30 de junho de 2008

As crianças são tãão inocentes!!


Na pausa para lanchar, que a tarde já vai longa, dei uma espreitadela à padaria da Didas.
Ela conta que quando era miúda, deitava-se e ficava de papo ao ar a ver as moscas a colarem-se àquelas coisas peganhentas que se usavam para as caçar...
Ao fazer lá o comentário, não pude deixar de pensar em como ela era boazinha para as moscas!

Quando era pequenina, eu fazia "hospitais", cujas camas eram caixinhas de fósforos vazias, encostadas umas às outras.
O problema nem era bem o hospital!
O problema era a técnica que eu usava para elas não fugirem da "cama", que era arrancar-lhes as asas e, a uma ou outra mais afoita, também saíam as patas!

Claro que ao fim de umas quantas "injecções" elas ficavam mais quietas...

E quando me juntava com os meus primos, na casa da minha avó (casa sempre de portas abertas e onde havia fartura de moscas) e fazíamos "gelado de mosca"??

Só espero que não ande por aqui nenhuma criança a ler estas barbaridades!
E dizer que me regenerei e que agora não faço mal... a uma mosca!!

9 comentários:

bell disse...

Que malvada, Salpocinhas! As moscas são bichos imundo, mas fazê-las sofrer assim ;)

Boa semana!

Shakti disse...

É verdade quando somos crianças fazemos coisas que nem nos damos bem conta..eu então , passava a vida a apanhar formigas e depois metia no bolso para levar para casa...quando chegava a casa metia a mão nos bolsos e ficava intrigada como as formigas já não estavam por lá...lol

Coisas de crianças...

Bjs

ameixa seca disse...

Acho que nunca maltratei as moscas... ou então maltratei-as tanto que apaguei essa memória de infância eh eh :)

Saltapocinhas disse...

um dia conto o que fazia aos pintainhos...
(mas a esses era sem querer)

teresa disse...

só tu para me fazeres rir...olha se me cai aqui uma mosca no meio desta papelada toda que adoramos!

IC disse...

taditas das moscas que tinham o azar de calhar no teu hospital!

IC disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Geoca disse...

Não me recordo de ter uma relação tão chegada às moscas durante a minha infância. Mas hoje divirto me a ver a minha boxer atrás das moscas...

José António disse...

Essa crueldadezinha é mesmo de quase todas a crianças. Por essas e por outras é que elas precisam de adultos suficientemente bons, para acomodarem menos "violência". Apesar de tudo parece-me preferivel "despatar" as moscas em criança, que aprender a exercer violência sobre os colegas mais fracos (os que supõem equivalerem a moscas).