24 de junho de 2010

A tragédia, o drama e o horror

como diria aquele senhor que não tem aparecido na televisão, graças a Deus.

Pois a tragédia abateu-se por aqui quando a minha televisão da cozinha/copa faleceu repentinamente. Apagou-se, literalmente.
Nos cuidados intensivos, para onde foi logo levada, dizem-me que só daqui a uma semana saberão o que se passou com ela e se tem cura (parece que há um pico de tragédias a ceifar os electrodomésticos!).

Agora digam-me:
Como vou viver estes dias sem a minha televisão?
Só tenho mais uma, que está na sala, lugar pouco acessível quando estou a cozinhar ou a tomar o pequeno-almoço.
E, como se não bastasse, ainda avaria em pleno mundial!
Imaginem: duas pessoas em casa (e uma delas é um homem), uma televisão, 459 993 jogos de futebol por dia e ainda uns 1 222 295 238 348 programas sobre futebol!

Não sei se vou sobreviver!

14 comentários:

Marliborges disse...

Hehehe!!! Problemão.
Já sei. Muito simples, avarie a outra tbm, rsrs!! (ui que maldade!!!) Eu se fosse tu, tratava de se apaixonar logo pelo futebol, que fazer? o Importante é sobreviver, hehe
Bjsssssss

Angel disse...

Percebo o teu dilema.. tenho aqui três e nem tds os dias vejo T.V...

ameixa seca disse...

Lê uns livros :O)

xunandinha disse...

Grande azar.
Eu já não sei viver sem a minha televisão na cozinha.Espero que se resolva tudo o mais breve possivel, beijinhos

Mirian Martin disse...

Entendo perfeitamente! Tenho duas e 3 homens! Tenho também uma tv no celular, que eles tratam de surrupiar também. Daí que eu assisto filmes no notebook. Mas, me sinto roubada, é certo. :)

beijinhos

maria mar disse...

Ganda azar Saltapocinhas!!!...não tanto pelo Mundial, porque esses têm lá as vuvuzelas que já furam os timpanos, é mais pelos 1 222 295 238 348 programas de futebol que estás a perder! isso sim, é de ficares à nora, sem saberes que fazer! se fosse eu já estava com uma depressão! eheheh!...

Shakti disse...

Eu não sobrevivia...

bj

polittikus disse...

Bem feita. hihihihihi
Sou contra as TV's na cozinha, que é para poder falar á refeição e contra a TV no quarto, que é para praticar ginástica alentejana em paz....

mlu disse...

Quando vi o título do "post", lembrei-me logo do tal senhor que deve andar entretido a pagar contas atrasadas ao fisco e não me assustei, mas deve ser complicado não ter TV nestes dias! Ao menos dá para descansar a cabeça, quem sabe, dormir mais cedo!

Abraço

Anónimo disse...

É apenas uma questão de hábito. Os primeiros dias estranha-se, mas depois nem nos lembramos. Eu era dependente da televisão, agora há praticamente três anos que não olho para ela.
E não me faz falta absolutamente nenhuma!

Abóbora Amarelinha disse...

hehe que carga de trabalhos!
Estou farta de pensar e não consigo arranjar solução para ti.
E não digas muitas vezes: A tragédia o drama e o horror, não vá o gaja voltar...irra!
Mal por mal antes quero as vuvuzelas.
beijinhos

Abóbora Amarelinha disse...

Lógicamante a "gaja" lá de cima é "gajo"

Leci Irene disse...

hehe! Amiga,providencia a retirada da sua televisao do hospital - considere a mesma inválida, pois comno esperar uma semana? providencie uma substituta! - ou mande o maridão ver a copa e outros programas no vizinho!!!!!!!
Beijos

R. disse...

Nas minhas andanças e mudanças de casa vivi vários anos sem TV. Agora já tenho uma - nunca a ligo, nem me lembro que existe.

Todos conseguimos largar as drogas. :)

R.