22 de janeiro de 2007

Uma fábula surrealista e sem moral (mas verdadeira)

Imaginem a cena:
Numa escola, uma reprografia.
Na reprografia, onde há apenas uma fotocopiadora, estão duas funcionárias encostadas ao aquecedor.
São 10 da manhã e entra uma professora que pede 14 fotocópias duma ficha de trabalho. Precisa delas para uma aula que vai dar às 14 horas.
Uma das funcionárias diz-lhe que as fotocópias têm de ser pedidas com 24 horas de antecedência. "Não viu o aviso à porta?"
Realmente, no aviso colado na porta lê-se que as fotocópias devem ser pedidas com 24 horas de antecedência...
A professora insite que precisa das fotocópias e, já que elas não estão a fazer nada... podiam atendê-la.
Que não... ordens são ordens e não podem desobedecer às ordens do presidente!
Umas horas depois a professora é chamada ao Conselho Executivo.
Quando lá chega dá de caras, além do presidente, com a tal funcionária das fotocópias.
Passa-lhe pela cabeça que lhe vão pedir desculpa ou algo parecido, mas não!
A funcionária tinha ido fazer queixa da "arrogância" da professora que quis desrespeitar as ordens do senhor presidente.
O "senhor presidente" passa então um raspanete à professora porque "se as coisas estão organizadas assim é para funcionarem assim..."
A cereja em cima do bolo:
Ao comentar o sucedido com outras colegas, há uma que lhe conta o que sucedeu com ela: pediu 3 fotocópias que foram tiradas imediatamente, mas não lhas entregaram...
Teve de as ir buscar 24 horas depois!!! :o :o :o

19 comentários:

nena disse...

Essa regra das 24h é mais ou menos comum a todas as escolas. Existe para que possa haver uma melhor gestão, já que, frequentemente, há muito trabalho a fazer numa reprografia.

No entanto, uma coisa é a regra e outra é a realidade. Sei que devo entregar os originais (dos testes, por exemplo) na véspera, mas nunca deixei de dar um teste por lá ir no próprio dia. Por ezes entrego o material com uma semana de antecedência, porque já está pronto, e passado uma hora está a funcionária a avisar-me para o levantar, que já está pronto. E é só uma...

Quanto ao resto, essa do presidente passar um raspanete à colega em frente da funcionária, infelizmente não é caso único. Pior ainda é saber que muitos presidentes de CEs, com atitudes destas habituais, são re-eleitos 2 e 3 vezes... e a maioria dos votos vêm exactamente dos colegas!

Anónimo disse...

É uma boa história.
Passou-se numa escola, mas olha que é semelhante á que se passa em muitos locais da A.P. Eu não entendo bem se é uma es+ecie de «luta de classes» mal entendida... Porque há normas que se entende que existam para ordenar procedimentos e exactamente facilitar a vida, mas aceites rigidamente vão ter o efeito oposto e irritar toda a gente.
Claro que a atitude do director então é «abaixo de cão»!!!!

Anónimo disse...

Olha, ainda cá volto. Já me aconteceu coisas dessas, quer com fotocópias, quer com faxes. A «especialista» estava na altura ocupada a fazer crochet ou a ler a revista Maria e respodeu «deixe aí que já faço». Eu disse secamente «Muito obrigada» e fui até à porcaria da máquina e servi-me em self-service. Também mais tarde o chefe me chamou a atenção dizendo que se a máquina avariasse a culpa seria minha! Respondi que quando isso acontecesse assumia essa responsabilidade mas já agora gostaria de saber de todas as vezes em que ela avariava de quem «era a culpa»...

José Alberto Mostardinha disse...

Olá Salta Pocinhas:

Pois... mas o que falta aqui é dizer o nome da escola, o nome do Sr. Presidente e o nome da funcionária.

É que é exactamente por esta falta que estas situações se perpectuam.
Não há na escola um livro de reclamações?

Deve haver. Pois escreva-se o sucedido, denunci-se a situação, deixemos de "andar de cócoras" na vida, façamos alguma coisa para bem do país.

Essa fotocopiadora não é desse presidente, essa fotocopiadora é de nós todos, fui eu que também a paguei...

Sinto vergonha pelo sucedido... e pelo silêncio cúmplice (para lhe não chamar outra coisa) da professora.

Há muita incompetência na escola, a vários níveis,... mas isso não é nenhuma novidade.

Beijinhos,

Anónimo disse...

Não me posso esquecer de dar dois beijinhos à D. Vera, a minha menina das fotocópias, que nunca me recusou um trabalho, que me tira os exemplares que forem necessários na hora e até os vai entregar à sala se for preciso (esta última nunca aconteceu comigo, mas já vi colegas a pedir isto).

