7 de maio de 2007

Madeleine

Aconteceu uma tragédia a uma menina de 3 anos, a Madeleine, e à sua família.
No entanto, nos jornais, fala-se da "culpa" dos pais, da "incompetência" das forças policiais, da falta de informação, fazem-se comparações disparatadas entre portugueses e ingleses, como se não fôssemos todos iguais...

E, nas horas de dor somos ainda mais iguais!
Haverá alguma mãe ou algum pai que não se identifique com a dor daqueles pais?
Haverá alguma mãe ou algum pai que se diga capaz de vigiar os seus filhos 24 horas por dia, todos os dias?

No meio de tudo isto só desejo que a criança apareça sã e salva!

24 comentários:

Hindy disse...

Esperamos que tudo corra pelo melhor!

beijinhos :o)

Santos Passos disse...

Perfeito, teu comentário.

Emiele disse...

Exactamente, Saltapocinhas.
Tentei transmitir essa ideia também lá no Pópulo. Faz-me impresão a ligeireza com que se aponta o dedo a tudo: polícias, e até aos pobres pais. Como dizes só quem não tem filhos, é que imagina que se vigia uma criança 24 horas por dia. Se estavam a dormir nas suas camas, num local já conhecido por elas, qual o mal de os pais se afastarem uns metros enquanto jantavam?
Quanto tinha 3 anos e falava mal (falou muito tarde) um dia o meu filhote abriu a porta da rua e foi passear. Estavamos duas pessoas em casa e só uns minutos depois percebemos que ele tinha saído! As 5 horas em que desvairadamente o procuramos por Lisboa contam-se entre as mais horríveis da minha vida!!! Mas aconteceu, comigo e uma amiga em casa, e às 3 da tarde, uma hora cheia de luz e onde não era previsível acontecer nada...

Snowgaze disse...

A culpa é de quem levou a menina.

José António disse...

É esta sensatez que eu aprecio.

PN disse...

Também eu.

Carla Silva disse...

Como mãe imagino a dor daqueles pais.
Só espero que tudo corra pelo melhor.

Cristina disse...

O importante neste momento não é a culpa de nada nem de ninguém.O importante é a menina aparecer e não estár a sofrer

Caracolinha disse...

Ora aqui está a prova de como os blogs podem ser espaços de serviço público ... já o tinha dito noutro blog hoje ... parabéns pela iniciativa.

Beijoca encaracolada !!!!

tonsdeazul disse...

Esperemos que tudo corra pelo melhor. O resto é conversa e expeculações.

peciscas disse...

Junto-me ao teu desejo!

Anónimo disse...

Olá, Santapocinhas! Há muito que não aparecia por cá. Estás boa? Há quanto tempo mesmo! É que nem para mandar um mail aos amigos eu tenho tempo... :( Mestrado e mudança de casa... já se sabe!

Venho só dar-te nota de que o meu pai vai lançar um livro que estará à venda na BERTRAND a partir do dia 6 de Junho. É um romance passado em África, durante a Guerra Colonial. Chama-se MATARAM O CHEFE DE POSTO.

Bjs

Bárbara (Cokas)

Anónimo disse...

Não se pode dizer k os pais não sofrem, mas eu nunca deixaria os meus filhos sozinhos e saia para jantar descansada. Principalmente tendo direito a serviço de babysitting. O mundo já não é seguro para nos darmos a estas pequenas liberdades. Todos os dias se ouve falar em raptos para redes de pedofilia. Espero sinceramente k isto seja apenas um enorme susto sem consequências mais graves.

Anónimo disse...

que Deus a traga em segurança para junto dos seus pais .

Anónimo disse...

espero que a maddie volte rapidamente para casa e que nao lhe façam mal algum!

por favor!
força a familia da pequena madeline!

rebecca costa

OlgaMourato disse...

Esperemos que apareça logo.

O teu blog apareceu no jornal de SIC de sábado (12 de Maio), numa reportagem que mostrava alguns blogs e sites que com mensagens que colocaram se juntavam à "busca" de madeleine.

Beijinhos

aflores disse...

