23 de abril de 2008

Deficit democrático (e não é na Madeira!!)

Saiu ontem o decreto-lei sobre gestão das escolas.
Ainda não o li com muita atenção, fiz apenas uma leitura rápida, mas já deu para perceber que a democracia nas escolas é coisa do passado.

Acabam-se os órgãos colegiais, o director e os seus capatazes adjuntos reinam com poder absoluto...
O conselho pedagógico que era até agora o órgão máximo do "poder" na escola, formado por muitas pessoas todas com poder decisório (e para quem ignora, no pedagógico estão representados também os pais e os funcionários da escola) passa a ser agora um mero "enfeite".

Até os coordenadores de escola, que sempre foram eleitos pelos seus colegas de escola, vão passar a ser nomeados pelo director-todo-poderoso!

5 comentários:

José António disse...

O risco existe e é elevado. Daí a importância de constituir lista para o Conselho de Escola e ser combativo(a). Alhear-se, fazendo de conta que nada se passa, pode ser desastroso.

arte por um canudo 2 disse...

Nem o 25 de Abril nos salva.Quem sabe se a nova fornada de jovens levam o 25 de abril mais a sério!..esperemos que sim.

José Manuel Dias disse...

Quando a responsbilidade individual se dilui na responsabilidade colectiva é o que dá...

Diz o Roto ao Nú disse...

Salazar estará de volta?

AnaCristina disse...

Fiz um post sobre este mesmo assunto. Triste, não é?