6 de junho de 2005

Cidadã exemplar!

Hoje à vinda para casa, na cortada de uma estrada secundária de outra ainda mais secundária, fui mandada parar por uma brigada da GNR.
Dois carros patrulha em cada sentido numa estrada onde passa um carro ou dois por minuto, não deixavam escapar ninguém...
Como boa menina cumpridora, tinha tudo em ordem.
Só quando o GNR me pediu "pode mostrar-me o triângulo?" eu hesitei e disse-lhe "eu sei que tenho uma coisa dessas, mas não sei onde".
"Talvez na mala?".
Abri a mala... et voilá: o triângulo estava lá quietinho, mesmo à vista para me livrar de mais vergonhas! Ainda bem que não pediu para mostrar alguma coisa que estivesse guardada no capô, pois não sei como se abre!!
(Agora estou mesmo a ver os homens todos a rirem-se de mim...
Mas mais patético do que não saber abrir um capô, não será abri-lo e ficar a olhar para as entranhas do carro, à espera que a avaria se remedeie por telepatia, como se vê os homens fazerem???)

A razão da minha ignorância é bem simples: com carta há 25 anos foi a segunda vez que me mandaram parar...
E depois dizem nas notícias que o novo código afinal não fez descer o número de acidentes... Será que estas cabecinhas pensantes ainda não descobriram que não são novos códigos que vão resolver o problema mas sim uma vigilância muito mais apertada?
Que havia de haver patrulhas todos os dias um pouco por todo o lado?
Que nem precisavam mandar parar, pois bastaria a sua presença para que os condutores ficassem mais cuidadosos?
Que a simples presença da GNR, sem estar disfarçada, pode evitar acidentes?
Mas não: os poucos recursos que têm ainda os desperdiçam em "carros descaracterizados" que não previnem acidentes mas são óptimos para caçar multas!
Quando será que alguém repara que sai mais barato ao país evitar uma morte na estrada do que passar dezenas de multas?
Dahhh!!

  • Frase do dia:
«Homem que é homem, deixa o mel e come as abelhas»
Sr. Pires, Quinta das Celebridades

19 comentários:

Formiguinha disse...

Bom, eu já aprendi onde ficam essas coisas úteis, a abrir o capot e a colocar água do "mija-mija". Resta-me acertar com a vareta do óleo no sítio certo para ser perfeita! :D Bjinhos***

Betty Branco Martins disse...

Não és a única a ser apanhada nessa situação! Tenho histórias verdadeiramente caricatas, das respostas que dou aos policias, enfim... pelas perguntas que fazem! De coisas que não faço a mínima ideia que existem.

Beijocas

DP disse...

Ora aqui está uma cidadã exemplar!Pode não saber onde está mas sabe que tem tudo...gostei dessa dos homens á espera que o carro se arranje.Tens razão saltapocinhas e é pena que os policias só andem à caça das multas com os seus carros disfarçados, quando deviam mostrar-se para que não haja tantos acidentes. A simples presença deles é um factor de prevenção.Quando é que aprendem...Boa semana. Arte por um canudo 2

pita disse...

safaste-te bem!
Já ouvi uma que a menina mostrou o triangulo que lhe fizeram na depilação! :-)

Carla disse...

Concordo que se houvesse mais brigadas, sem estarem dissimuladas, as pessoas seriam muito mais cautelosas. É a vigilância, sim, que faz ter mais cuidado. Tenho amigos que deixaram de beber quando saem à sexta à noite porque passou a haver sempre brigadas na ponte 25 de Abril, na 24 de Julho, Av. Infante Santo, etc. Acho muito bem. Beijo grande.

Didas disse...

Para que fiques menos complexada vou-te contar esta:
A primeira vez que me mandaram parar eu tinha a carta há dois dias e ia completamente à rasca a conduzir, nem sei como ao parar não atropelei o polícia. Depois quando ele me pediu os documentos eu peguei no monte de papel que tinha no porta-luvas, entraguei-lhe e disse "Escolha daí o que lhe interessa!" Até uma revisteca lá ia! :)

Anónimo disse...

Snif... A mim nunca me mandaram parar a não ser uma vez em que peguei no carro do meu marido, sem documentos, e me deram um STOP porque o queriam cumprimentar! Até suei. Tens razão em cada linha que escreves, como habitualmente. Adorei a frase do sr. Pires! Bj da Fernanda

PARTILHAS disse...

Mais de acordo é impossível...

Cakau disse...

Espero nunca ser mandada parar! lol Não gosto de polícias...

E concordo plenamente contigo! *

Varela de Freitas disse...

Boa tarde!
Não te pediram também que mostrasses o colete? Na verdade, a média de fiscalizações (2 em 25 anos...) é fabulosa, mas olha que em comparação a minha não deve ser muito superior e faço este ano... deixa ver, é isso, 44 anos de encartado! Deste-me uma ideia para um post, porque deve estar perto o aniversário. Bom resto de dia!

Angela disse...

