Parque de Municipal de Aveiro

Para o pessoal das excursões, é sala de jantar, e há lá sempre autocarros parados e muitas pessoas a piquenicar.
Que imagem levam de Aveiro, depois de passearem num local tão badalhoco e mal cheiroso?
Com água imprópria para consumo, muros derrubados e pontes em ruínas...

Estive lá no Dia Mundial da Criança com os alunos da minha escola e fiquei desolada.
Um local que tem tudo para ser lindo e prazeiroso e votado ao abandono.

E que dizer daquela "casa de chá" que daria um café maravilhoso, também quase em ruínas?

Uma tristeza!

Comentários

José António disse…
Se vieres a Quarteira perceberás que o mal tanto dá no Centro como no Sul. Uma epidemia!
Isadora disse…
Sinto muito pelo mau trato em que viste a cidade. De certo as crianças também o devem ter percebido.
Uma pena! Tantas cidades bonitas mas com tanto descaso e abandono.
Um beijo
mlu disse…
A última vez que fui a Aveiro tive como cicerone um sobrinho que estava na Universidade e me mostrou tuuudo! Já foi há uns anos, gostei muito da cidade e tenho pena que esteja assim "esquecida"!

Abraço
ameixa seca disse…
Infelizmente é assim no país todo!
Gio disse…
Confirmo: Em Setúbal temos mais do mesmo.
polittikus disse…
Creio que infelizmente isso acontece um pouco por todo o país. Porquê!? Por culpa dos Municipios e dos pais das crianças que já não querem passear com eles nos jardins. Preferem ver os putos em frente a TV ou a jogar Play station....

Já que estamos no santo António:

Ó meu rico Santo António
Meu santinho Milagreiro
Vê se levas o Zé Sócrates
P'ra junto do Sá Carneiro...
aflores disse…
Eu acho que o problema não é só de Aveiro...Portugal inteiro está a ficar uma lixeira enorme.
Anónimo disse…
O parque vai entrar em obras:
http://parquedasustentabilidade.blogspot.com/
xunandinha disse…
Isso não é só em Aveiro com toda a certeza amiga.Beijinhos
R. disse…
A casa de chá, lindíssima, tem um grave problema: está num sítio recôndito e é assaltada dia sim dia não. Por isso ninguém lhe pega... :(

R.

Mensagens populares deste blogue

O vagalume e o sapo

O respeito

Fábula moderna