30 de novembro de 2007


Os senhores do governo estão tão míopes em relação aos resultados desta greve que eu espero que assim continuem e, já agora, me paguem o dia de hoje!

Afinal, praticamente ninguém fez greve, não é?


7 comentários:

Formiguinha disse...

Força aí!!!!

Professorinha disse...

E se praticamente ninguém fez greve, eu sou ninguém...

Beijos

Emiele disse...

Bem visto!
Afinal, pouparam muito pouco em dias que descontaram!... Coitadinhos, que frustração.

bruno disse...

a avaliar pela queda no número de visitantes que tive ontem, e hoje no meu blog, acredito que a greve tenha atingido os 300%
portanto contem com menos 3 dias na folha de pagamentos...

SaltaPocinhas disse...

Bruno: esse seria um estudo giro a fazer!
"quem anda a divertir-se pela net enquanto está no emprego?"

Hands of Time disse...

Apoio a 100%!

Quintanilha disse...

Em Famalicão existe uma escola de formação profissional gerida pela CGTP com 83% de trabalhadores precários!
Dez dos 12 professores do pólo Bento Jesus Caraça estão a recibo verde. O Recibo Verde é um instrumento contra o qual a CGTP luta (ou diz que luta!) e o PCP tanto contesta!

É caso para dizer: Bem prega Frei Tomás!
Nesta escola, 10 professores têm os mesmos deveres que os únicos dois do quadro, mas nenhum direito: não têm subsídio de férias nem de Natal, pagam do seu bolso a contribuição à Segurança Social e se perderem o posto de trabalho não terão subsídio de desemprego.
Dos sete pólos da escola profissional da CGTP, este deverá ser o mais problemático.

Maria Emília Leite, directora-geral da Escola Profissional Bento de Jesus Caraça, admite que este pólo, por “ter estado para fechar há dois anos”, é aquele que “merece mais atenção”. Esclarece, todavia, que o estabelecimento “respeita integralmente as regras do ensino particular e cooperativo”.

- Que seja imediatamente convocada uma grande manifestação seguida de uma greve para lutar pelos direitos destes trabalhadores em situação precária, e para cúmulo dos cúmulos, pagos pela CGTP!