23 de março de 2007

Os verdadeiros culpados!

«Neste momento, é óbvio para todos que a culpa do estado a que chegou o ensino é (sem querer apontar dedos) dos professores.
Só pode ser deles, aliás.
Os alunos estão lá a contragosto, por isso não contam.
O ministério muda quase todos os anos, por isso conta ainda menos.
Os únicos que se mantêm tempo suficiente no sistema são os professores.
Pelo menos os que vão conseguindo escapar com vida.»

Ricardo Araújo Pereira
Visão

3 comentários:

José Alberto Mostardinha disse...

Olá:

Claro que os verdadeiros culpados são os professores... pelo menos enquanto estes não apresentarem razões concretas do contrário.

No tempo da ditadura, em condições muito menos profissionais e com alunos cujos familias, em grande parte, viviam miseravelmente, o ensino era respeitado exactamente porque os professoras se davam ao respeito... e se dedicavam á causa.

A "coisa" foi andando após o 25 de Abril e, a pouco e pouco, instalou-se um "farrobodó" na educação através dum sindicalismo corporativista e irresponsável.

O resultado de tudo isso é o que temos hoje...

Mas, entretanto, passa um óptimo fim de semana.
Bjs,

SaltaPocinhas disse...

Olá José!
Claro que não posso concordar contigo... este "a culpa é dos professores" era irónico, não sei se percebeste! :))
Claro que há muitos professoes incompetentes, mas a maioria não o é.
Para mim a maior fatia de culpa cabe à falta de respeito por tudo e por todos que começa exactamente na família!
Antigamente os alunos com mais dificuldades de aprendizagem não ia para a escola ou desistia depois de passar um ano ou 2 na "fila dos burros" ao fundo da sala!!

PN disse...

Esqueceste-te de colocar aí a parte mais interessante dessa crónica. Não a tenho aqui comigo neste momento, mas o Ricardo dizia que os ciganos é que dão bons professores, porque estão habituados a andar de terra em terra e ninguém se atreve a bater-lhes.