11 de agosto de 2007

Está mais que visto

que nós, portugueses, não admitimos que os outros digam mal de nós!

Só nós é que podemos dizer que o governo não presta, que os políticos são incompetentes, que os autarcas são corruptos, que os professores são malandros, que os polícias não descobrem nada, etc..

Basta ler algumas notícias e principalmente alguns comentários on-line para vermos como reagem as pessoas às notícias de que a imprensa inglesa critica a nossa polícia!
Afinal os polícias são geniais, são os melhores do mundo e os jornalistas ingleses é que são uns sacanas.

Vou esperar que os ingleses se atirem aos professores!!

7 comentários:

Isabel Aleixo disse...

Eu até dou um empurrãozinho, se for preciso!
É que a classe docente precisa mesmo de quem lhes diga - assim, para variar - umas coisitas menos agressivas!

José António disse...

Eu fiquei zonzo com o Luís Filipe Menezes. O homem percebeu onde o Sócrates se meteu com o ataque à classe docente e já declarou que uma das suas prioridades será minimizar os estragos feitos, por este governo, a professores e enfermeiros. Ora até que enfim...

SaltaPocinhas disse...

@@ Isabel: és uma querida!

@@ José António: não sei que diga, mas elogios desse senhor não me parecem muito gratificantes!!
Não foi esse que se comprometeu a ser presidente duma câmara por 4 anos e agora prefere outro tacho?
gente sem palavra para mim não tem valor!!

Rosarinho disse...

Mas é claro que só nós é que temos o direito de dizer mal, essa agora!

Poemas e encantos disse...

E todas vezes “que te leio” me vejo. Encontro-me nos teus contos. E tuas palavras parecem ser a mesma dos professores de cá desse canto verde amarelo e rubro de vergonha com seus políticos. Mas, concordo só nós podemos malhar nossos judas.

aflores disse...

Eu costumo dizer "pimenta no rabo dos outros...no nosso é refresco", mas que este assunto já "cheira mal", lá isso cheira.

Dina disse...

Assumo que se pudesse dava uns valentes estalos nalguns jornalista ingleses...sou portuguesa de gema pois então!
Parece-me descabido o que se tem escrito na imprensa inglesa sobre a PJ, parece que é um qualquer ressentimento que os ingleses têm contra nós.A polícia inglesa se fosse perfeita teria neste momento cerca de 80 casos de crianas desaparecidas por resolver? No nosso país neste momento o nº é muito inferior...