3 de março de 2006

E se deixassem de bater na primária?

Quando acabei o meu curso em 1979 nem sabia o que era um computador. Aliás, a primeira vez que ouvi a palavra "informática" foi em 1980, quando fui morar para um prédio onde um vizinho era "técnico de informática" (mas que raio fará o homem para ganhar a vida, pensava eu...)
Só que, toda a gente que acabou os seus cursos por essa altura, fosse em que grau de ensino fosse, sabiam tanto como eu!

Entretanto muita água correu sob as pontes, blá blá blá e hoje em dia só não sabe fazer o básico num computador quem não quis aprender.
É que, desde o início dos anos 90, os professores são obrigados a frequentar acções de formação anuais. E, apesar de haver algumas "formações" que não lembram ao menino Jesus, os Centros de Formação têm oferecido sempre formação em informática.
Claro que deve ser mais divertida uma acção de formação de danças de salão, ou de iniciação à fotografia e dá os mesmos créditos e tudo, mas isso já é da conta de cada um...

Há acções de formação mais vocacionadas para um ou outro ciclo, mas as de informática normalmente são dirigidas a todos os graus de ensino, desde as educadoras aos professores do secundário.
Em todas as que frequentei havia gente de todos os graus de ensino.
Então porque é que a Ministra embicou para os professores do 1.º ciclo?

Muito estranho também é essa formação ir ser dada pelas ESE...
Então para que servem os centros de formação?
Se não são precisos ou já não servem para que existem?
Se cumprem os seus objectivos porque não são eles a dar a formação como têm feito até aqui?
Será que as mudanças se devem ao facto de haver muitos interesses em jogo? Mais de cinco milhões deles?

Outra coisa que também não deixa de ter a sua piada é que nas escolas do primeiro ciclo normalmente existe um computador por sala de aula, enquanto que nos outros ciclos há salas cheiinhas de computadores que até dá gosto...

Não é triste? Ou estúpido? Ou incompreensível?

ó pra mim já a treinar!!

11 comentários:

Caracolinha disse...

É o país que temos minha linda ... é que eu ouvi a notícia e nem sequer sabia o que havia de dizer ... para quando medidas sérias e efectivamente necessários em vez destes joguinhos de diversão ????

Haja pachorra mulher !!!!

Beijoca encaracolada :))

Wakewinha disse...

Mas tu não precisas! Tu já dominas isto com "uma perna atrás das costas"! ;)

Tens mesmo a certeza que danças de salão seriam mais interessantes? =P

Beijito de bom fim-de-semana*

polittikus disse...

Em 1979??? Estava eu a entrar na escola primária com uma mala vermelha com a abelha Maia as costas...
Por acaso, era um puto de sorte tive o meu primeiro computador em 1983. Um 16k, um PC em 1988 um 88086, uma máquina 12mhz e um disco de 10 MB. hehehehehe Custou os olhos da cara ao meu pai 900 contos, (pago a prestações)quase o preço do carro dele novo.

Emiéle disse...

A confusão e descoordenação é tão grande que já nem dá para dizer coisa nenhuma. Mas falando de uma área que conheço melhor, o que sei de informática aprendi com uma olhadela no que os outros faziam e por tentativa e erro (ainda grande mátodo!) mas fui uma vez a uma formação. Primeiro não aprendi absolutamente nada, o que lá disseram estava farta de saber e fazer. Segundo, estavam comigo umas colegas que já tinham há anos feitos uns cursos, que não serviram literalmente para nada, porque o seu local de trabalho ou não tinha computador, ou o que tinha era com um programa tão antiquado que o que elas tinham aprendido não se aplicava. O resultado é que anos depois voltaram à dita formação, porque já tinham esquecido tudo.
A ideia que dá é que é só para "gastar o dinheiro".

Manuel disse...

Retomando a última afirmação da Emièle - e que também está mais velada no post - é que a ideia é "dar a ganhar dinheiro" a alguns. Escolhidos criteriosamente, como é habitual.

SaltaPocinhas disse...

@@ POLITIKUS: És uma criança! (e isso explica tanta coisa!)Aqui em casa os computadores também entraram muito cedo por causa do meu filho. Não sei desses pormenores de nomes, só me lembro do Spectrum e da luta que era tirá-lo do computador para poder ver um bocadinho de televisão! Depois viciei-me eu lá num jogo e quase havia luta para ver quem jogava!

SaltaPocinhas disse...

@@ EMIELE: Eu fiz 2 cursos d formação: precisava dos créditos, interessava-me pelo assunto, tinha computador em casa e não gosto de dançar...Mas a maior parte do que aprendi foi também à minha custa. E ainda não sei quase nada...Há aqui zonas do computador que para mim são verdadeiros buracos negros. Mas da lista das exigências da ministra sei tudo e ainda mais um bocadinho! Até já sdei publicar umfilme, vê lá tu!

SaltaPocinhas disse...

@@ MANUEL: Parece que ninguém lê este blog, mas quando escrevo coisas polémicas "cai-me em cima" gente que eu nem sabia que existia... Por isso a minha critica é velada: mas os bons entendedores chegam lá, tal como tu chegaste!

SaltaPocinhas disse...

@@ CARACOLINHA: Pois a pachorra é que às vezes se perde!

@@ WAQUEWINHA: Com uma perna? Com as duas! E se tivesse quatro, era com as quatro, ihihihih

Paula disse...

Pelos objectivos:[Concluída a formação, os professores deverão ser capazes de escrever, gravar e imprimir documentos, criar pastas, aceder à Internet, fazer pesquisas e enviar mensagens de correio electrónico, entre outras tarefas que podem ser realizadas num computador. No final, os docentes deverão realizar um teste prático para poderem obter um diploma de competências básicas em informática.]
Realmente esta é mesmo só para "Inglês ver" e pior gozar connosco!!!

SaltaPocinhas disse...

@@ PAULA: Achas que vamos "passar"?? Estou com tanto medo!