5 de abril de 2005

Não ao fim dos "furos"!

O primeiro ministro anunciou ontem durante a visita a uma escola que se iam acabar os "furos".
Ele não sabe no que se mete!
Os furos são uma instituição nacional que tem de ser preservada!
Ele, que até já foi ministro do Ambiente e tudo, devia saber que há coisas que são para preservar! Os "furos" estão sem dúvida incluídos nessa lista.
Mais do que as aulas e até do que alguns professores (que são mesmo para esquecer) o que eu recordo com mais saudade dos meus tempos de estudante são os "furos"!
O que se aprendia nesses intervalos de tempo não tem comparação com o que se (des)aprendia nas aulas!
Jogava-se ao ringue, jogava-se à bola, namorava-se, discutiam-se ninharias importantíssimas...
E também se estudava...
Quando se quer realmente estudar não é preciso ter sempre um prof ao lado! Pelo contrário: as descobertas que fazíamos uns com os outros são aquelas que nunca mais esqueceremos!

Juntem-se a mim neste protesto!!

23 comentários:

Ideiafixe disse...

Não havia nada melhor que um furo!... Ai ai ai... só acabam com o que é bom!

MWoman disse...

Já cá estou, pá! Até o meu filho disse que ele endoidou, assim que ouviu a notícia! Pudera!

Não ao fim dos furos!!!

Jamais!!!! Never!!!!

aflores disse...

Estou aqui pois então! Unidos venceremos! Não ao fim dos furos. Como é bom ter um furo...adorava quando tinha furos. O tipo não sabe em que furo se "meteu" ;)

Vulcão disse...

Pois também eu te digo que ele não sabe no que se meteu ;) Talvez saiba mais tarde, quando vir as consequências do que fez.

Eu não tive a sorte que tu tiveste.
Estudei num colégio e quando havia um "furo", eramos obrigados a ir para uma sala de estudo, vulgo "salão". Nem sequer tinhamos um professor a acompanhar, eramos vigiados por um auxiliar.
Muito más recordações guardo desas horas lá passadas, por obrigação.
Desaproveitadas, porque como escreveste e muito bem, fora das salas de aula também se aprende muito!
Beijinhos

O Micróbio disse...

Se há coisa de que tenho saudades do meu tempo de liceu é precisamente dos furos... que lições de vida!

Amaral disse...

Quem não se irá juntar ao protesto???... "Furos" e "pontes" têm sempre os seus apoiantes...;) Mas, estou contigo! Nesses intervalos, criam-se coisas novas, perfeitamente complementares e desanuviadoras.
Gostava que fosses ler o post que publiquei no dia 4, com um conto para crianças. Como já te dissera há dias, a tua opinião é importante.

Cakau disse...

Olá! :)
Sou obrigada a concordar que os furos nos ensinam imensa coisa. O convívio, as amizades, as experiências... tudo contribuem para crescermos e nos formarmos.
Mas também acho que furos em excesso é prejudicial. Eu lembro-me de ter um horário no secundário que me fazia ter 6 furos semanais em horas completamente absurdas. E por causa disso, faltava às aulas seguintes. A consequência disto, já todos sabem...

Aposto mais numa melhoria na realização dos horários a fim de evitar furos excessivos e a conserguir-se horários mais flexíveis. Além do mais, há sempre tempo para as brincadeiras e as aprendizagens. Agora, inventar novas disciplinas para preencher os furos, é ridículo.

Beijinhos *

Varela de Freitas disse...

Olá! Não sei se tiveste tempo para ler o que escrevi acerca deste tema. O Engº Sócrates falou à "antiga"... Hoje, as escolas podem resolver como melhor entenderem os casos de faltas de professores ou de eventuais "furos" nos horários, dando aos alunos condições para aproveitarem aquele tempo de uma maneira aue não seja... uma aula! Espero que a Ministra corrija o erro ou que alguém lhe diga que namorar pode ter também interesse para o currículo... (Estou e não esou a brincar).

Anónimo disse...

