24 de maio de 2010

Falta de lateralização?

Ultimamente a esquerda parece a direita e vice-versa: por um lado o Paulo Portas sempre a falar dos reformados (dos pobres, não do Cavaco e outros que tais) e dos beneficiários do RSI, por outro lado o Louçã, o Daniel Oliveira e afins a tecerem elogios à malandragem dos que não trabalham porque não querem e ai de quem os queira - por força de lei - obrigar.

Normalmente seria o capitalismo a "defender" os pobrezinhos - porque faz parte da "alma" capitalista haver pobrezinhos para explorar e/ou brincar à caridade, mas realmente está tudo trocado.

Vem isto agora a propósito do que li hoje no JN: Mão de obra tailandesa salva morangos do litoral.
Compro desses morangos todos os fins de semana e sou testemunha de que há por lá sempre um letreiro a pedir pessoal.
E não pensem que o ordenado é mau! (quer dizer, não é bom, mas é superior ao que recebem, por exemplo, as mães dos meus alunos que são operárias)

Claro que é muito melhor estar em casa no café a receber o mesmo (ou até mais, já que o RSI é pago à cabeça e como lhes sobra muito tempo sempre vão fabricando mais uns filhos), do que andar com as costas dobradas a apanhar morangos.

Eu não percebo muito de política, mas tenho a certeza absoluta de que um país jamais progredirá enquanto houver políticos que protejam quem quer malandrar!

9 comentários:

Carla Silva disse...

Talvez se houvesse uma maior inspecção aos RSI, não fosse necessário a mão de obra tailandesa para colher os nossos morangos - o ordenado nem é nada mau - o que acontece é que para trabalharem têm que se levantar cedo e não podem estar sempre no café - como os antigos dizem "a boa vida nunca fez mal a ninguém"

polittikus disse...

Oh menina, já é a seguna vez que a aviso. O seu pai não lhe ensinou que há verdades que não se dizem...
PS - Não podia concordar mais contigo.

ameixa seca disse...

Todos juntos dentro de um saco e atirados ao rio... isso era o que se devia fazer aos políticos.

xunandinha disse...

Completamente de acordo amiga.Beijinhos

mario rotama torga xinsulim disse...

enquanto houver políticos que protejam quem quer malandrar!

contrasenso
então se não protegerem como quer que hajam políticos...

sinceramente

é necessário a preservação das espécies...tenha consciência ambiental minha (sua) senhora

Manuela Santos disse...

Eu li essa notícia, só uma portuguesa se ofereceu para trabalhar!...
Penso como tu, a situação política está muito confusa e deixa-nos muito confusos! Sem «febres» partidárias, parece que o que tem que prevalecer é o espírito de contradição, se a Direita defende uma coisa a Esquerda põe-se no campo contrário. O Portas é um populista, a Esquerda defende os subsídios olhando para o indice de desemprego, só que pelo meio há todo o género de «usos e abusos»!
Beijinhos,
Manuela

Angel disse...

Bem, ainda hoje tive uma conversa c os meus avós a propósito dos 'subsidiados' deste país. Contava o meu avô q foi às compras ao Lidl e, por curiosidade, quis ver a origem das cebolas q ia comprar - provenientes nada mais nada menos do que da AUSTRÁLIA! Diz ele 'Ñ haverá cebolas em Portugal???' Ao q eu respondo que, podiam pegar nas pessoas q recebem os subsidios, dar-lhes uma enchada e dizer assim: 'Para continuares a receber benefícios, agora tens q cultivar esta terra de x hectares'. A ver se a nossa agricultura ñ andava p a frente! Tb há aí mt pinhal para limpar e outras coisas mais... Se noutros países fazem algo parecido, pq ñ adoptar as BOAS medidas, em vez das más?...

Há.dias.assim disse...

e já somos 2 a acreditar nessa evidente verdade...

Olga disse...

Concordo. Todas as pessoas querem um emprego, não trabalho. Receber o ordenado sentados no cafezinho? Isso é que é bom. Beijinhos.