22 de novembro de 2005

Prós, profes, pais e os contras

Ontem - se calhar como grande parte dos professores deste país que não têm sono ou que, como eu, trabalhem de tarde - estive a ver o Prós e Contras na RTP1. De uma maneira geral gostei do programa (soube a pouco, o que é bom sinal!)
Gostei especialmente do que disse David Justino (porque será que as pessoas quando deixam os ministérios é que ficam cheias de boas ideias?) e António Nóvoa (que só foi pena ter falado tão pouco).
Adorei ouvir aquela professora, a Amélia Pais.
A certa altura ela disse que tinha um blog. Se alguém mo souber indicar, agradeço!

De quem eu não gostei, não consigo "engolir" o homem (salvo seja!) é daquele senhor da Associação de Pais. Mas o cargo dele é eterno?
E aquele ar de superioridade com que fala de tudo, até de assuntos que nem sequer domina, dão-me volta ao estômago!

E por falar em associações de pais um dia destes chegou-me às mãos o "Plano de Actividades 2005/2006" de uma dessas associações.
Das nove alíneas que tem o plano, cinco são jantares, lanches e festas...
Nem sei como este país andaria para a frente sem as associações de pais!

(e agora entre nós, que ninguém nos ouve: a melhor associação de pais que pode haver é cada um, em sua casa, educar bem os seus filhos!)

19 comentários:

NASMarques disse...

Isso da "associação de pais" é alta treta.
Desde o cículo que nunca se via nenhuma associação de pais a fazer nada e depois, quando era altura de início de aulas, pediam sempre dinheiro para a dita "associação de pais" :s

Clitie disse...

Não poderia concordar mais! E desenganem-se aqueles que mandam os miudos para a escola e os professores "que os aturem"!

Bjk

MWoman disse...

Posso subscrever?
Ok, está feito! ;)
Não tenho mais nada a dizer!

(onde dás aulas, cachopa, um dia destes faço-te uma visita! Não precisas de responder aqui! hehe)

Furão disse...

E pronto!

Cá venho eu outra vez dar-lhe um "puxão de orelhas"!

Será que terei de lhe explicar que, à semelhança daqueles clubes com sedes no estrangeiro e com sucursais em Portugal, e em cujos estatutos só se fala em solidariedade, caridade, dignidade, etc, etc, etc, (como aqueles com leõezinhos sem serem do Sporting ou com emblemas parecidos com o ACP presos a pedras em tudo o que é jardim público), as associações, sejam elas de pais ou de tios e tias, têm que fazer jantares, almoços, banquetes, festas e excursões para poderem resolver com eficiência os assuntos que mais preocupam a sociedade moderna?

É obvio, não acha?

Quem consegue raciocinar de barriga vazia ou sem o bom sol das Caraíbas?

Bjs

Abelhinha disse...

Deve ser das associações de pais.

Os que gerem a pré onde ia inscrever a minha filhota também são levados da breca.

E pensei se ficaria confortável sabendo que as pessoas que vão cuidar da minha filha estão tão desconfortáveis no seu local de trabalho...

A insatisfação com o trabalho por vezes gera agressividade, e a agressividade quando se trabalham com crianças é sempre aquela coisa!

magnolia disse...

Saltapocinhas, aqui fica o link do blog da Amélia Pais: http://barcosflores.blogspot.com/
Embora o ache interessante, continuo a preferir o teu.
Beijo

Didas disse...

Mas também é verdade que muitos professores que para aí andam deviam estar em casa a pontear peúgas. Sei que não é o teu caso. Mas há. Infelizmente a dar mau nome à classe.

Miguel disse...

Pois eu não gostei nada do programa. Aliás, quando num programa sobre educação não é convidado um único professor no activo que dê a conhecer o que é a realidade das escolas portuguesas pouco se pode esperar de positivo...

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

Um blog interessante...
Bjx

ML disse...

Olha Saltapocinhas, agora fiquei com pena de não ter assistido. Bastava estar o Nóvoa para valer a pena. Mas comigo é o contrário, os programas que começam tarde é raro conseguir assistir. E esse é muitas vezes desiquilibrado, além de que a moderadora... cof...cof...
Mas pelo que dizes foi pena não ter ouvido.
As Associações de Pais, vistas pelo topo, são do mais reaccionário que há. Se houver alguém mais progressista é por engano.

arte por um canudo 2 disse...

Também gostava de saber quantos filhos tem esse senhor para ser eterno na Associação de Pais.Pertenço a uma e nunca fui chamado a votar nem dei autorização para que votassem nele.Quanto ao debate no ar fica sempre aquela imagem dos professores não quererem aulas de substituição porque não querem trabalhar.Beijinhos

aflores disse...

Olá "setôra";) Não vi o programa porque estive a ver um excelente filme, mas não há problema porque o conteúdo do mesmo (programa) e seus intervenientes, vão andar a repetir-se por aí. Vira o disco e toca o mesmo.

Mocho Falante disse...

Nunca percebi que fazia tal associação, mas agora com este post já sei... são uma empresa de Catering

Beijocas

David Justino disse...

Olá saltapocinhas,
fico contente por ter gostado, mas olhe que não disse nada que já não tivesse dito quando era ME. Mas a razão do meu comentário é outra, dar-lhe o endereço do blog da Amélia Pais:
http://barcosflores.blogspot.com/
Não sei se sabe mas é uma das mais respeitadas especialistas em Camões que temos em Portugal.
Cumprimentos

PN disse...

Também assisti ao programa na íntegra. Gostei também das intervenções pertinentes de António Nóvoa e de Amélia Pais, até porque foi a oportunidade de dar rosto a duas pessoas que conhecia dos livros que têm vindo a fazer parte das minhas investigações. Não estava à espera de grande coisa saída do debate, aliás esperava justamente que as coisas ficassem como ficaram: na mesma. Quanto à intervenção do senhor da Associação de Pais (mas afinal quantos filhos terá ele em idade escolar?)subscrevo a tua opinião. Desagradou-me que só se falassem nas aulas de substituição, tal como me desagrada a ideia que circula por aí de que os professores não querem trabalhar. É claro que há os que não querem, mas pelos exemplos que vejo, não constituem a maioria, pelo contrário. Parece-me que os nossos dirigentes se estão a esquecer de que para exigir têm de dar condições.

Miguel Sousa disse...

o cargo do presidente da associação de pais é eterno, como é o do alberto joão, do mesquita machado e do Paulo Sucena...que anda a empatar o movimento sindical há anos...com um comunismo indisfarçável

Dono da Lua disse...

Completamente de acordo.
Bjks

Mac Adriano disse...

Um dia vou ser presidente da república das bananas, tenho esse sonho. Quando for candidato vota em mim. A primeira coisa que farei, SEM DÚVIDA NENHUMA, é acabar com as associações de pais. Ou melhor, poderão existir, mas clandestinamente, como o Partido Comunista antes do 25 de Abril. Depois hão-de ir todos armar-se em pais para a mãe que os pariu.

António disse...

Ah, Guida!
A tirada final foi de sábia!

Beijinhos