3 de janeiro de 2007

Um Natal diferente

«No dia 24 passei o Natal em casa.
Recebi roupa, um MP3 e dois chocolates.
No dia 23 veio o meu primo da prisão.
No dia 25 fui passar o Natal na casa do meu tio.
Na festa as mulheres e os homens dançaram.
Eu e as minhas duas irmãs, as minhas duas tias, e os meus dois tios fomos mais cedo para casa, porque os meus dois primos pequenos tinham frio.
A minha mãe e o meu pai ficaram na festa.
A festa só acabou à noite.
Meus dois primos e minhas duas primas estavam comprometidos.
Na festa de Natal os seus pais decidiram casá-los no mês de Junho.
A festa foi divertida.

No dia 31 à meia-noite fizeram lume lá fora.
Todos ficaram ao redor do lume.
À noite ouviam-se os foguetes.
Quando eu me fui deitar havia foguetes às cores mas eu não os vi, porque já estava deitada.»

Helena, 13 anos

14 comentários:

Emiéle disse...

:D
Fantástico, Saltapocinhas!!!
Que grande post!
Nem precisa de mais nada.

José Alberto Mostardinha disse...

Olá Saltapocinhas:

"Pelo andar da carruagem"... vamos ter mais uma escritora.
Deus queira que ela tenha condições para isso.
Não está nada mal para 13 anos.

Beijinhos,

Anónimo disse...

Esperava-a, talvez, uma noite com sonhos!...
Afectuosamente

Anónimo disse...

De etnia cigana, certo? De diferente só vejo a alegria das danças, o lume lá fora (se bem que nalgumas aldeias ainda se queima o madeiro na noite de ano novo) e claro os pais decidirem o casamento dos filhos! Nas prendas, são iguais aos restantes!

Didas disse...

Outro planeta?

Olha, arranjei-te trabalhos, vai lá ao farinha.

Emiéle disse...

Que engraçado como podemos ver as coisas de ângulos diferentes, Bell.
Para além de ser completamente óbvio, para mim, que se trata de uma ciganinha eu diria o contrário, que se semelhante só vejo as prendas, toda a festa é diferente...
:D
Mas isto vejo eu! Cada um tem a sua experiência, mas gostei muito do texto/post.

Anónimo disse...

Querida Saltapocinhas,
Que saudades em vir aqui. Adorei este post.

Um beijinho mt grande e votos de um feliz ano *

Anónimo disse...

já tava a achar estranho q isto fosse escrito por ti ehehehe
tava a achar frases assim muito simples!
mas tá giro :)

José Alberto Mostardinha disse...

Viva:

É consenso geral de que mulher séria é aquela de quem menos se fala.
O contrário também é verdade.
A não perder, no Estados Gerais, o video que sofreu a censura da justiça brasileira que, deste modo, colocou o país a ridículo na cena internacional no que á liberdade de informação diz respeito.
Urgente, antes que o boicotem... apesar de não ser nada de especial, bem pelo contrário.

Cumprimentos,

Anónimo disse...

'Postal de Natal' diferente com palavras simples, verdadeiras, directas, de uma adolescente que, parece-me, ainda é simples, verdadeira, directa.
Mas que retratam, ou fazem-nos intuir, imagens de alegria, outras duras, da vida real, outras ainda de resignação.
À jovem de 13 anos, parabéns!
A ti, saltapocinhas, por teres apostado neste 'postal', parabéns!

Ainda para ti, votos fortes e 'fábul+osos' de BOM ANO 2007!

Nilson Barcelli disse...

A Helena quem é? É tua filha?
Escreve muito bem.
Beijos.

mfc disse...

Viva a diferença e viva a alegria!

Mirmidão disse...

Estou de regresso a estas lides.
Para ti o meu @bração de sempre

O Mirmidão

Anónimo disse...

Olá! Só para dizer que terminei a "pausa" e a Memória regressou hoje. Vejo que continuas a publicar excelentes posts!
Um bom 2007!