5 de novembro de 2004

Carta à Máxima

Hoje não ia escrever aqui, pois resolvi fazer o que já ando para fazer há bastante tempo: escrever uma carta à revista Máxima, revista que aprecio quase na totalidade e da qual sou leitora assídua.
Depois da carta pronta, resolvi que não era má ideia colocá-la aqui. Afinal ela exprime a minha opinião acerca dum assunto.
E quem sabe até incentive outras pessoas a escrever também!
Se houver muitas opiniões interessantes, eu depois também as envio para lá. Podemos não as fazer mudar de ideias, mas pelo menos não vai ser por falta de informação!


«Parabéns por mais um aniversário da Máxima, revista que leio desde o n.º 1. Leio-a há 16 anos, exactamente!
E nestes anos muitas coisas mudaram, a maioria para melhor, outras, infelizmente para pior...
Também aqui a Máxima não foge à regra: continua interessantíssima de se ler,com óptimos artigos e excelentes colunistas, mas continua também com um grande senão: apesar da evolução dos tempos e das mentalidades, a Máxima continua a dar o seu apoio e a incentivar a compra de artigos de pele.
Já li pelo menos duas cartas de leitoras que se insurgiram contra isso e a vossa resposta foi mais ou menos " as pessoas gostam e compram, por isso temos de lhes mostrar..."
Ora aqui eu acho que se substimam: as revistas (a imprensa de uma maneira geral) condicionam e muito o "gosto" das pessoas. Se vocês, se todas as revistas, deixassem de publicitar os artigos de pele, não acham que seria uma boa ajuda no combate a esse flagelo que é a tortura e a matança de animais para lhes tirar a pele? E só para satisfazer a vaidade de meia dúzia de pessoas, pois o tempo das cavernas já acabou há muito, e felizmente, hoje em dia não dependemos da caça para nos vestirmos!
E que tal se a Máxima, como revista de vanguarda que sempre foi, tomasse a iniciativa?
Pensem nisso!
Até poderia ser que perdessem algumas leitoras, mas ganhariam muitas mais...
Para saberem exactamente do que estou a falar quando falo em tortura de animais, consultem o site www.Animal.org.pt
Talvez se faça luz nalgumas consciências!

12 comentários:

Santo Patolas disse...

Concordo plenamente contigo, é uma parvoíce a revista dizer que há pessoas que compram, por isso têm que mostrar. Não haverá mais pessoas que não desejam ver isso do que aquelas que usam as peles? Certamente que são mais, mas a revista não repara nisso.
Devia de haver uma lei que proibisse o uso de peles, e então aí sim veriamos essa gente que tem a mania que são alguem a vestir-se de uma maneira decente sem sacrificarem-se animais para satisfazer os caprichos dessas "madames". Boa carta a tua.

Maria Papoila disse...

Concordo contigo. Mas esse tipo de revista é mesmo para esse tipo de gente, por isso eu não compro. Se é moda mata-se, mesmo que seja errado, e que estejam a contribuir para a extinção de muitas espécies. É o mesmo tipo de justificação dada para as Touradas. Em nome de uma tradição absurda em pleno século XXI... bjs

inconformada disse...

Linda !
Se em vez de andarmos todos a reclamar pelos cantos nos "atrevêssemos" a fazê-lo a quem de direito... muita coisa melhoraria :-)
Beijo

afigaro disse...

Oi! Cheguei cá, através da "Internet Explorer". Através do Mozzila, nada. Vê o que se passa!Bom Domingo...

SaltaPocinhas disse...

@@ AFIGARO: Não conheço esse "Mozzila" de lado nenhum, deve ser por isso que ele não te deixa entrar! Tu falas-me em chinês... Eu entro a clicar no "comment" e não sei mais nada dito!!

Barão da Tróia disse...

Que tal arrancar o pelo à malta da direcção é da redecção da Máxima e fazer uns abafos.

Anónimo disse...

Espectro #999 diz de sua justiça...

Se ele há consciências que até a elas próprias se ferem quanto mais em relação a animais. Saltapocinhas, é de louvar esta tua atitude, e tens de ir ainda mais longe, pelo menos tenta. Insistência gera mais insistência que por sua vez poderá levar a alguma coisa prática e útil para o bem desses pobres animais, que o único pecado que cometeram, foi o de terem nascido ao nosso lado. Espero ansioso mais um coment teu à minha arte, já lá constam mais dois #Asc's [...] 'Pintura de um Guerreiro' e 'Sintra Medieval'. Beijos.

sonia disse...

Grande Salta pocinhas. Como bióloga e principalmente amante dos animais, acho a tua iniciativa fantástica.
beijinhos

Anónimo disse...

Achei a tua ideia fabulosa... tens toda a razão. Pobres animais... beijos. Elsa (http://delirios2004.blogs.sapo.pt)

lique disse...

Concordo completamente contigo. Embora só leia a Máxima de vez em quando também a considero, dentro do género, uma boa revista. E podia perfeitamente tomar esse tipo de atitude que, de certeza, não lhe tiraria leitores, pelo contrário. Beijinhos

Anónimo disse...

A Formiguinha aplaude de pé esta carta! Estás coberta de razão. A imprensa é um excelente meio para mudar mentalidades. Olha, mudei de casa. Agora estou em http://formiguinha.blog.simplesnet.pt Bjos****

jorgebond disse...

É na verdade triste e até criminoso que se ande a matar animais só para lhes tirar a pele. Mas creio que podemos sem consternação, aproveitar a pele dos milhares de animais, que são abatidos para a alimentação humana, afinal era uma pena queimar essas mesmas peles não acham? Atenção, nunca fui caçador, nem promovo qualquer tipo de matança só para brio pessoal!!
Beijokas