29 de outubro de 2007

Faltas... de juízo!

«o abandono escolar em Portugal surge no decurso do “cansaço escolar” das “pessoas que se fartam de reprovar e reprovar”.

Defende, por isso, e porque “o melhor lugar para um jovem estar é a escola”, que os alunos não reprovem, de modo a que não se sintam excluídos e tentados a desistir.»

Estas sábias palavras provêm da cabecinha pensadora da senhora directora regional de educação do norte.
Ora eu aprendi, desde pequenina, que a responsabilidade é um grande e imprescindível princípio.
Então neste regabofe de "vais às aulas só quando quiseres", a responsabilidade, o saber cumprir regras (horários e calendários) fica onde?
Quando os actuais meninos abrangidos por estas leis de doidos chegarem a adultos irão arranjar assim uns patrões compreensivos que os deixam trabalhar só quando lhes apetece???

10 comentários:

josé palmeiro disse...

Mas, essa "mocinha" da educação do norte é mesmo um "cromo".
Até quando a temos que aturar, mais a sinistra, desculpa, ministra, p valter e os outros, com o filósofo, a comandar o grupo?

ticopei disse...

Ora nem mais. É por isso que num dos centros de formação onde dou aulas gosto muito de ver os meninos/as às 9:00, 13:00, 14:00 e 17:00 (horas de netrada e saida das aulas)a picar cartão, para que se habituem que há que zelar pela pontualidade e assiduidade. Nem mais, e resulta. A taxa de faltas é baixissima e a pontualidade é outra que tal!

Hindy disse...

Isto contado ninguém acredita... nem tenho palavras para comentar...

beijinho hindyado

Formiguinha disse...

Esta senhora directora devia era ter juizo!!! e ir para casa.

Bêjos

Para sempre, Maria disse...

Tens toda a razão. Toda.
beijo

Angel disse...

Mais uma vez, os alunos têm os direitos todos e os profs perdem os poucos q têm... E cm ficam os meninos bem-comportados, responsáveis e empenhados ao ver q os colegas q se marimbam p a escola têm a mm recompensa??? Acho terrivelmente injusto!

José António disse...

angel, basicamente os professores tem o direito de dar o corpo ao manifesto as horas diárias que os senhores do poder económico quiserem. A Ministra, que os professores acham insuportável, limita-se a servir o modelo económico. A Escola a tempo inteiro é um disparate, uma violência, mas serve plenamente. Repara: que faria uma empregada de uma qualquer grande superfície aos seus filhos? Estás a ver Belmiro de Azevedo a investir em creches e escolas? Hummm!

gaia disse...

avisem-me quando descobrirem um asim que eu também quero!!!!

;)

sU_ disse...

Reprovar desanima sim, mas na maioria dos casos é justa a reprovaçao, afinal uma pessoa q se esteja a baldar para a escola ta a espera d q? Mas daí por reprovar desanimar, dar soluçoes destas, sim ui vai resolver muito.
Facilitar a vida de jovens q ja n kerem nada com nada, n vejo aí mt futuro...
Acho bem incutir nos jovens senso de responsabilidade e q a vida n se baseia só no lazer, sendo eu uma jovem tambem, mas n tao jovem tento incutir isso em mim mesma agr, e penso q é oq era certo.

sU_ disse...

Reprovar desanima sim, mas na maioria dos casos é justa a reprovaçao, afinal uma pessoa q se esteja a baldar para a escola ta a espera d q? Mas daí por reprovar desanimar, dar soluçoes destas, sim ui vai resolver muito.
Facilitar a vida de jovens q ja n kerem nada com nada, n vejo aí mt futuro...
Acho bem incutir nos jovens senso de responsabilidade e q a vida n se baseia só no lazer, sendo eu uma jovem tambem, mas n tao jovem tento incutir isso em mim mesma agr, e penso q é oq era certo.