29 de novembro de 2007

Visita

Hoje, na escola, recebi a visita da Cláudia.

A Cláudia, juntamente com outros meninos e meninas, fez parte do meu primeiro grupo de alunos na escola onde ainda trabalho.
Foi a primeira vez na minha vida profissional que assentei num lugar e pude assim "seguir" as vidas dos alunos.

A Cláudia frequenta agora o 11.º ano numa escola de Aveiro e veio contar-me das suas aventuras e desventuras, dos colegas, das aulas, dos "profes"...

Os meus alunos pequenitos quando perceberam que ela tinha sido minha aluna, quiseram saber de que tamanho ela era quando andava no 1.º ano.
"desta altura?", "eras assim?" e esticavam os bracitos para ela perceber.


É nestas alturas que esta profissão vale a pena, apesar dos pesares e dos desmandos dos sucessivos ministros...

6 comentários:

nandokas disse...

Olá saltapocinhas,

Gostei imenso deste teu texto no seu todo e, em particular, no final quando referes que "é nestas alturas que esta profissão vale a pena...".

Não fui nem sou professor. Mas fui aluno, como quase toda gente. E houve professores que marcaram, quase todos de forma positiva, a minha vida de estudante. E, destes, o primeiro que sempre recordo foi o das 3ª e 4ª classes [já lá vão mais de 50 anos): o prof. Ferreira. Era um PROFESSOR!

E quando na escola encontramos destes professores, empenhados na qualidade do ensino e na transmissão dos seus saberes, então também é ocasião para se dizer: "É nessas alturas que vale a pena ser aluno...".

E como apreciei o teu trabalho com os "golfinhos", através do blogue deles, penso que os teus alunos também acham que vale a pena... e a Claúdia é certamente uma prova disso.

Beijinhos.

Emiele disse...

Excelente!
A história é «leve» e contada de um modo terno e engraçado, mas confirma o que quem se dedica à Educação sabe (estou a falar de Educação em geral, mais abrangente do que Ensino) ou seja a importância do modelo.
Estas visitas dos antigos alunos aos seus professores, para além da ternura que é mostrarem que não se esquecem deles, é muito importante para os alunos actuais sentirem como o «crescer» é fantástico, é muito 'muita bom'.
E essa «lição» foi a Cláudia que a foi dar, mesmo sem querer.

Didas disse...

Caramba! Afinal o tamanho importa! Lol!

arte por um canudo 2 disse...

Como sabe bem..Bjs

Formiguinha disse...

LINDO!!!!

Assim é que é!!!

Marta Pinto disse...

Que belíssimo dia foi então para a professora e alunos, é por estes prazeres e satisfação que me imagino sempre professora apesar das interrupções no tempo. :)
Abraços.