11 de fevereiro de 2009

Acabou a crise?

Parece que sim, pelo menos a julgar pelas preocupações actuais dos senhores padres!
Preocupados com o desemprego?
Não!
Preocupados com o enorme crescimento da pobreza?
Não!
Preocupados com as crises sociais que os dois pontos anteriores provocam?
Não, também não!

A preocupação dos senhores padres (tão grande, tão grande que até apelam ao boicote do voto no PS), é o casamento dos homossexuais, esse grande problema nacional!
É caso para dizer: Por amor de Deus!!

10 comentários:

Emiele disse...

Lembro-me de muitas coisas, mas impróprias para escrever aqui no teu Fábulas.

Graça disse...

Só há um pequeno pormenor em que não pensaste: quem colocou "em cima da mesa" o problema do casamento dos homossexuais numa altura de crise não foram os srs padres, mas foi o próprio primeiro ministro.
O que, de facto, não faz sentido é que esse casamento apareça, de repente, como uma prioridade (ou uma mera manobra de diversão?!) numa alura de crise, de desespero, de desemprego, de pobreza, de crises, de corrupção... sobretudo se tivermos em conta que o projecto foi apresentado há poucos meses e rejeitado, por não ser prioritário e por não ter havido "estudos"....
Enfim!!!
E há um aspecto em que os srs padres, como dizes (ou os srs bispos) têm razão: as pessoas não devem votar em qualquer partido (seja o PS ou outro qualquer...) apenas "porque sim" ou por tradição, ou por hábito (Por isso não me parece muito exacta a designação de "boicote" que utilizas...). As pessoas formadas e informadas devem votar num partido com um Projecto sério, cujos princípios conheçam e com os quais se identifiquem.
E neste aspecto têm toda a razão os srs bispos - eu, pelo menos, serei muito cuidadosa quando chegar o momento de votar; independentemente das tradições, sondagens ou simpatias irei escolher aqueles que apresentam projectos sérios e medidas concretas para combater os problemas reais que nos afligem diariamente...
Não é isso que todos nós pretendemos?

José António disse...

A preocupação dos Padres fará sentido, uma vez que colide com o fundamento da igreja. A preocupação dos políticos é que resulta simplesmente de tentativa de atirar poeira para o povo se entreter.

ameixa seca disse...

Todos no meio do mato a apanhar gambuzinos... não era mal feito :)
Estou cansada destas tretas!

Saltapocinhas disse...

gracita: não vou discutir a altura escolhida para tal assunto, pois estou completamente de acordo contigo.
O que me chateia na nossa classe eclesiástica é que lhes passem ao lado os problemas realmente importantes e se prendam em mesquinhices...

Tia Brites disse...

E há quem lhes dê corda!

aflores disse...

Mas tu és uma pessoa inteligente. Estás é um pouco ocupada com as "maningâncias" da "tua ministra" (salvo seja), que te tira do sério. Pois só assim é que não consegues ver que os padres têm razão... - eles não enganam ninguém;
- Não mudam nunca a sua política;
- Sabemos todos o que apoiam e não apoiam.
Portanto...aqui, quem está mal, está a enganar e, a "caçar" votos com uma ideia ABSURDA, contra tudo e todos, é o nosso PM que decidiu dar atenção a esse cambada (!!!) que estava até aqui muito sossegada dentro do seu armário e, que a partir de uma certa altura andam aí a pavonearem-se como sendo donos do mundo e de todas as atenções, exigindo direitos (coitadinhos...)que não podem nem deverão NUNCA ter.

marea disse...

Que nao é o momento certo, tb acho!
K o nosso 1º está a gastar munições em pré campanha, sobre 1 coisa que já foi proposta e rejeitada há bem pouco tempo, tb acho!
K levanta AGORA esta poeira para nos distrair da realidade, tb acho!
Tb acho k o clero, mais uma vez, se está a pôr em bicos de pés e a ser cinico! observam, comentam, ajuizam, reprovam, mas nao olham para dentro: "bem prega frei tomás, faz o k ele diz, nao faças o k ele faz!"...
Realmente "aflores", nao mudam nunca a sua politica, ha mts anos, e esse é o mal!
E aflores, kum raio! "essa cambada" tb sao criaturas de Deus! Esse final do seu coment é demasiado radical! cheira-me a xenofobia... ou homofobia!!!

aflores disse...

@marea:
Os pedófilos, violadores, assassinos, marginais, corruptos, traficantes,...também são "filhos de Deus", mas nem por isso eu os apoio. Hoje é politicamente correcto ser a favor de "certas causas", mas eu não vou nessa moda. A "cambada" a que me referi e que diz serem filhos de Deus, não me fazem mal nenhum (também não lhes faço mal algum), mas jamais serei a favor dos direitos pelos quais lutam. Prefiro ser...politicamente incorrecto.

marea disse...

aflores:
falei em criminosos?
nao dei por isso!
e pode ser politicamente incorrecto quanto quiser!
Nao pode é impedir k os outros fikem chocados com a forma como fala da "cambada..." etc. e tal, e diz que "não me fazem mal nenhum (também não lhes faço mal algum)"!
a mim, se cumprirem com os seus deveres de cidadadania, entao é k nao fazem mm mal nenhum!
e nao gasto as minhas forças a quartar dos direitos de ninguem, muito menos dos "(coitadinhos...)" !!!
cumps