...chegou-te aos ouvidos que o teu blog apareceu na SIC? É verdade, no noticiário, quando falavam da importância da net e na divulgação deste caso.

luar disse...

Finalmente alguém diz alguma coisa com juízo.

Anónimo disse...

eu sou mae de 3 filhos mavilhosos todos os dias vejo o perigo á espreita mas seria melhor ás vezes termos um filho para sepultar do que desaparecido.
O coração de mae despedaçado naõ tem cura.
Nossa Senhora de Fátima A Traga de volta.

Anónimo disse...

Realmente, o mundo não é mais o de antes.Tenho um pequeno que amo mais que tudo e não consigo deixá-lo a sós nem mesmo com o pai.Quando saem os dois sem mim, tenho sempre mil recomendações.Cuidado nunca é demais.Lamento pelo pais , mas somos responsáveis pela vida de nossos filhos ao menos quando são crianças.Estou rezando por Madeleine.

Anónimo disse...

TENHO MUITA PENA DA CRIANÇA, MAS DOS PAIS... DESCULPEM LÁ, MAS NÃO POSSO TER PENA
Que pais são estes que RECUSAM o serviço de babysitting e os walki-talk (tudo gratuito) que o empreendimento insistiu em dar para poderem vigiar os filhos, porque lhes fazia confusão como deixavam diariamente as 3 criancinhas sozinhas.
Porquê esta atitude? qual o pai ou mãe que não aproveitaria todas as oportunidades em benefício dos filhos e da sua segurança? Só pais irresponsáveis ou ....? Aqui há coisa!....

Anónimo disse...

so espero que a criança apareça de boa saude e que ninguem lhe faça mal.no entanto tambem tenho dois filhos,e, quando eram pequenos,absti-me de muitas coisa s para nao os deixar sozinhos.

Anónimo disse...

todo este caso chocame não so pela criança desaparecida, cujo paradeiro é uma icognita como por todo o envolvimento dos média em volta do caso, pela maneira em como é tratado pelas autoridades, autoridades essas que no caso das crianças portuguesas pouco ou nada fizeram, o que me leva a pensar que o dinheiro move tudo, em relação a culpas acho que os pais a têm, ninguem de sã consciencia deixa 3 filhos abaixo dos 3 anos sozinhos a dormir não se trata de descuido mas sim de niglegencia sou educadora e mãe de 2 filhos um de 2 e outro de 9 anose nunca me passaria pela cabeça deixa-los a dormir para ir jantar fora com os amigos, mais grave tendo a possibilidade gratuita de ter uma baba para vigiar. custa-me aceitar que duas pessoas formadas não tenham sequer pensado na hipotse de uma das crianças passar mal, de puder haver um outro tipo de acidente, no fundo espero que mady apareça salva porque sã sera dificil devido ao trauma, e em termos de vigilancia cabe a todos os pais zelarem pelos filhos prevenindo e precavendo situações de risco é isto que eles esperam de nos

Anónimo disse...

Sou brasileiro e vivo no Rio de Janeiro, uma das cidades mais belas e perigosas do mundo.

Mesmo que vivesse num balneário ou numa grande ilha deserta, eu e minha esposa jamais deixaríamos nosso filho sozinho, que hoje tem 2 anos e meio.

Temos regras de segurança para muitos casos do dia a dia, pois não pode ser diferente.

Para simples ida a padaria até passeios em shoppings centers somos cuidados. Não quer dizer que ele não brinque com as pessoas ou com outras crianças.

Andamos muito de bicicleta, a pé, com o cachorro, de carro, mas todo cuidado é pouco.

A maldade sempre existiu desde que o mundo é mundo, mas com o crescimento da população mundial, a maldade também cresceu proporcionalmente.

Desculpem-nos, mas os pais da Madeleine foram frios e calculistas em deixarem seus filhos sozinhos. É a famosa atualidade do mundo moderno, em que pais devem ter privacidade ?

Minha vida privada é estar ao lado da família, seja onde for.

Que nosso Senhor Jesus Cristo ilumine o espírito da Madeleine e tantas outras crianças vítimas de crueldades. Paz para os pais da Madeleine.