31 de dezembro de 2006

Os não propósitos

É altura, nesta época do ano, de fazermos os nossos propósitos para o ano que vai começar.
Já fiz isso algumas vezes e não cumpri!
Por isso, desta vez, vou fazer os meus "não propósitos" e assim tenho a certeza de que os cumprirei!

  1. Não prometo levantar-me cedo, pois adoro dormir...
    Se toda a gente tem direito a um desporto preferido, porque não há-de ser o meu dormir? É seguro, económico e não engorda!!

  2. Não prometo ler mais do que lia...
    Porque os dias vão continuar a ter apenas 24 horas, porque o tempo não estica, porque adoro ver televisão e porque tenho de cumprir o ponto 1.

  3. Não prometo deixar de comer tantos chocolates...
    Eu adoro chocolate, nunca dei que me fizesse mal a nada, por que carga d'água hei-de deixar de o comer?

  4. Não prometo que finalmente vou começar a ir ao ginásio...
    Porque já sei que não vou!
    Não gosto!
    Não me apetece!
    Não quero!
    Já temos tantas obrigações, por que havemos de inventar outras?

  5. Não prometo que é desta que vou ser arrumadinha e organizada com as minhas coisas e que farei tudo com antecedência...
    Porque já sei que só funciono bem sob stress e quanto mais tempo tenho de mais preciso!

6 comentários:

Anónimo disse...

adorei os teus não propósitos. a propósito...
*FELIZ ANO NOVO!* ;)

Chussa disse...

Lindo... Acho que o melhor não propósito é mesmo o 1º... Ai como te compreendo!!!

Feliz 2007!!! Tudo de bom para ti e para os teus golfinhos!***

Anónimo disse...

Clap, clap, clap!!!!
Todos formidáveis, eu ficava já com o do chocolate... o primeiro nem por isso, e o último também não, porque para mim o complicado seria cumprir essas tuas «não obrigações» :D as outras conta comigo para ajudar a não cumprir que precisaras.

PN disse...

Ora... excelente ideia essa dos não propósitos. Eu este ano tb já tinha decidido não pedir desejos que sei que não vou realizar.

Anónimo disse...

Estes sim são fáceis de cumprir!

Gafanhotos disse...

Bons não propósitos, pelo menos o último é talhado à minha medida, fiquei mais contente por saber que não estou só, obrigado.