30 de abril de 2009

De cada vez que ouvimos falar em presidentes e primeiros-ministros ditadores, ou cromos, ou corruptos, ou tudo ao mesmo tempo, temos tendência a pensar logo em países africanos e depois nos sul americanos.

Mas não precisamos de ir tão longe: aqui pertinho, na Itália, temos um "homem" que preenche todos os requisitos para emigrar para África!

Desta vez anda a escolher para as eleições europeias as "boazonas" lá do sítio!! (não deixa de ser um critério...)
Só que, a mulher dele, uma senhora que, coitada, já terá pertencido a esse grupo há muitos anos atrás - antes de ter sido atacada nos lábios por um enxame de abelhas - não gostou da brincadeira e veio para os jornais fazer queixinhas do marido.
Coisa feia!

4 comentários:

tulipa disse...

Efemérides...
Dias internacionais...
Dias nacionais...
Para quê?
O pobre trabalhador tem cada dia menos razões para comemorar qualquer coisa. Existem cada vez mais filas no centro de emprego, os filhos vão para a escola sem comer, e até correm o risco de perder as casas por não conseguirem pagar as prestações.
E o dia que devia ser uma comemoração de direitos adquiridos, é cada dia mais uma jornada de luta.

No entanto, há outra efeméride: o meu "Momentos Perfeitos" faz hoje 1 ano.
Convido-te a vires brindar comigo!

Feliz "Dia do Trabalhador".
Bom fim de semana prolongado.

José António disse...

O homem até tem razão. Diz ele que escolheu as mais cultas. E, pensando bem, elas (ou eles) vão para lá para melhorar a vida da generalidade das pessoas? Talvez não... Tinham contudo (caso fossem) a particularidade de ajudar a entreter a populaça.

ameixa seca disse...

Ele é tão mafioso que até dói!
Eu quando o ouvi dizer que escolheu pessoas por se vestirem bem... só me apetecia vomitar. Um belo exemplo de escória da humanidade esse personagem!

Didas disse...

É bom existirem italianos, senão nós pensávamos que éramos os piores gajos da europa.