18 de setembro de 2008

Impressões sobre avaliação de professores (1)

As minhas dúvidas acerca deste tema são imensas e acredito que à maior parte delas ninguém saiba responder...

Vai daí, vou começar a publicá-las à medida que forem surgindo, para não escrever lençóis que ninguém lê e também para tentar ir obtendo respostas de quem o souber fazer!

Começo então por estas:

Conhecem alguma profissão onde os avaliadores não são superiores hierárquicos dos avaliados?

Conhecem alguma profissão onde os avaliadores ficam dispensados do seu trabalho normal, pelo menos durante um ano, para poderem avaliar??

6 comentários:

José António disse...

Em relação à primeira, não sendo propriamente superiores hierárquicos, à luz Lei, estarão muito próximo disso.
Em relação à segunda, trata-se de uma redução de 45 minutos na componente lectiva, por cada quatro docentes a avaliar. Terão de ter sempre componente lectiva (e serão avaliados também nesse âmbito), pois só o presidente do executivo está dispensado dessa componente.

PN disse...

É normal que tenhas dúvidas... Mas acho que tal como aconteceu comigo no ano passado, isto da avaliação não vai ser um bicho assim tão grande como o pintam. No fundo a gente já sabe qual é o objectivo: aumentar o sucesso escolar. E não é que ele já aumentou?!!! Que coisa estranha!!!!

José António disse...

pn, dúvido que o objectivo nuclear seja esse... Hum! Ouviste o Secretário de Estado? Euritos! Euritos! Eureka!

Saltapocinhas disse...

não sei se estas contas dos minutos estão bem feitas em todo o lado...

a componente lectiva é o apoio educativo...
se não está numa escola, pode estar noutra, ou noutra ainda, ou.. em casa ou noutras actividades mais lucrativas!!

paula: quem me dera estar assim optimista!
mas prevejo cenas bem desagradáveis!

aflores disse...

Ser avaliado por alguém que não é teu superior hierárquico? SIM, Conheço!!! EU fui avaliado (profissionalmente) muitas vezes, por profissionais mais novos que eu, com menos experiência que eu, só que...foram eles os "escolhidos" para fazerem essa avaliação. Não, não sou professor, e acredita que as avaliações ao desempenho profissional, existem há muitos anos em determinadas empresas privadas. Mas que é revoltante, lá isso é.

José António disse...

Saltapocinhas, o que referes a propósito do tempo lectivo dos avaliadores é assustador. Bem... se me calhasse um avaliador que não cumprisse a componente lectiva de acordo com a lei, chamar-lhe-ia um... Um figo!