16 de julho de 2004

Finalmente férias!

E pronto, chegaram finalmente as tão ansiadas férias!
Ao ler o post do Manuel também não pude deixar de relembrar as férias da minha infância.
Foram no tempo em que ainda não tinham inventado os ATL e nós éramos livres para brincar sem os adultos sempre a olharem para nós ou a "darem-nos" sugestões de brincadeiras...
Talvez por isso fôssemos muito mais inventivos que os miudos de hoje!
As férias eram enoooormes, mais de três meses de brincadeira pegada! Começavam ainda em Junho e prolongavam-se até 5 de Outubro.
As minhas começavam na praia da Costa Nova onde os meus pais alugavam uma casa para onde íamos ainda em Junho só de lá saindo a 31 de Julho!
Depois rumávamos (eu e a minha irmã) para Vale de Cambra onde estava o resto da família: avó, avô, tios e ... primos!
Lá havia tudo o que pode fazer a felicidade de qualquer criança: tínhamos um rio mesmo à porta, uma ilha onde fazíamos os piqueniques, um moinho e até um barco a remos. Éramos cinco e também tínhamos um cão!
A hora de voltar para casa, como não havia telemóveis para nos controlar, era quando o sol se punha. Claro que também trabalhávamos... além de ajudar na cozinha e na arrumação da casa, tínhamos duas tarefas muito importantes: primeiro a apanha das batatas e em Setembro as vindimas.
Se fosse agora chamavam-lhe "exploração do trabalho infantil"!
O que é certo é que nós gostávamos de nos sentir úteis e aprendíamos que a vida custa, que as coisas não caem do céu e que para colher é preciso plantar.
Não posso voltar à minha infância, mas gostava que todas as crianças pudessem ter uma parecida com a minha!

1 comentário:

SaltaPocinhas disse...

Tb lembro a minha infancia com muita nostalgia, podia brincar até as tantas, sem que me dissessem o que fzer... eramos muitas aqui no bairro e havia aquela segurança necessaria para nos deixarem correr, andar de bicicleta e rir a vontade, sem que nos dissessem faz isso, não faças aquilo... eramos livres que nem passaros.... Quero que um dia se tiver filhos eles possam ter uma infancia assim... brinquem como querem e crescem sendo quem querem ser... Adorei o texto.. Um beijo doce Enviado por MissLadyMystery em julho 17, 2004 09:11 AM

Porque será que este prenúncio de férias atinge as pessoas com lufadas nostálgicas? Na verdade, até acabamos contagiados pela coisa. ;) Enviado por Miguel Pinto em julho 17, 2004 12:30 PM

@@ MISSLADY: Acho que fazes bem, pois ninguém jamais esquece a infância! E se ela foi boa, tanto melhor!! Enviado por saltapocinhas em julho 17, 2004 04:04 PM
@@ MIGUEL: eu fui contagiada pelo blog do Manuel... Mas lembro-me da minha infância muitas vezes, não é só nas férias! Boas férias! :)** Enviado por saltapocinhas em julho 17, 2004 04:08 PM

Xóné Xócrates anda a ser atacado pela juventude socialista. saiba tudo em : http://evidencias_opacas.blogspot.com Enviado por marcelo rebola sousa em julho 17, 2004 04:34 PM

De facto também me lembro da minha infancia com muita nostalgia. Os barcos no rio, os castelos ao longe, o pôr-do-sol reflectido no mar, as viúvas a passarem vindas do trabalho, as brincadeiras, as casas tudo. Parabéns pelo blogg que agora me deixou mais feliz. :-) Enviado por netboy14 em julho 17, 2004 04:38 PM

...de certo modo fizeste-me recuar no tempo e lembrar também outros tempos da minha infância, bem diferentes dos tempos de hoje...e dos quais só guardo boas recordações. Mas não será que os jovens de hoje, não dirão o mesmo que hoje estamos aqui a escrever, daqui a uns largos? Fica bem, tem um óptimo fim de semana e inté! Enviado por porquinho da india em julho 17, 2004 04:44 PM

As minhas férias grandes eram sempre com aminha avó na praia das maças...três meses de brincadeiora, mar, sol, praia, pesca... Saudades. Dessas férias e da minha avó... Da minha janela...aquele abraço. Enviado por azenhas em julho 17, 2004 06:31 PM

Ai,ai,as tuas a começar e as minhas a acabar...mas quando as tuas acabarem as minhas começam de novo ihih!!!Também tenho tantas saudades das minhas férias grandes,passava a vida a brincar na rua e quando acabavam as aulas os putos todos lá da rua(uns 15)faziam uma grande roda e cantávamos feito uns malucos:)))Liberdade!!!!!Não ia para lado nenhum,só para a praia de vez em quando mas adorava!Beijinhos*** Enviado por pekala em julho 17, 2004 07:16 PM

Tudo o que de bom passa deixa uma saudadezinha hmmm, também eu tive uma infância invejável... também eu tenho essa saudadezinha dentro do meu coração Enviado por malu em julho 17, 2004 09:35 PM

Foram todos felizardos! Infância à beira-mar é invejável.Eu ia, mas de tendinha às costas. Enviado por af em julho 17, 2004 10:10 PM

velhos tempos... caraças, velhos tempos. Enviado por analfabeto em julho 17, 2004 10:11 PM

@@ NETBOY: Bem vindo!! Nas minhas férias não havia castelos, snif... :)* Enviado por saltapocinhas em julho 17, 2004 10:19 PM

@@ PORQUINHO: Eu acho que sim, que as crianças de hoje um dia vão ter saudades das férias como nós temos e ainda bem, não é? Mas não há tanta liberdade como havia dantes: faltam as mães em casa ou os avós, há muito trânsito e outras condicionantes que nós não tivemos! Enviado por saltapocinhas em julho 17, 2004 10:21 PM

@@ AZENHA: Tens razão os locais podem lá estar mas faltam as pessoas... no meu caso é o avô. Enviado por saltapocinhas em julho 17, 2004 10:22 PM

@@ PEKALA: É essa liberdade que eu acho que se perdeu um pouco, dependendo também do local onde se vive. Há algo melhor que brincar na rua?? Enviado por saltapocinhas em julho 17, 2004 10:24 PM

@@ MALU: Essa saudadezinha sabe bem quando as recordações são boas! Enviado por saltapocinhas em julho 17, 2004 10:24 PM

@@ AF: Quando ia para Vale de cambra não havia mar... só rio! Mas era bom na mesma! Enviado por saltapocinhas em julho 17, 2004 10:25 PM

@@ ANALFABETO: É isso mesmo:caraças!! Enviado por saltapocinhas em julho 17, 2004 10:26 PM

Recordar é viver!!! Era bom que toda a gente tivesse recordações semelhantes mas...!!! Bjokas. Enviado por atelmalves em julho 18, 2004 11:39 AM

Ai! Que saudades desses tempos!! Como tudo era mais natural! Era nesse tempo que eu ía com a minha avó apanhar salsa... como escrevi lá no Esquissos... Enviado por Dulce Dias em julho 18, 2004 10:46 PM