7 de junho de 2008

Scolari



É o homem do momento.
E eu gosto dele.
Gosto da maneira como ele fala, com o coração ao pé da boca, sem se incomodar com o lambe-botismo e o politicamente correcto..
Gosto de pessoas assim frontais e sinceras, por isso gosto dele.

Hoje, depois de uma entrevista que vi na SIC, passei também a admirá-lo.
Numa altura em que os casamentos são cada vez mais descartáveis, e em que o dinheiro e a fama são poderosos afrodisíacos, gostei de ouvir dizer que ama a mulher que conhece há 40 anos e com quem vive há 35.
Gostei de o ouvir dizer que a acha tão ou mais linda agora do que quando a conheceu...
A isto chama-se amor e eu gostei de ver!

E o burro é ele?

8 comentários:

Manga dalpaka disse...

Tens razão em tudo. Só embirro com aquela panca do homem pela nossa senhora do caravaggio

Angel disse...

Força Portugal!

José António disse...

Desde que o ouvi uma ou duas vezes criei empatia. Depois, quando o Miguel Sousa Tavares começou a criticá-lo das suas tribunas, e eu vi como ele lhe respondeu, dando-lhe lastro, aí, passei a gostar ainda mais. Tem qualquer coisa de Gandhi e não é o bigode. Acho que é aquele ar de enfurecer os inchados, sem sequer pestanejar.

ameixa seca disse...

Adoro o politicamente incorrecto... o Scolari lá vai conseguindo alguns milagres. Se é a Caravaggio ou não... agora não interessa nada. Vamos ver como corre a próxima partida :)

Emiele disse...

Por um lado é a gracinha de ser brasileiro, e o optimismo que aquela gente consegue ter. Sabe bem.
Por outro alguma frontalidade e o não se ralar com o politicamente correcto. A verdade é que consegui encher o país de bandeira e colorido.
E para ser franca, o que disse o José António também me toca, a resposta na ponta da língua ao Sousa Tavares.

Tenho é algum receio que se as coisas não correram 100% bem, ele passe logo a incompetente e se esqueça as partes positivas. Somos assim...

Formiguinha disse...

Hehehehe!!!

Também vi a entrevista e adorei, gostei particularmente desse tema e de quando disse que a sua mulher era uma "mulher interessante".

Boa Felipão!!!

aflores disse...

Ele de burro não tem nada, não senhor. E por aqui me fico pois não vou em "futebois".

AnaCristina disse...

Concordo totalmente contigo. O Homem é um senhor... Gosto especialmente da exigência e do rigor que o nosso Presidente diz que precisamos... É que este Brasileiro tem essas duas qualidades!

Se calhar, bom mesmo era termos um primeiro-Ministro Brasileiro... se deu a volta à selecção, talvez desse a volta a este país!