17 de fevereiro de 2011

Um serão do século passado


Foi o que tive ontem quando fiquei sem energia elétrica, a partir das 21 horas (e até às 6 da manhã!).

Sem energia, ficamos como que atabalhoados e não nos ocorre nada que seja viável.

A mim, sem televisão nem computador, ocorreu-me fazer um bolo ou uns biscoitos...
Embora a batedeira seja elétrica, posso bem dispensá-la, mas, e o forno?
Todas as alternativas foram sendo abandonadas, uma a uma.

Restou a lareira e a conversa, mas, apesar disso, o serão resultou grande demais, quando comparado com os "normais" em que o tempo voa.

5 comentários:

Angel disse...

Estava c receio q acontecesse o mesmo aqui e preparei a bateria do meu pc portátil, mas ñ foi necessário.. É bem verdade: c (quase) tudo eléctrico em casa, restam-nos pouquíssimas alternativas p passar o serão... Uma delas é ler um livro à luz das velas :)

mlu disse...

Pois!... Conversar à lareira é uma boa forma de passar um serão que, doutra maneira, não aconteceria! O pior é que já não estamos "formatados" para isso!

Bom fim de semana, sem falhas de energia!

mfc disse...

E não é o máximo essa conversa à lareira?!

polittikus disse...

Tiviste um serão romântico.
Ps- Por essas e por outras é que cá em casa o fogão é a gás e mais nada...

maria mar disse...

Por cá a coisa aguentou-se bem, sem falhas de maior! LOL
Se não, teria que me pôr a ler o meu livro de cabeceira à luz da vela, que esses são fiéis amigos para as noites de intempérie.
Adoro estar na cama a ouvir chover.
Bom fim-de-semana.
Bjoca