Havias de ver a reacção dos meus filhos a tal noticia! A Catarina que é uma excelente aluna, ficou verde de aflição. O Carlos, que é um aluno "à rasca" ficou vermelho de raiva! Bj da Fernanda

Anónimo disse...

Olha tive que vir a outro computador... o meu não quer nada com o explorer e tu, nada com o firefox...

Há furos e furos.

"No meu tempo" - estou mesmo cota - havia furinhos feitos por agulhas... Hoje não sei...
Tenho uma prima, que faz 20km, para ir buscar a miuda à escola, porque ela tem medo dos furos...

Mais uma vez, sem opinião... (?!)

Está mau isto...

Beijo grandes

Partilhas

Leonoretta disse...

Que medida horrorosa.
Coitadinhos dos miudos que ficam sem um intervalinho a sério de vez em quando.

por mim, assino em baixo.

leonor

Clitie disse...

Acabar com os "furos"da estudantada é o equivalente, para o trabalhador, a colocar nos Domingos todos os feriados de semana!!
Sou totalmente contra!!

Paulo Lopes disse...

Grande parte do meu "currículo oculto" foi aprendido nestes furos... ;-D

JPD disse...

Olá saltapocinhas!

Todos aqueles que estiverem envolvidos na educação deverão ser ouvidos. Antes disso, o Min.Educação deverá fazer divulgar os princípios orientadores para o desaparecimento dos furos: fazer o quê. como, com que meios, quanto custa. se isso acontecer, a conversa ganhará rumo.
Bjs

magnolia disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
magnolia disse...

Este é para mim um blog de referência!
Visito-o assiduamente e adoro.
Tem toda a razão quanto à necessidade da existência de furos.
A mim também me trazem muitas recordações! E como diz, quem quer estudar fá-lo em qualquer hora, com ou sem prof.
Um abraço.

PS: Peço desculpa mas fiz delete sem querer no outro comentário.

123de4 disse...

Sempre ouvi dizer que a razão de haver aulas era proporcionar a existência de furos...

bertus disse...

...espero pela "argumentação" do titular da pasta da educação do modo como vai "tapar os furos"; se tivermos em linha de conta que a educação não tem as rodas de uma bicicleta...

Intés!!

Selma disse...

Concordo 100% contigo. As melhor recordações que levo dos meus tempos de escola secundária, são a conversas... as trocas que haviam entre colegas nesse espaço, sempre tão esperado :P Ainda me lembro dos gritos pelos corredores: "Não há aulassssss"

Didas disse...

Pois tens muita razão, como vai sendo habitual. Mas isso de haver tanto profe à sombra da bananeira é que também tem que acabar, que a vida não é só forum e casa de chá. Horários zero, horários reduzidos ninguém entende muito bem porquê, cenas inventadas para preencher horários porque turmas não há que chegue, essa mama já era tempo de acabar. E os estudantes sempre podem ter a escola da vida noutras horas :-)

Pekala disse...

Eu também protesto!Tá mal!Eu ADORAVA os furos!Que saudades:)
E gostava de viver num país que permitisse que os meus filhos possam também gozar os furos como eu os gozei mas de qualquer maneira...pensando bem...se calhar é melhor não ..huuuummmmm..errr....abstenho-me!
Já fiz o teste lá de baixo,que estranho,deu-me o mesmo resultado que a ti!!!;)
Estou a tratar do envio que te prometi,vai demorar mais um tempinho porque estou a escolher a "coisa"(pra não saberes o que é!) ideal,mas acho que vais gostar!Me aguarde!Bjinhos!

Menina_marota disse...

Olha o "cota"!- exclamou o meu adolescente filho, ao ouvir a notícia à mesa do jantar.

- Então menino... respeito...

_ E, ele? Respeita-nos? O que mais adiramos na Escola, são os furos!

- E eu a pensar, que era estudar!

Uma gargalhada, muito gargalhada e, a resposta:

Pois... mas em dia de furos, é bestial!

Mais comentários, para quê?

Abraço :-)

Menina_Marota disse...

Ressalvo: admiramos

;-)