16 de novembro de 2009

Para que serve um referendo?


Bem, na minha humilde opinião um referendo serve para que toda a população de um país se manifeste acerca do que é referendado.
Por isso, eu acho que os referendos só são úteis quando o resultado do assunto em votação atingir toda a gente: os que querem e os que não querem.
Nesse caso a opinião da maioria prevalecerá e os outros têm de se conformar (como aconteceu com a regionalização, por exemplo).

Mas, nos casos em que o "fazer" ou "não fazer" - seja uma interrupção de gravidez, seja casar com uma pessoa do mesmo sexo - depende só e unicamente do livre arbítrio de cada um, para que serve um referendo?

4 comentários:

maria mar disse...

Serve para chatear quem se interessa e/ou está minimamente informado. Serve para chatear os directamente envolvidos nas situaçoes. Finalmente, serve para alguns falsos moralistas e pregadores se fazerem passar por sonsos: "Olhem SÓ p'ró que eu digo, nunca p'ró que eu faço!"(já pregava Frei Tomás...)
O que cada um faz da sua vida, nao é coisa que me incomode minimamente!

mlu disse...

Os assuntos nacionais são de todos, logo, as decisões também, em eleições ou referendos.
As decisões pessoais são isso mesmo: pessoais. A privacidade de cada um é um direito inalienável(ponto final). Qual referendo, qual quê!!!

Boop disse...

E para que se elegm partidos com um programa eleitoral???
Independentemente de ser a nossa escolha ou não foi a escolha do país!

E tens razão. Um assunto destes não tem de ser referenciado!

Emiele disse...

(Oh Saltapocinhas, escapou-me este teu post.)
Nem mais.
Ou é constitucional descriminar as pessoas ou não. Se não é o que se vai referendar?
São uma minoria, os homossexuais? E daí? Também os canhotos são, e há 100 anos até se contrariava que se usasse a mão esquerda, e hoje até há objectos construídos a pensar neles! Para mim que, por acaso, nem sou canhota nem homossexual não vejo que tenha de interferir em nenhum caso.