20 de maio de 2010

Foi chumbada a proposta do PSD de pôr uns quantos a trabalhar.

O único disparate do PSD foi meter no mesmo saco desempregados e beneficiários do RSI.
Não tem nada a ver: os primeiros são pessoas que trabalharam e perderam os empregos.
Essas pessoas têm de ser apoiadas enquanto não arranjam novo trabalho. Sempre contaram com uma quantia de dinheiro ao fim do mês e assumiram compromissos tendo isso em conta.

Já os segundos, pelo menos os que conheço, pouca consideração me merecem.
Muitos deles (e delas) depois de deixarem os filhos na escola vão directamente para a pastelaria tomar o pequeno almoço... Depois por volta das 11, quando os garotos estão no recreio, é vê-las a passar para casa.

É impossível que quem trabalha assista a estas situações impávido e sereno!

Os ciganos, esses, que eu saiba, não vão para o café, mas os que conheço há 12 anos, há 12 anos que recebem RSI.
Um destes dias, a funcionária da minha escola perguntou a um deles - que, excepção à regra, vai fazendo alguns trabalhos quando lhe pedem - se ele não preferia ter emprego e ordenado fixo.

"Não posso. E depois quem é que ia levar e buscar os meninos à escola?"

6 comentários:

maria mar disse...

Boa noite, Saltapocinhas. Concordo ctg, mas para haver tanta gentinha a beneficiar de RSI, é porque há assistentes sociais que emitem pareceres nesse sentido, e depois acompanham as familias? impõem-lhes regras? verificam o seu cumprimento?
Para mim são mais culpadas pelo desperdicio, que aqueles que o recebem, pq esses estao bem, deixam-se estar. Por cá tb há desses, e o pior é que estao a ensinar as crias pela mesma cartilha.

mlu disse...

Preocupadíssimos com a segurança dos meninos? Eu acho bem, mas falta qualquer coisinha: e ensinar-lhes (ou deixarem que lhes ensinem) civismo, reciprocidade de direitos/deveres, dignidade do trabalho, etc. etc.? Isso é que já não é com eles.Estão cá os "outros"para os sustentarem!...

Abraço

Olga disse...

Quem é que ia buscar os miudos à escola? Como é que nós que trabalhamos fazemos? Eu comprei uma casa ao pé da escola de modo a que eles possam vir para casa a pé. Estou a ganhar para ela, a trabalhar para ela, mas nunca me passou pela cabeça me despedir para poder servir de "chofer" (como diz a Avogi) aos filhos. Este estado só é bom para quem quer ser pobre. Gostei da publicação.

Luís Maia disse...

As ganeralizações são sempre perigosas. não pode pugnar-se para que acabe esse tal subsídio só porque alguns abusam.

Pode não ser nosso feitio porreiraço mas há uma maneira de resolver à alemão, quem souber de casos de abuso em vez de contar aos amigos ou publicar em bolgs, pega nas perninhas ou na caneta e escreve aos serviços respectivos a denunciar a situação, para que estes confiram os dados de eventuais abusadores.

Estou para aqui a dizer isto como se eu não fosse também portuga porreiraço

Luís Maia disse...

Nem perguntei, qual proposta do PSD ?

Alguma coisa que não fizeram enquanto governo ?

Elsa disse...

Gostei do nome do teu bloguer, bom fim de semana da poetisa Elsa...
elsa-jacinto.blogspot.com