Despedida :(

Não comecem já a esfregar as mãos de contentes que esta despedida não é para sempre...
É só por alguns dias.
Isto, claro, se eu sobreviver ao que vem por aí!

Que é apenas corrigir 60 (sessenta) Provas de Aferição de Língua Portuguesa e fazer a respectiva cotação baseada num monte de critérios...
Para terem uma ideia, só a composição tem 8 critérios diferentes (8 alíneas, portanto) em que deve ser cotada...
E tudo tem de estar pronto até dia 6 de Junho.
O que dá mais de oito provas por dia, se consideramos que só temos 7 dias úteis para apresentar o trabalho feito.

Entretanto, as aulas continuam normalmente...

Devem ter-se esquecido que há vida para lá da escola, que há filhos para tratar, que há almoços e jantares para preparar, roupa para engomar, casa para arrumar... enfim, essas futilidades!

Quando alguém perguntou se este trabalho extra era pago, recebeu como resposta um sorriso irónico.

Quem disse que a escravatura já tinha acabado???

Comentários

PN disse…
Só te posso dizer que estou solidária contigo. Se pudesse ajudava-te. Beijinho
José António disse…
E não dá para pedir uma ajudinha?
bell disse…
Coragem, depois das primeiras 59, o trabalho torna-se mais fácil!
Paula disse…
Consegui escapar a essa. Boa sorte.
nena disse…
Os exames do 9º ano têm o mesmo tipo de critérios... e são corrigidos numa semana! Todos os anos os corrijo e este ano não vai ser excepção.

Bom trabalho!

(é uma seca, eu sei...)
Emiele disse…
Queres uma ajudinha?
Não direi na correcção das provas, nem nas aulas, que a minha competência não chega aí, mas talvez a engomar os lençóis, ou a aspirar a casa...? Faço também umas sopinhas muito jeitosas.
TsiWari disse…
depois estranham que haja erros nas correcções...


força!


***
lelé disse…
Este ano escapei mas para o próximo não devo ter essa sorte.
É a primeira vez que aqui venho e não posso passar sem deixar um abraço de solidariedade. Esta gente do ministério anda mesmo a gozar connosco!
Fábula disse…
olha... bom trabalho. =)
Didas disse…
Deixa lá. Eu sei que isso é uma trabalheira mas depois de acabarem as aulas pouco há que fazer. Uma mão lava a outra.
Boa sorte e muita pica!
aflores disse…
Sou solidário contigo! Não, à escravatura.

Não há professores no desemprego que podiam fazer esse trabalho?
Hindy disse…
Eu tive a sorte de ter ficado como suplente mas também já estava a ver a minha vida a "andar para trás", com testes ainda para corrigir e tudo...

Muita força e coragem! Beijinhos :o)
Sayla disse…
O MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SÓ FAZ É BEM... E SE EM VEZ DE ESTARES AQUI NO BLOG A QUEIXARES-TE, TIVESSES A TRABALHAR?!?!?! SE CALHAR TAMBÉM ERA BOA IDEIA!!! ALÉM DISSO ELES PAGAM-TE É PARA ISSO!!!
loira suicida disse…
O teu blog é melhor que o meu!
Hands of Time disse…
Realmente é indecente! Mas bola para a frente! Vai ser num instante!
Hindy disse…
Tenho um apelo urgentíssimo no meu blog, por favor passa por lá!
seilá disse…
tou contigo :)
Espanhol disse…
deixo aqui o meu apoio moral =)

força nisso!!!
peciscas disse…
Como eu te compreendo.
No ano passado tive de corrigir cerca de cem de Matemática. Sei que, apesar de tudo é melhor do que LP mas, com aquelas confusões de critérios e suas diversas interpretações...
Imagina que tivemos duas reuniões para aferição dos ditos cujo, e de cada vez, mudava a interpretação.
Mesmo a malta do GAVE passava a vida a dizer e a desdizer...
Boa sorte!
mixtu disse…
:)
ajudinha?
abrazo

Mensagens populares deste blogue

O vagalume e o sapo

O respeito

Fábula moderna