16 de abril de 2009

Será que ouvi bem?

Pareceu-me ter ouvido, no Telejornal, Cavaco Silva a dizer que sempre foi a favor do fim do sigilo bancário.

Estão a ver?
Se ele alguma vez tivesse tido a sorte de pertencer a um governo, ou - melhor ainda - se ele alguma vez tivesse tido oportunidade de ter sido primeiro-ministro, ou ainda melhor (cereja em cima do bolo!) - se ele alguma vez tivesse sido primeiro ministro de um governo com maioria absoluta, aí sim, teríamos tido este problema resolvido há séculos!

Que pena, tanta competência desperdiçada, num qualquer Banco de Portugal...

2 comentários:

entremares disse...

Ou seja... o nosso pequeno país de faz-de-conta... continua feliz.
Porque temos brandos costumes...
Porque somos pacíficos...
Porque somos hospitaleiros...
Porque nem reclamamos...
Porque até temos leis por encomenda...
Porque até temos justiça célere...

Irra, que estou farto.

Lucinda disse...

Mas que comentário mais corrosivo. És tão boazinha!
Qualquer dia o senhor Cavaco está a sair pelas trazeiras, como aconteceu hoje ao primeiro, e com uma música dos Xutos acompanhá-lo.