21 de outubro de 2004

Eu queria ser assessora, snifff!

Não percebo porque ficou tanta gente chateada com a ideia genial do "nosso primeiro" de pôr os professores colocados em horário zero a assessorar juízes!
Eu cá só fiquei com pena de não ter um "horário zero" ( e francamente, de nem saber bem o que isso é...).
Lá se vai a minha oportunidade, quiçá a última, de vir a ser assessora! (também não sei o que isso é nem para que raio serve, mas pronto, a palavra soa-me bem! E poder responder àquelas pessoas que nos perguntam com ar enjoado "e então, o que faz na vida?", e eu encher o peito e responder "sou assessora!"

Ai, acorda saltapocinhas! Mas sonhar faz tãããão bem...

Para quem julga que eu não estaria preparada para tal cargo eu respondo que, nós professores, estamos preparados para ser tudo!
Só para terem uma pequena ideia vou deixar aqui uma lista das profissões que exerci só HOJE!

- enfermeira
- dentista
- assistente social
- advogada e logo a seguir juíza
- polícia
- educadora de infância
- actriz ( e dramaturga...)
- nutricionista
- psicóloga ( de crianças e adultos)
- conselheira sentimental
- empregada de limpeza
- empregada de escritório

E estas são só as que me vêm à cabeça assim de repente...
Será que não chega??

17 comentários:

Anónimo disse...

Há coisas que não lembra ao diabo. Mas o Sr. Lopes, Primeiro Ministro deste País, gosta de falar para a frente, porque algumas personagens do "atlier" sempre vão apanhando as canas, na esperança de um "job" melhor: a vida é cada vez mais difícil e parece pertencer aos verdadeiros artistas. Salta, gostei! Não podemos deixar dormir os distraidos.

afigaro disse...

Gosto de dar rosto ao que escrevo. Daí, por distracção o comentário anterior, por lapso, consta como anónimo mas eu sou o seu dono.

Anónimo disse...

Apenas quero referir que realmente é polivalente. Faz de tudo. Pena que nem sempre sejamos compensados na medida certa. Abraço

Anónimo disse...

Ah! voltei porque no comentário anterior esqueci de assinar. Faço-o agora. Azoriana e pronto. Até à próxima visita

Anónimo disse...

"Ó setôra"... se fosses assessora de um tal Dr coisa e tal, não tenho dúvidas que era um bom e excelente começo para "isto ir para a frente". Mas, como não gostas de sapatos :(:( e uma assessora não pode andar descalça, vais continuar com essa tua "polivalência".
aflores/ ailaife blog

Didas disse...

Ora colega assessora não atrofies, há tantos assessores, dá para mais duas na boa!

lique disse...

Olha ela a fzer um lista do que os professores podem fazer! Ainda queres dar mais ideias brilhantes ao PSL? Ai, ai... Beijinhos

Anónimo disse...

Por aqui se vê com que critérios o Sr Santana Lopes como primeiro -ministro escolheu os seus 43 assessores.Dá-me a impressão que com a sua ironia só há duas formas de ver as coisas;ou ele considera que os professores são uns autênticos "sabe tudo", ou considera que os assessores de Juizes não fazem nada, para pôrem lá pessoas sem critérios nenhuns.Arte por um Canudo.

Anónimo disse...

LOL.. realmente, sendo-se Professor acaba-se por ter toda essa lista de funções... LOL.. e que faz mais uma ou menos uma???? LOL Bom fim de semana! ** M.P.

Anónimo disse...

Lamento informar-te mas tenho que ser honesta contigo!noblesse oblige(cm diz o outro...)não tens perfil nenhuma para assessora.Só podes ser patroa ou chefe nunca assessora de coisa nenhuma,a assessora sou eu,não tentes usurpar-me!!!!!!:)(a tua assessora,sopeira preferida:))

sonia disse...

eu também quero ser assessora... mas nem professora sou... estou feita, vou continuar desempregada.... beijinhos

bertus disse...

Cá pra mim tou como a Lique. Não lhes dês abébias mesmo a brincar e...sê acessora; quanto mais não seja, em sonhos. Que sonhar ainda é de borla e o "transporte" mais eficaz para se chegar a patamares profissionais inacessíveis à maioria dos mortais.
Tem um bom domingo...e sonha muito! ah...e intés!!

Cleu Randall disse...

Eiiii

Tudo bem contigo??

=*

Anónimo disse...

ehhehe, gostei da forma divertida como abordas os temas, continua assim para nos animares! jokas
Rato

Anónimo disse...

Um horário zero acontece quando há mais "procura que oferta"; imagina que numa escola há dez professores de matemática (ou biologia, ou inglês, por exemplo!) colocados, mas os alunos reduziram e por isso só há horários para sete. Essa redução do número de turmas vai fazer com que haja "professores excedentários", ou seja, três horários zero. Se entretanto esses professores saírem da escola, as vagas são extintas. Quando tal não acontece, ou quando o Ministério coloca professores em maior número do que aquele que tinha sido requisitado, como aconteceu em alguns casos este ano, diz-se que há horários zero, ou seja, colocação de professores sem alunos, sem aulas para dar; nesses casos ou o professor é "desviado" para outra escola, ou tem que fazer outro tipo de tarefas... e vive a frustração de não poder ensinar nada a ninguém!
Beijinhos, quando tiveres mais alguma dúvida, diz!
Prima

Anónimo disse...

sALTApocinhas eu na~queria ser anónima mas a minha cabeça já tem tantas passwords Kuanto Baste! Já num aguento troco-me toda! Mas aqui vai essa bela palavra "Acessora" não tenhas muita pena, porque muitas vezes nos dias de hoje coloca-se no lugar de acessor algúem que não se sabe bem que trabalho lhe atribuir.Hi hi...vejo isto todos os dias.Leo

Dulce Dias disse...

Olha lá, a desempenhares essas profissões todas no mesmo dia, é normal que haja desemprego no país: estás a roubar trabalho aos outros! ah ah ah

Beijinhos
Dulce - http://www.esquissos.blogger.com.br