15 de Abril de 2009

Matemática!

O nosso Presidente da República está preocupado com a Matemática:

«É imprescindível para o nosso país que aumente o número de pessoas com competências para Matemática», diz ele.
E eu concordo!

A Matemática é uma disciplina gira e divertida...
Há 3 anos frequentei uma formação de Matemática que durou todo o ano lectivo, mas da qual gostei tanto que me inscrevi na continuação (tem uma "parte 2").
Lá inscrever, inscrevi e já por duas vezes, só que essa continuação da formação nunca chegou a ser feita.
Entretanto, este ano, as formações à disposição dos professores eram em "avaliação de professores"...
Mas para que quero eu ter formação em "avaliação de professores"?
Eu quero formação em Matemática!

Depois de ouvir hoje o senhor presidente da República, pensei:
Será que ele pode meter uma cunha para voltar a haver formação em Matemática??

Seria bom, para não acontecerem casos anedóticos como este:



Má formação em Matemática?
Ou este juiz tirou o curso na Novas Oportunidades?

Eu resumo para quem não tiver pachorra de ler:
O ordenado de alguém foi penhorado em 1/6 do seu valor.
O homem alegou dificuldades várias e pediu isenção.
O tribunal, preocupado com a sobrevivência do senhor, resolveu "atendê-lo", em parte:
"Reduziu" a penhora de 1/6 para 1/5!!!!

8 comentários:

Bea disse...

Vai a Outra logo atrás dizer palavrões pra mostrar que sabe tudo...sabe nada... eles nem sabem o que andam práqui a fazer neste País!bjs

Shakti disse...

Infelizmente a matemática ainda é vista como um papão e pelo que eu sei não é por causa dos professores do 1 ciclo...

bj

PreDatado disse...

Muitos destes tipos seguiram direito por serem uma nulidade em matemática e não por vocação. Talvez este seja um deses casos.

Graça disse...

Para além do erro colossal de Matemática que este "texto" pressupõe (parece mais uma anedota!!!), o autor também não sabe Português - é incrível como, em tão poucas linhas, podemos encontrar dois erros gravíssimos de sintaxe (na péssima construção de duas frases), um erro inadmissível de concordância gramatical e um erro inequívoco de pontuação..
Não admira, realmente, que tenhas sentido necessidade de, no final, fazer uma espécie de "tradução" do essencial...
Lamentável!

bell disse...

E é melhor não bufar que ainda lha "reduzem" para 1/4 eheh

Castanha Pilada disse...

Já conhecia essa. E um dia destes houve um engenheiro que teimou comigo que metade é mais que 2/3. Se houver essa acção posso mandá-lo para lá? Onde fica?

Factor X disse...

Ahhaaaaaaaahhhhhhhhh....é um Juíz das novas oportunidades :)...mas os meus aprendem a trabalhar com fracções! Podem não saber outras coisas, mas sabem que 1€ a dividir por 6 pessoas é menor do que 1€ a dividir por 5 pessoas!

eMe-a-eMe disse...

: )))))