15 de fevereiro de 2006

Carta aberta à dona Lurdes

Dona Lurdes:

Eu sou professora por isso você deve ser assim a modos que a minha patroa.
Ora eu não consigo chegar à fala consigo doutra maneira, vou tentar aqui, pode ser que algum conhecido seu leia isto e lhe dê o recado.
É que há umas coisas que eu não entendo, mas isso também é normal sendo professora do 1.º ciclo, que são aqueles professores que não sabem nadinha, nem sabem ensinar matemática às crianças veja lá!
(Seria bom mandar investigar como é que algumas conseguem aprender...)

Eu sei que a D. Lurdes mandou o inglês não foi para dar emprego aos professores de inglês desempregados, que isso a senhora disse na altura, nem terá sido apenas com a intenção de que as criancinhas aprendam inglês... A sua maior preocupação era ocupá-las até às 17:30 para assim facilitar a vida aos pais trabalhadores.
Por isso precisava que fosse à minha escola explicar aos pais dos meus alunos porque é que a eles ainda lhes complicou mais a vida.
Eu já tentei explicar-lhes, mas dadas as minhas limitações não consegui fazer-me entender. Pode ser que a senhora lhes consiga explicar porque é que eles agora têm de pedir para sair dos empregos às 10 da manhã para levar os filhos à igreja onde decorrem as aulas de inglês e voltar a sair 90 minutos depois para os levar a casa e lhes dar almoço e depois levar à escola. Isto às terças, porque às quintas eles têm de sair dos empregos para levar os filhos a assistir a uma aula de 45 minutos...

Eles não conseguem entender porque ouviram na televisão que os pais iam ter a vida facilitada com os filhos mais tempo na escola e afinal ainda a têm mais complicada!
São mesmo broncos não são?

10 comentários:

afigaro disse...

A dona Lurdes que responda.É muita areia para a minha camionete. Ainda por cima,aqui para os meus lados a Igreja é para a catequese.

123de4 disse...

Fiquei curioso..
1. As aulas de inglês não são dadas na escola?
2. Os pais é que têm de assegurar o transporte a meio do dia?
3. Não sabia que a Dª Lurdes tinha dito que haveria aulas de inglês para empregar os profs de inglês..Foi mesmo assim?
4. É cá em Portugal que tudo isto se passa?...

Didas disse...

Eh pá, se tens falado mais cedo, a D. Lurdes ainda hoje passou lá na padaria a comer uma bola de berlim com creme e um batido, a gulosa!

mar disse...

Os mistérios do ministério da educação são insondáveis...... :)
Bjs

Eu disse...

Eu não sabia que a minha mãe era tua patroa, mas vou-lhe dar um "toque", fica descansada

quanto aos pais, tenta que peçam ao padre que celebre a missa ao mesmo tempo que o inglês, assim facilita-lhe a vida ao domingo

;)

O Micróbio disse...

enfim, divergências... :-)

Manuel disse...

São mesmo broncos, são. Até há aqueles que fecham as escolas a cadeado pra que elas não... fechem. Onde já se viu?
O que é preciso é educar os pais para que eles digam sempre amen à dona Lurdes e lhe batam muitas palminhas. :)

Arte por um Canudo 2 disse...

D. Lurdes não quer saber.Ela espirra e a comunicação social bate palmas.Bjs

f... disse...

A dona lurdes (ou os seus serviços) mandou uma cartinha lá para a minha escola a perguntar porque é que apenas 20% dos alunos do 1º ciclo estavam inscritos nas actividades de prolongamento ... queria que o pres. do CE lhe explicasse o porquê. Ele não sabe porquê ... talvez os pais sejam uns ingratos e não se tenham apercebido da generosidade da dona lurdes ... malandros!!! e ela que só faz isto para o bem deles,!

floreca disse...

Quando é que vamos ter um/a ministro/a da educação que já tenha sido professor e conheça a realidade das nossas escolas?
As ideias são muito bonitas, mas só no papel!!!