30 de março de 2009

A fama justifica tudo?

Hoje fez-me impressão uma reportagem que vi no Jornal da Tarde: era sobre uma criança de 12 anos que, por considerarem que tinha muito jeitinho para esquiar, ficou a viver na Áustria, ao que percebi, numa academia de esqui.

O pai e a mãe continuam a viver em Portugal e o miúdo vive lá sozinho...
Entretanto, faz viagens frequentes pois continua na escola cá, onde só vem fazer os testes.

Na reportagem que vi, ele ficava desclassificado numa qualquer prova que lhe correu mal e saía cabisbaixo, a chorar por ter perdido.
Enquanto os outros tinham lá os pais para os consolar, ele saía completamente sozinho!

Chamem-me o que quiserem, mas se fosse meu filho iria lá buscá-lo imediatamente! Não ficava lá nem mais um minuto!
Aliás, essa situação não se verificaria jamais, pois eu não admitia separar-me de um filho dessa idade!

8 comentários:

Emiele disse...

Não vi a reportagem mas já me sinto indignada!!!
É uma maldade!
Se os pais investiam assim tanto, tanto nessa modalidade, então mudem-se todos para lá. Vão skiar todos, talvez tenham sorte e entrem no Guiness ou coisa assim.

Que parvoíce, Saltapocinhas. Coitado do puto.

ameixa seca disse...

Para não falar do espírito competitivo que pode ser motivo de alguns dissabores no futuro!
Pensam que as crianças são umas máquinas.

aflores disse...

Lá vou eu fazer um comentário "granjola"...mas tu não te aborreces pois não? Claro que podes sempre apagar.
Eu vi essa reportagem (já deu 3 vezes) no programa "30 minutos".
Sem dúvida que mete aflição ver o puto sózinho, sem ninguém a confortá-lo após um mau resultado, mas os "Papás" só estão a fazer aquilo que acham que devem fazer, que é deixar seguir o sonho do puto, com todas as consequências e sacrifício que resultam dessa situação. Até aqui nada de novo.
NO ENTANTO, o puto, naquela prova que se vê na reportagem, ESTAVA A REPRESENTAR O NOSSO PAÍS FAZENDO PARTE DE UMA PEQUENA SELECÇÃO DE ATLETAS (que treinam como ele noutros paises)e que naquela prova estavam a representar PORTUGAL!!!
Eu pergunto: Não devia o País apoiar os atletas que o representam? ...Pois...esses apoios é só para os "meninos" do futebol (alguns mal sabem o hino nacional).
Mas isto nada me admira...a primeira atleta Portuguesa a representar Portugal nos Jogos Olímpicos (Ginástica) com pouco mais de 14 anos (salvo erro) nem dinheiro teve para telefonar aos Pais que ficaram cá em Portugal, e a atleta nem sequer foi acompanhada pelo seu treinador de sempre, mas sim pelo "seleccionador".
Enfim...vivemos só para o futebol.

Helena Almeida disse...

Eu vi essa reportagem, e aprimeira coisa que me veio à cabeça, foi que os pais deviam ter muito dinheiro e sempre é mais chique do que andar no karaté.
Helena

Shakti disse...

Impensável... ainda bem que não vi a reportagem !!

bj

Lucinda disse...

Na China também entregam os meninos a academias parafazerem deles heróis olímpicos. Depois nós, os patetas, admiramo-los imenso pelo seu talento precoce.Os pais deste tê, sorte. Não precisam da escola aberta a tempo inteiro.

Célia Jordão Alves disse...

Pois... Assim como está contado por ti, nem pensar! A família é para estar juntinha. Já terão tempo para voar, os meus passarinhos, quando forem mais crescidos e já quase não couberem no ninho.

Bea disse...

o mundo enlouqueceu...os pais enlouqueceream...isto vai acabar mal...