Há pessoas mais papistas que o Papa!

Didas disse...

A sério!... É que nem onde eu trabalho!... Estou pasmada! Não partiste aquela cena toda ao pontapé?

josé palmeiro disse...

5 estrelas!!!
Portugal, no seu melhor!!!
Regresso ao fascismo!!!
Obedecer, cegamente às ordens do chefe!!!
Que mais e melhor, a "professora" poderia esperar?

Gotinha disse...

Não sei se chore ou se ria!!

E ao final de 24 horas costumam mesmo entregar o material requisitado?! Costuma haver atrasos?!

Angel disse...

Aconteceu-me exactamente o mesmo qd estive a dar aulas no ano passado. A funcionária disse-me q as fotocópias tinham de ser pedidas c 24h de antecedência. Mas cm eu só tinha aulas à 3a-feira, nunca podia ir lá na 2a pedir cópias p 3a (e pedi-as às 10h da manhã p a aula das 13.30).. Disse-lhe isso educadamente, e cm estava um professor mais velho lá também, a funcionária calou-se e atendeu-me o pedido.. Mas parece q as funcionárias da reprografia das escolas por onde passo estão sempre a ver se fazem o menos possível...

SaltaPocinhas disse...

Uma clarificação a todos: não, a cena não se passou comigo nem no meu agrupamento.

Outra clarificação, mais dirigida ao Mostardinha: Nunca ouviste falar em professores contratados?
Achas mesmo que podem reclamar?

Anónimo disse...

chegar ao ponto de ir fazer queixa?! é demais, é demais mesmo! :P

José Alberto Mostardinha disse...

Olá Salta Pocinhas:

...nessas situações há outros processos igualmente eficientes.
E não é preciso ser o professor contratado a contar a história.
Isso, que eu saiba, não é nenhum "segredo de estado".
Para vilão... vilão e meio.

Bjs,

Anónimo disse...

O único problema que eu vejo na sua história das fotocópias, cara Salta-pocinhas, é que ela é verdadeira.
Deve ser a regras como esta das 24 horas para tirar fotocópias que a sr.ª ministra da educação chama "escola de excelência".

Hindy disse...

O quê? Este país é de loucos!

Boa semana e beijinhos :o)

PN disse...

Olá eu conheço muitas histórias desse tipo. Por acaso nunca precisei de ser chamada ao Conselho Executivo porque nunca perdi tempo a discutir com a funcionária... Mas tb conheço 1 boa: na minha escola há uma fotocopiadora para os professores fotocopiarem os testes e fichas sozinhos. Tb há uma reprografia mas está quase sempre fechada e só serve para tirar cópias de documentos oficiais. Cada prof tem um cartão com 1000 cópias. Parece muito mas se pensares que eu, por exemplo, tenho 6 turmas quase todas com 28 alunos e cada teste ocupa pelo menos 2 folhas... não é assim tanto, até porque só tive direito a 750.
Mas o gde problema nem é esse. A máquina fica rapidamente sem papel e só a senhora da reprografia é que tem a chave para o colocar. Noutro dia aconteceu ficar sem papel qdo estava a tirar fotocópias. A senhora da reprografia não estava, estava a exercer a função de porteira, resultado: não pude tirar as fotocópias de um documento para enviar a uma E de Educação. Isto para não falar das vezes que a máquina encrava e os profs ficam encravados...

afigaro disse...

Isto também tem muito a ver com a mentalidade adquirida dum sindicalismo doentio vigente.
Recordo ainda a velhinha lei da "Física":sinais contrários atraem-se (mandante e súbditos).
Certo, lá muitos se safam, para o poder do homem perdurar.Oh!Oh!...

Anónimo disse...

Olá a todos:)como queixosa nesta situação devo esclarecer que a história está bem contada, mas incompleta...porque eu dirigi-me ao Conselho Executivo para que eles me resolvessem a delicada e constrangedora situação e eles que remédio (engoliram o sapo)pediram mil perdões à funcionária:)e ela lá tirou as cópias...não ralhei com a funcionária e nem ralhei com o Presidente, apenas delicadamente lhes mostrei como era idiota aquela regra! E ainda mais idiota quem a fez!:)

Dulce Dias disse...

E vivam os procedimentos pré-definidos. Sim senhora. Chama-se a ir produtividade!!!

Anónimo disse...

Amanhã vou dar mais um sorriso à minha D.Irene e agradecer-lhe por ser assim... Às vezes "desenrasca-me" em cima da hora...

Beijo