Será que tens ar de alguém assim tao perigoso? ihiihih O tempo que perdem à cata da multa e ignorando os verdadeiros criminosos. :(((

SoulHeaven disse...

ola! olha, ha aí coisas com que não concordo... Porque para já, e não leves a mal, mas uma pessoa que conduz há 25 anos e não sabe onde tem o triângulo no carro não pode afirmar, como disseste, que é a presença da policia que torna os condutores mais cuidadosos. São os próprios condutores que o têm de ser! Eu acho que não faz mal nenhum a ninguém descobrir o que se tem no carro, onde estão os objectos essenciais em caso de avaria/acidente, saber mudar um pneu, saber que se deve ter algo que possa transportar gasolina caso esta acabe a meio do caminho... São pequenas coisas mas que podem fazer um jeito enorme um dia!

Concordo no entanto que se gasta muito dinheiro em carros descaracterizados, mas que também fazem falta... porque quando se vê a policia aqui, acolá já não deve haver ninguém... e portanto as velocidades voltam a acontecer! Os carros descaracterizados, para além de caçarem multas, tornam as estradas numa espécie de jogo das escondidas... e acredita, não há maçarico nenhum hoje em dia que não trave e cumpra os limites mal veja um carro do modelo que a policia geralmente usa! Por isso até acho que a medida funciona... Agora, como é que os senhores agentes da autoridade os usam e se o dinheiro gasto neles não poderia servir para obras de requalificação e prevenção de acidentes (tens o óptimo exemplo do IP4), isso já é outra conversa...

E MAIS UMA COISA!! Isso de os homens ficarem a olhar para o motor tocou-me... LOL Porque tu andas muito negativa... Para quem não sabe abrir o capôt, estás a sair muito da casca...

Realmente o motor é algo complexo e ultimamente a electrónica sobrepõe-se imensamente à mecânica. Eu posso dizer que sei olhar para um motor e perceber a avaria! Mas não garanto que a possa arranjar... Aliás, isso é memso muito raro... =D Mas aceita um conselho e aprende a abrir o capot, saber onde fica à água e o óleo, onde fica o mija-mija, o que são as correias... São coisas extremamente simples e para além de te darem uma informação e uma cultura extremamente útil, dão-te razão para falar dos homens que não percebem nada! ;)

beijinhos!! e já agora, guarda o colete reflector no porta-luvas!

BlueShell disse...

Tens toda a razão...
Mas aindabem que correu tudo "à maneira"...

Beijufas, BShell

SaltaPocinhas disse...

@@SOULHEAVEN: eu também acho que não faz mal nenhum saber essas coisas todas que tu dizes, mas não podemos ser todos sobredotados, não é?
E entre abrir ou não abrir o capô e "perceber" a avaria mas não a saber consertar...vais ter de chamar o mecânico na mesma, não é??
Quanto ao triângulo,dei sempre com ele nas (raras) vezes que tive de o usar...
E quanto ao colete reflector, eu tenho o meu a vestir o banco da frente ;-)
Não é para isso que ele serve??

danirmartin disse...

Isso de mostrar o triângulo pode ser mal entendido...

:P

SoulHeaven disse...

Não falei em sobredotados... e claro que se deve chamar o mecênico! Mas por vezes perceber a avaria pode poupar-te o reboque, por exemplo... ;) ainda há bem pouco tempo aconteceu uma situação dessas com um amigo!

O colete reflector serve para seres vista! ;) e por isso deve andar à frente...

E não julgues que não é por não saberes onde anda o triângulo que vem grande mal ao Mundo! =D Só te disse aquilo porque há problemas sérios que podem ser simplesmente resolvidos... E sim, isso devia ser ensinado na Escola de Condução! Mas também era bom que os condutores fizessem um esforço... E por isso é que disse o que disse.

Para te dar um exemplo, já me cruzei com 3 carros (sempre Fiat Uno) e as pessoas andavam sem stops e piscas porque não estavam a funcionar e elas ainda não tinham tido tempo para ir ao mecânico...

Será preciso um mecânico para trocar um fusível?!

Acho que compreendes que não é preciso ser-se sobredotado para aprender isso e que andar sem esse tipo de iluminação no carro representa um perigo considerável.

beijinhos!

aflores disse...

Os homens fazem isso?...Bem...se dizes, tu lá sabes, mas penso que todas as pessoas (sem excepção) com carta de condução deveriam no mínimo "conhecer" o carro que conduzem. Não disse saber mecânica mas "pequeninas coisas" essenciais para evitar cenas como um amigo meu (HOMEM...não disse mulher) que chamou o reboque....esperou 32 minutos... causou atrasos no trânsito...e afinal, o carro não andava porque, imagina, não tinha gasolina :))))))))))))))

Leonoretta disse...

fartei-me de rir contigo. o triangulo, abrir o capô... que bom saltapocinhas. são situações chatas mas até divertidas

beijinho da leonor

Fadamagrinha disse...

AH! AH! Apanhada:)... e da outra vez a rir de mim. Agora já posso gozar:)... o CAPÔ?!:)...
Beijos da Fada