casa em hasta pública sem nunca lá terem entrado?

Enfim, as televisões estão a aproveitar o acontecido para falarem até à exaustão dos velhinhos que vivem sozinhos... Nem sequer levam em consideração que muitas pessoas preferem viver sozinhas, a viverem "acompanhadas" em lares de idosos.

4 comentários:

Soledade disse...

Concordo plenamente com cada uma das palavras que escreveste!Nada posso acrescentar, porque disseste tudo o que tenho pensado sobre este assunto!
Continua a escrever,SEMPRE, porque o fazes muuuiiiito bem!
Bjito

mfc disse...

Estas falsa piedades televisivas irritam-me.

polittikus disse...

Rodeados de gente e tão sozinhos ao mesmo tempo. O que me mete nojo, para além da incapacidade das autoridades, são os sobrinhos que só apareceram agora para receber a parte dos 30.000 € do leilão da casa...

mlu disse...

Esta sociedade e a atenção aos outros estão cada vez piores! Comodismo e egoismo no seu melhor!
O que espanta é que um primo tenha tentado 13 vezes (em tribunal) saber o que se passava e que ninguém lhe desse ouvidos!
Alguém vai ser responsabilizado, ou nem por isso?!

Bom fim de semana!