24 de junho de 2010

Macário Correia, aquele senhor dos cigarros e dos cinzeiros,

andou mal, mesmo muito mal.
O que ele fez (vir para os jornais chamar malandros aos funcionários da Câmara Municipal de Faro da qual é presidente) só atesta a sua incompetência.

A ser verdade que há funcionários que passam as horas - que deviam ser de trabalho - nos cafés, devia tomar medidas para que isso não acontecesse. Essa é a sua função como presidente.
Isso não se resolve vindo relatar o caso para os jornais, enxovalhando assim uma classe inteira.

Mas, quem cospe para o ar...

4 comentários:

mlu disse...

Até pode não ser a sua função, enquanto presidente, mas... e os chefes ou outros responsáveis de departamentos e serviços, "cadê eles? Denunciar assim para fazer cumprir revela falta de capacidade de liderança!

Abraço

afigaro disse...

Hum!...o homem não gosta mesmo de cigarros. Assim os chicos espertos, lá com o seu populismo vão ganhando o mundo e safam-se sempre. Eh!Eh!Eh!

maria mar disse...

Caramba, o homezito já nao aparecia na televisao há ca tempos, ganhou logo protagonismo ao vir fazer queixinhas dos seus colaboradores, sem conseguir resolver o assunto internamente. Um exercício publico de poder podre. Coitaaaado!...
Bj

eMe-a-eMe disse...

a medida em si, não me pareceria muito mal; todos nós sabemos dos abusos em câmaras, repartições, serviços vários. agora o senhor visto e "ouvisto" é uma desgraça, destrata as pessoas, usa linguagem muito pouco digna de um presidente de câmara, eu sei lá. uma vez "visto e ouvisto" não há volta a dar-lhe, perde toda a razão.