1 de março de 2005

Dias maus...

... sabem aqueles dias em que só ficariam satisfeitos se tivessem dado um murro valente nas trombas de uma pessoa?
... mas que não pode ser, não se deve agredir ninguém, blá blá blá, nem mesmo quando nos entram pelo local de trabalho adentro com insultos e ameaças histéricas?
Pois hoje tive um dia assim!
Valeram-me a colega, a funcionária, os miúdos (que são uns queridos e que têm um sentido de justiça apuradíssimo), mais tarde o marido, depois um banho quente e agora vocês...

E eu fico a pensar o que vai ser um dia daquela menina, tendo de aturar uma mãe doida de pedra, que a constrange assim em frente dos colegas.
.............................................

Agora para desanuviar:
Título do Correio da manhã de ontem:
Évora: Procissão a pedir chuva cancelada devido ao mau tempo

15 comentários:

mfc disse...

O que vale é que a mairia das pessoas tem bom senso.
Não te chateies. Um beijo.

Formiguinha disse...

Se tivesses dado o murro se calhar não se perdia nada... Bjinhos grandes e calmex! ****

O Turista disse...

Vá... calma... relaxa... conta até 10 faz o pino...
Amanhã é um novo dia!
Bj!!

O turista - www.turistar.blogspot.com

O Turista disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Vulcão disse...

E é que apetece mesmo dar um murro, ou vários!
Há gente capaz de tudo, de uma forma desprezível!
Mas nós estamos cá para te ler e ajudar a bater, se preciso for! :)
Bjs

darkman disse...

sim esse titulo ta excelente! qt ah senhora, n contaste o que foi, mas fiz logo o filme na minha cabeca;)

ashistorias.blogspot.com
ospensamentos.blogspot.com

Didas disse...

Este mundo está cheio de malucos. Até eu às vezes acho que não bato muito bem. Mas é impossível não é?

Primula Bramble disse...

Mais valia bateres memo do que engolires a fúria... Agora a sério, é preciso muita calma em lidar com as pessoas. Existe malta de todo o tipo! Mas alegra-te... não somos todos como eles...

Carla disse...

Imagino o que não será humilhante ter uma mãe ou pai a fazer cena de faca e alguidar perante nós e quem nós conhecemos... Imagino também que isso faça facilmente 'saltar a tampa' de qualquer um. Enfim... por vezes há que nos contermos mesmo. Gostei imenso da tua proposta para desanuviar, o título é divinal :) Beijo grande :)

antonio disse...

Eh,eh,eh! desculpa lá.
É que umas horas depois das cenas caricatas, nós costumamos desatar a rir à gargalhada. Vais ver que é o que te acontece.

Um abração do
Zecatelhado

aflores disse...

Para a próxima chama por mim...mais calma? OK, podes insultar (baixinho, baixinho) quem te fez mal. A culpa de tudo isto é a falta de chuva e mais nada!

SaltaPocinhas disse...

@@ MFC: É fácil de dizer, mais difícil de concretizar mas lá vou tentando!

@@FORMIGUINHA: Não se perdia nada mesmo!!

@@TURISTA: Não sei fazer o pino :-(

@@VULCÃO: Para a próxima (deus me livre!!) eu chamo-te... és boa à porrada?

@@ DARKMAN: Parecia mesmo um filme! De terror!

@@ DIDAS: Há a loucura saudável, mas a outra, ufff deus nos livre!

@@ PRIMULA: Obrigada pela visita! E pela força também!

@@ CARLA: E olha que fazer-me saltar a tampa é um bocado difícil. Normalmente sou calminha e incapaz de refilar, mesmo quando devia!

@@ ANTONIO:Ainda não cheguei a esse estádio, ms está quase!

@@ AFLORES: Insultar?
Há palavras que eu disse ontem pela 1ª vez, mas foi baixinho!!

lique disse...

Pois é, há dias assim e pessoas assim que têm o dom de nos tirar do sério, como dizem os nossos amigos brasileiros!
Venho também agradecer-te o mimo que deixaste lá no meu blog. Beijinhos

Anónimo disse...

Sabes, eu sou daqueles encarregados de educação que acham que deviamos andar com os professores ao colo, só pela paciencia que eles têm em aturar os nossos filhos, e dedicarem uma vida a tentarem ensinar-lhes alguma coisa! Quanto tenho algum reparo a fazer, é claro que faço, mas sempre com educação. Mas não deixo de admirar a vocação quando ela existe! Bj da Fernanda

Menina_marota disse...

Quantas vezes...mas, por motivos diferentes do teu!

Tenta imaginar, teres o teu marido no hospital, com uma daquelas crises, que não se sabe o que vai acontecer e, esperares horas... para te dizerem alguma coisa!!

É de enlouquecer ou... partir tudo!!!

Quantas vezes já não me aconteceu isso...

O que vale, é que passando o mau tempo, tenho o meu "refugio" e vocês para me descontrair...

Abraço e um sorriso para ti :-)